Quistos

Quistos

Noções básicas

Descrição

O termo cisto é derivado de "krystis" (grego), que significa bexiga ou bexiga urinária.

Um cisto é um espaço encapsulado e cheio de líquidos num tecido ou órgão. O interior pode conter uma ou mais câmaras. É feita uma distinção entre verdadeiros e pseudocistos. Os cistos reais são revestidos com sua própria camada de células, enquanto os pseudocistos são apenas cercados por tecido conjuntivo.

Causas

Os quistos desenvolvem-se por uma variedade de razões, aqui estão alguns exemplos:

  • Drenagem sem obstáculos de líquidos, por exemplo, cistos sebáceos das glândulas sebáceas
  • Doenças crónicas, por exemplo, quistos pulmonares na mucoviscidose
  • Doenças hereditárias, por exemplo, rins císticos, fígado cístico
  • Tumores
  • Distúrbios do desenvolvimento embrionário
  • Parasitas, por exemplo, quistos de órgãos causados por ténia de raposa ou equinococose
  • Distúrbios hormonais, por exemplo, do peito, dos ovários ou dos testículos

Sintomas

Os sintomas e também o diagnóstico dependem do tipo e da localização do cisto.

Encapsulamentos que estão próximos à superfície da pele, como no peito, são frequentemente vistos ou palpados devido ao inchaço. Entretanto, se órgãos internos, como o rim ou o fígado, são afetados, o diagnóstico é geralmente incidental, por exemplo, durante um exame ultra-sonográfico de rotina.

Se um quisto for encontrado ou suspeito, são frequentemente necessários procedimentos adicionais para descobrir o tamanho exacto e a causa. Para este fim, estão disponíveis as seguintes informações:

  • CT - tomografia computadorizada
  • MRT - imagem por ressonância magnética
  • Raios-x
  • Exames de sangue
  • Punção (remoção de tecido para exame posterior)

Os quistos são normalmente benignos. No entanto, ainda podem causar sintomas, especialmente se crescerem e começarem a deslocar órgãos e tecidos.

Mais raramente, estes quistos são causados por tumores malignos ou são agressivos, como no caso da ténia da raposa (equinococose).

A terapia depende do tipo e da localização do cisto.

Quistos comuns

  • Quisto renal
  • Cisto hepático
  • Cisto ovariano (cisto do ovário)
  • Hérnia de água do testículo (hidrocele)
  • Cisto do joelho (Cisto de Baker)
  • Cisto da tiróide
  • Cisto glandular sobre a pálpebra
  • Cistos sebáceos da pele
  • Quistos de mama
  • Quistos ósseos
  • Quistos de raiz dos dentes

Cistos renais e rins císticos

Os cistos renais não devem em caso algum ser confundidos com os rins císticos, a doença dos rins policísticos!

Apesar dos seus nomes semelhantes, são duas doenças fundamentalmente diferentes.

Quistos de rins

Os quistos renais podem ocorrer em ambos os rins, individualmente ou em grupo. Normalmente, não causam quaisquer sintomas e são descobertos por acaso durante um exame de rotina. Só quando têm um diâmetro muito grande é que, por vezes, causam dores nas costas ou abdominais.

Complicações não podem ser descartadas. O(s) quisto(s) pode(m) ficar inflamado(s) e rebentar(s) e sangrar. Mais raramente, ocorrem mudanças malignas.

A síndrome de Hippel-Lindau é uma doença hereditária em que estes quistos ocorrem juntamente com tumores, por exemplo, nos vasos sanguíneos (hemangioblastoma), cerebelo (medulloblastoma) ou retina (retinoblastoma).

A maioria das pessoas com mais de 60 anos é afectada; os quistos renais só muito raramente ocorrem em pessoas com menos de 30 anos.

A terapia depende dos sintomas causados por um quisto. Os pequenos quistos que não causam quaisquer sintomas não precisam de ser tratados. As maiores que causam dor ou complicações podem ser perfuradas e aspiradas ou removidas cirurgicamente ou esclerosadas.

Rins císticos

A ADPKD é uma doença hereditária comum que afeta cerca de 1 em cada 1000 pessoas.

Devido a uma mudança no material genético (gene PKD1 ou PKD2), novos quistos desenvolvem-se constantemente ao longo da vida. Aos 50 anos de idade, a maioria das pessoas afectadas sofre de insuficiência renal. No entanto, a formação de quistos não se limita aos rins. Pode também afectar o pâncreas, fígado, pulmões, baço, ovários, útero, testículos ou glândula tiróide. Alguns pacientes também desenvolvem aneurismas da aorta (abaulamento da aorta) ou diverticulose (abaulamento da parede intestinal). Até à data, não há cura para esta doença.

Anúncio

Anúncio

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.