Possibilidade de uma nova forma de terapia para o mieloma múltiplo

Livro Aberto do mieloma múltiplo da próstata, Imagem Conceitual

Anúncio

Com aproximadamente 6500 novos casos, o mieloma múltiplo é a terceira doença hematológica mais comum na Alemanha. Os doentes com mieloma múltiplo em fase tão avançada têm poucas ou nenhumas opções de tratamento disponíveis. Um estudo sueco recentemente publicado investigou agora uma possível terapia combinada como uma opção terapêutica potencial para estas mesmas pessoas.

Livro Aberto do mieloma múltiplo da próstata, Imagem Conceitual

shutterstock.com / felipe caparros

Mieloma múltiplo com mais detalhes:

Um plasmocitoma, ou mieloma múltiplo, é um tipo específico de cancro do sangue em que os plasmócitos humanos na medula óssea se dividem de forma incontrolável. A medula óssea resulta na produção de glóbulos vermelhos e brancos, que têm funções diferentes. Os glóbulos vermelhos, também conhecidos como eritrócitos, são responsáveis pelo transporte de oxigénio e os glóbulos brancos, também conhecidos como leucócitos, são produzidos na medula óssea para defesa imunitária. Neste contexto, as chamadas células T ou B pertencem aos subgrupos de leucócitos. As células plasmáticas representam o estágio de maturidade destas células B e servem para produzir anticorpos. Devido à multiplicação descontrolada destes plasmócitos, o sistema imunitário está enfraquecido e podem desenvolver-se vários sintomas. No estágio inicial do câncer na medula óssea, geralmente não há sintomas aparentes. À medida que a doença progride, o mieloma múltiplo pode causar uma variedade de sintomas, incluindo dores nas costas, anemia, deficiência de anticorpos, lesões renais ou pequenas hemorragias cutâneas.

Associação de Empresas Farmacêuticas Baseadas na Pesquisa:

A Associação de Empresas Farmacêuticas Baseadas na Pesquisa espera que um quarto dos novos medicamentos em 2021 vise diferentes cancros, com duas novas terapias com células T possíveis para tratar o mieloma múltiplo, disse a Associação. Idecabtagen vicleucel poderia encontrar aprovação na terapia do mieloma múltiplo em 2021. Um agente já aprovado para tratamento é o isatuximab, que é usado em combinação com pomalidomida e dexametasona (tem um efeito anti-inflamatório).

Um estudo de Fase 2 publicado em dezembro de 2020 avaliou agora a eficácia da terapia combinada com o medicamento melflufeno e dexametasona no mieloma múltiplo, que é uma população com uma importante necessidade médica não satisfeita.

Método de Estudo da Fase 2:

Embora as linhas de terapia anteriores tenham introduzido novas combinações de medicamentos antimieloma, os doentes com recaídas (ou seja, recorrentes em intervalos) e refractários (ou sejaO mieloma múltiplo (RRMM para abreviar) sofre frequentemente de doenças que são refratárias a múltiplos medicamentos. Portanto, drogas com novos mecanismos de ação são urgentemente necessárias. Em combinação com a dexametasona, a melflufen poderia potencialmente atender a essa necessidade médica não atendida, fornecendo um novo mecanismo de ação, eficácia clinicamente significativa e segurança em pacientes com câncer.

O ensaio multicêntrico Fase 2, publicado no Journal of Clinical Oncology, inscreveu pacientes em 17 centros entre dezembro de 2016 e outubro de 2019. Os participantes do estudo tiveram um diagnóstico prévio com mieloma múltiplo, e uma doença mensurável na entrada do estudo. Anteriormente, os participantes tinham que ter recebido pelo menos duas terapias e tinham que ser insensíveis a certos anticorpos (ou seja, anticorpos anti-CD38). Estes pacientes receberam 40mg de melflufen por via intravenosa no primeiro dia de cada ciclo de 28 dias e 40mg adicionais de dexametasona por administração oral uma vez por semana. Aqui, o principal desfecho do estudo foi a taxa de resposta global verificada para os medicamentos. Os pontos finais secundários foram: Duração da resposta, sobrevivência do paciente e segurança.

Resultados:

Dos 157 pacientes com idade média de 65 anos e cinco terapias prévias, 55 pacientes (35%) tinham doença extramedular (isto é, fora da medula óssea). A taxa de resposta global foi de 29% entre os tratados, enquanto a duração mediana da resposta foi de 5,5 meses e a sobrevida mediana foi de 4,2 meses e a sobrevida global foi de 11,6 meses com um seguimento de 14 meses.

Os eventos adversos relacionados com o tratamento ocorreram em 96% dos pacientes:

  • Neutropenia a 79% (ou seja, diminuição do número de glóbulos brancos).
  • Trombocitopenia com 76% (ou seja, falta de plaquetas no sangue)
  • anemia com 43

Pneumonia (10%) foi o evento não hematológico (ou seja, doenças do sangue) mais comum.

Conclusão:

De acordo com o estudo, a terapia combinada melflufen e dexametasona demonstrou eficácia clinicamente significativa e segurança controlável em pacientes com RRMM fortemente pré-tratados. Como este é um ensaio da fase 2, resta saber se esta nova forma de terapia pode ser confirmada em mais estudos e ajudar significativamente as pessoas que agora são insensíveis a certos medicamentos devido a tratamentos anteriores.


Ingredientes ativos:

    Fontes

    Autor

    Danilo Glisic

    Última Actualização

    22.03.2021

    Anúncio

    Partilhar

    Anúncio

    O seu assistente pessoal de medicamentos

    Medicamentos

    Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

    Substâncias

    Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

    Doenças

    Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

    O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

    This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.