Efedrina

Efedrina
Código ATC C01CA26, C01CB01, R01AA03, R01AB05, R03CA02, S01FB02
Fórmula C10H15NO
Massa Molar (g·mol−1) 165,24
Estado de agregação sólido
Ponto de fusão (°C) 38–40
Ponto de ebulição (°C) 225
Valor PKS 10.3
Número CAS 299-42-3
Número PUB 9294
Drugbank ID DB01364
Solubilidade moderado em água / pobre em etanol

Noções básicas

A efedrina é uma substância natural encontrada em plantas do gênero Meerträubel. Mostra propriedades simpatizantes. Ainda é usado por vezes para tratar a hipotensão e contra a narcolepsia. No passado, a efedrina era utilizada mais amplamente, por exemplo, como medicamento para a asma, como remédio para a rinite (descongestionamento da mucosa nasal) e em oftalmologia. Contudo, devido a medicamentos mais recentes e selectivos, já não é prescrito com a frequência actual. A distribuição da efedrina é rigorosamente regulada devido à sua semelhança estrutural com a droga metanfetamina (metanfetamina cristalina). Isto torna o possível abuso mais difícil.

Farmacologia

Farmacodinâmica

A efedrina actua nos receptores adrenérgicos das células nervosas humanas. Liga-se aos receptores alfa e beta adrenoreceptores. Isto aumenta o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea e causa broncodilatação.

Farmacocinética
Die orale Bioverfügbarkeit von Ephedrin beträgt rund 88% und die maximale Konzentration im Blut wird nach ca. 2 Stunden erreicht. Die Plasmaproteinbindung beträgt rund 5-6%. Rund 60% der gegebenen Dosis werden unverändert über den Urin ausgeschieden. Der Rest wird in den Zellen der Leber abgebaut und ebenfalls über die Nieren ausgeschieden. Die Eliminationshalbwertszeit beträgt ungefähr 6 Stunden.

Wechselwirkungen

Ephedrin sollte keinesfalls gleichzeitig mit anderen Stoffen aus der Gruppe der Sympathomimetika oder MAO-Hemmern eingenommen werden. Dies kann zu lebensbedrohlichen Nebenwirkungen führen. Generell ist bei Arzneimitteln, die eine Wirkung auf adrenerge Rezeptoren haben (z.B: Antidepressiva), Vorsicht geboten. Eine gleichzeitige Einnahme wird generell nicht empfohlen.

Toxicidade

Efeitos colaterais

Os efeitos secundários ocorrem normalmente após a administração de doses demasiado elevadas. Os sintomas possíveis são ansiedade, delírio, pressões sanguíneas muito elevadas e palpitações cardíacas, alucinações, distúrbios do sono, falta de ar e psicoses.

Dados toxicológicos

LD50: 600 mg/kg (rato, oral)

Fontes

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.