Imigranradis

Código ATC
N02CC01
Imigranradis

Glaxo Wellcome Farmacêutica, Lda.

Substância(s)
Sumatriptano
Narcótica
Não
Grupo farmacológico Preparações antienxaqueca

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Glaxo Wellcome Farmacêutica, Lda.

O que é e como se utiliza?

Imigranradis pertence ao grupo farmacoterapêutico dos medicamentos usados na enxaqueca (grupo farmacoterapêutico 2.11 Medicamentos usados na enxaqueca). A dilatação e/ou a formação de edema em determinados vasos sanguíneos cranianos parece ser o mecanismo fundamental da enxaqueca no Homem. Imigranradis actua por contracção destes vasos.

Imigranradis comprimidos está indicado no tratamento agudo das crises de enxaqueca com ou sem aura.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Imigranradis se tem:

  • alergia (hipersensibilidade) ao sumatriptano ou a qualquer outro componente deImigranradis;

Se sofre ou sofreu de:

  • enfarte do miocárdio ou doença cardíaca isquémica, angina de Prinzmetal/vasospasmocoronário, doença vascular periférica ou sinais ou sintomas consistentes com doença cardíaca isquémica;
  • acidente vascular cerebral (AVC) ou crises isquémicas transitórias (CIT);
  • insuficiência hepática grave (alterações graves no funcionamento do fígado);
  • hipertensão grave ou moderada, ou ligeira se não controlada;

Não tome concomitantemente Imigranradis com os seguintes medicamentos:

  • ergotamina ou derivados da ergotamina (incluindo metisergide) (ver secção 2; Ao tomar Imigranradis com outros medicamentos)
  • inibidores da monoaminoxidase (IMAOs) ? até 2 semanas após a descontinuação da terapêutica com IMAOs.

Tome especial cuidado com Imigranradis
Imigranradis só deve ser administrado após diagnóstico evidente de enxaqueca, pelo que não deve tomar este medicamento sem consultar o seu médico.

O sumatriptano não está indicado no tratamento da enxaqueca hemiplégica, basilar ou oftalmoplégica.

Como com outras terapêuticas agudas para a enxaqueca, antes de se iniciar o tratamento em doentes não previamente diagnosticados com enxaqueca ou que apresentem sintomas atípicos, devem ser excluídas outras situações potencialmente graves do foro neurológico.
Deverá ter-se em consideração que os doentes com enxaqueca podem ter risco aumentado de sofrerem alterações vasculares cerebrais (p.ex. acidente vascular cerebral, crise isquémica transitória).

Após administração, o sumatriptano pode estar associado a sintomas transitórios incluindo dor e aperto pré-cordial que podem ser intensos e atingir a garganta (ver secção 4). Caso ocorram sintomas indicadores de doença cardíaca isquémica, deverá efectuar-se uma avaliação apropriada.

Imigranradis não deve ser administrado a doentes em que seja provável a existência de doença cardíaca não diagnosticada, sem que seja feita uma avaliação prévia para diagnóstico dessa doença cardiovascular subjacente. Estes doentes incluem mulheres na pós-menopausa, homens com idade superior a 40 anos e doentes com factores de risco para doença arterial coronária. No entanto, estas avaliações poderão não identificar todos os indivíduos com doença cardíaca, tendo sido relatados muito raramente, efeitos cardíacos graves em indivíduos sem doença cardiovascular subjacente.

Imigranradis deve ser administrado com precaução em doentes com hipertensão controlada uma vez que foram observados aumentos transitórios da pressão arterial e da resistência vascular periférica, numa reduzida proporção de doentes.

Foram relatados, casos raros de doentes com fraqueza, hiper-reflexia e descoordenação após o uso concomitante de inibidores selectivos da recaptação da serotonina (SSRIs) e sumatriptano. Caso o tratamento concomitante com sumatriptano e SSRIs seja

clinicamente necessário, é aconselhável uma observação adequada do doente (ver secção 2; Ao tomar Imigranradis com outros medicamentos).

Imigranradis deve ser administrado com precaução a doentes com patologias que possam comprometer significativamente a absorção, o metabolismo ou a excreção do fármaco, tais como insuficiência hepática ou renal.

Imigranradis deve ser administrado com precaução em doentes com história de epilepsia ou lesões cerebrais estruturais que possam diminuir o seu limiar de desenvolvimento de convulsões.

Os doentes com hipersensibilidade conhecida às sulfonamidas podem exibir uma reacção alérgica após administração de sumatriptano, que poderá variar desde hipersensibilidade cutânea a anafilaxia. A evidência de sensibilidade cruzada é limitada, no entanto, recomenda-se precaução na utilização de sumatriptano nestes doentes.

A frequência dos efeitos secundários de Imigranradis pode aumentar durante a utilização concomitante de produtos naturais ou preparações à base de extractos vegetais que possuam na sua composição Hypericum perforatum.

Não devem ser excedidas as doses recomendadas para Imigranradis.

Não utilize Imigranradis ao mesmo tempo que utiliza outros triptanos/agonistas dos receptores 5-HT1 (naratriptano, rizatriptano, zolmitriptano), também utilizados no tratamento da enxaqueca. Deve interromper a utilização destes medicamentos pelo menos 24 horas antes de utilizar Imigran. Não tome nenhum outro triptano/agonista dos receptores 5-HT1 por um período mínimo de 24 horas após ter utilizado Imigranradis.

A utilização de Imigranradis com demasiada frequência pode levar ao agravamento das dores de cabeça. Informe o seu médico se esta situação se aplica a si. O seu médico poderá recomendar que pare a utilização de Imigranradis.

Crianças e adolescentes (idade inferior a 18 anos)
Não está ainda estabelecida a segurança e eficácia do sumatriptano nas crianças e adolescentes.

Idosos (idade superior a 65 anos)
A experiência de utilização de sumatriptano em doentes com idade superior a 65 anos é limitada. Pelo que não se recomenda a utilização de Imigranradis em doentes com idade superior a 65 anos até estarem disponíveis dados clínicos adicionais.

Ao tomar Imigranradis com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Não há evidência de interacções com o propranolol, flunarizina, pizotifeno ou álcool.

Após a administração de medicamentos contendo ergotamina deverá haver um intervalo de 24 horas antes da administração de sumatriptano. Do mesmo modo, só devem ser administrados medicamentos contendo ergotamina 6 horas após a administração de sumatriptano.

Poderá ocorrer interacção entre o sumatriptano e os IMAO?s (ver secção 2).

A utilização de Imigranradis com SSRIs (Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina) ou SNRIs (Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina e da Noradrenalina) utilizados no tratamento da depressão, pode causar síndrome da serotonina (um conjunto de sintomas que podem incluir agitação, confusão, sudação, alucinações, reflexos aumentados, espasmos musculares, tremores, aumento do ritmo cardíaco e agitação). Informe imediatamente o seu médico se se sentir afectado desta maneira.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Informe o seu médico se está grávida ou planeia engravidar.
A administração deste fármaco na gravidez deve ser considerada apenas se o benefício esperado para a mãe justificar qualquer possível risco para o feto.

Informe o seu médico se está a amamentar.
Foi demonstrado que o sumatriptano é excretado no leite materno após administração subcutânea. A exposição do lactente pode ser minimizada se se evitar o aleitamento nas 12 horas seguintes ao tratamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Pode ocorrer sonolência devido à enxaqueca ou ao tratamento com sumatriptano. Recomenda-se precaução em doentes que realizem tarefas de perícia, como p.ex. conduzir ou trabalhar com máquinas.

Como é utilizado?

Tome Imigranradis sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Imigranradis não deve ser utilizado como profiláctico.

Adultos
A dose recomendada para administração oral em adultos é de um comprimido de 50 mg. Alguns doentes poderão necessitar de 100 mg.

Se o doente não responder à primeira dose, não deve ser tomada uma segunda dose para a mesma crise. No entanto, Imigranradis pode ser tomado em crises subsequentes.

Caso o doente tenha respondido à primeira dose, mas ocorra reincidência dos sintomas, pode ser administrada uma segunda dose nas 24 horas seguintes, assegurando que não sejam tomados mais de 300 mg em 24 horas.

Os comprimidos deverão ser deglutidos inteiros com água. Os doentes com dificuldade em deglutir poderão dissolver o comprimido numa pequena porção de água antes da administração. Quando dissolvidos, os comprimidos de Imigranradis têm um sabor amargo.

Recomenda-se que Imigranradis seja administrado tão cedo quanto possível após o início da crise de enxaqueca, mas é igualmente eficaz quando administrado em qualquer fase da crise.

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver a impressão de que Imigranradis é demasiado forte ou demasiado fraco.

Se tomar mais Imigranradis do que deveria
Se ocorrer sobredosagem com sumatriptano contacte imediatamente o seu médico ou dirija-se ao serviço de urgência do hospital mais próximo para que lhe seja administrado tratamento de suporte necessário.

Desconhece-se o efeito da hemodiálise ou da diálise peritoneal nas concentrações plasmáticas de sumatriptano.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Imigranradis pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
Imigranradis normalmente é bem tolerado.

Gerais:
Foram referidos frequentemente, dor, sensação de calor ou frio, peso, pressão ou tensão. Estes sintomas são geralmente transitórios mas podem ser intensos e afectar qualquer parte do corpo incluindo o tórax e garganta;
Têm sido referidas sensação de fraqueza fadiga sendo geralmente de intensidade ligeira a moderada e transitórios;

Cardiovasculares:

Foram registados aumentos transitórios da pressão arterial logo após o tratamento, e rubor;
Foram referidos muito raramente bradicardia, taquicardia, palpitações, arritmias cardíacas, alterações isquémicas transitórias do ECG, vasospasmo das artérias coronárias, angina e enfarte do miocárdio. (ver secção 2; Antes de tomar Imigranradis e Tome especial cuidado com Imigranradis);
Foram ainda referidos muito raramente, hipotensão e Síndrome de Raynaud.

Doenças respiratórias
Poderá ocorrer frequentemente dificuldade respiratória.

Gastrintestinais:
Alguns doentes referiram náuseas e vómitos, porém, não é clara a sua relação com Imigranradis.
Foi referido muito raramente colite isquémica.

Sistema Nervoso Central:
Frequentemente foram descritos sensação de formigueiro, tonturas e sonolência. Foram descritos casos raros de convulsões após administração de sumatriptano. Embora alguns destes casos tenham ocorrido em doentes com história de epilepsia, existem também relatos de doentes em que não são aparentes estes factores predisponentes. Foram também descritos muito raramente casos de tremor e contracções involuntárias dos músculos.

Perturbações visuais:
Os doentes tratados com Imigranradis poderão manifestar muito raramente, distúrbios visuais como visão trémula e diplopia. Adicionalmente, têm sido observados casos de nistagmo, escotoma, visão reduzida e perda de visão (habitualmente transitória). No entanto, os distúrbios visuais podem também ocorrer devido à própria crise de enxaqueca.

Hipersensibilidade/reacções cutâneas:
Reacções de hipersensibilidade que podem variar desde hipersensibilidade cutânea a casos raros de anafilaxia.

Testes laboratoriais:
Foram observadas ocasionalmente perturbações menores nos testes da função hepática.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 30ºC.
Não utilize Imigranradis após expirar o prazo de validade indicado na embalagem.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de Imigranradis

  • A substância activa é sumatriptano Cada comprimido dispersível de Imigranradis 50 mg contém 50 mg de sumatriptano, sob a forma de succinato. Cada comprimido dispersível de Imigranradis 100 mg contém 100 mg de sumatriptano, sob a forma de succinato.

Os outros componentes são:
Imigranradis 50mg comprimidos dispersíveis: hidrogenofosfato de cálcio, celulose microcristalina, bicarbonato de sódio, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, opadry YS- 1-1441-G.
Imigranradis 100mg comprimidos dispersíveis: hidrogenofosfato de cálcio, celulose microcristalina, bicarbonato de sódio, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, opadry OY- S-7322.
Qual o aspecto de Imigranradis e conteúdo da embalagem

Comprimidos dispersíveis acondicionados em embalagens de 2, 4, 6, 12 ou 18 comprimidos.

É possível não estar comercializadas todas as embalagens.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Glaxo Wellcome Farmacêutica, Lda.
R. Dr. António Loureiro Borges, 3
Arquiparque, Miraflores
1495-131 Algés
Portugal
Tel: 21 412 95 00
Fax: 21 412 18 57

Fabricante

Glaxo Wellcome Operations UK, Ltd.
Priory Street
SG12 0DJ Ware ? Hertfordshire
Reino Unido

GlaxoSmithKline Pharmaceuticals S.A.
ul. Grunwaldzka 189
PL-60-322 Poznan
Polónia

Este folheto foi aprovado pela última vez em

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.