Ursofalk

Código ATC
A05AA02
Ursofalk

Dr. Falk Pharma Portugal

Medicamentos padrão Humano
Substância(s)
ácido ursodesoxicólico
Narcótica
Não
Data de aprovação 10.12.1985
Grupo farmacológico Terapia biliar

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Dr. Falk Pharma Portugal

O que é e como se utiliza?

A substância ativa do Ursofalk é o ácido ursodesoxicólico, um ácido biliar naturalmente presente, em pequenas quantidades, na bílis humana.

O Ursofalk é usado nas seguintes situações:

- Para a dissolução de cálculos biliares de colesterol da vesícula biliar. Os cálculos devem ser rádio-transparentes no raio-X, não devem exceder 15 mm de diâmetro e a vesícula deve ser funcionante.

- Para o tratamento da gastrite de refluxo biliar.

- Para o tratamento sintomático da cirrose biliar primária (CBP, uma inflamação crónica dos canais biliares associada a uma cirrose no fígado) desde que não exista descompensação da cirrose hepática (doença grave do fígado, numa fase em que o tecido hepático que resta não consegue compensar a reduzida função hepática).

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Ursofalk:

-se tem alergia (hipersensibilidade) aos ácidos biliares (como o ácido ursodesoxicólico) ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6).

-se tem uma inflamação aguda da vesícula biliar ou do trato biliar.

-se tem uma oclusão do canal biliar comum ou do canal cístico (obstrução do trato biliar).

  • se sofre frequentemente de dores tipo cãibras na zona superior do abdómen (cólicas biliares),
  • se o seu médico lhe disse que tem cálculos biliares calcificados,

- se apresenta uma diminuição da contractilidade da vesícula biliar.

Em caso de dúvida, deve consultar o seu médico assistente acerca das condições acima referidas. Deve também confirmar se sofre ou se já sofreu destas condições.

Advertências e precauções

Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Ursofalk

O Ursofalk deve ser usado com supervisão do médico. O médico deve solicitar-lhe testes regulares para avaliar a função hepática, de 4 em 4 semanas durante os primeiros 3 meses de tratamento. Seguidamente, estes testes podem ser solicitados de 3 em 3 meses.

Recomenda-se uma dieta rica em fibras de forma a prevenir a recorrência de cálculos.

Por favor informe imediatamente o seu médico se tiver diarreia, pois poderá necessitar de reduzir a dose ou interromper o tratamento com Ursofalk.

Outros medicamentos e Ursofalk

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar outros medicamentos.

Deve informar o seu médico, caso esteja a tomar medicamentos contendo as seguintes substâncias ativas, uma vez que pode haver interação com alteração dos efeitos terapêuticos:

Substâncias ativas cujo efeito terapêutico pode ficar diminuído, com o uso concomitante de Ursofalk:

-colestiramina, colestipol (usados para reduzir os níveis de lípidos no sangue) -antiácidos contendo hidróxido de alumínio ou óxido de alumínio (agentes que se ligam aos ácidos gástricos)

Caso tome estas substâncias, as mesmas devem ser administradas 2 horas antes ou 2 horas depois da toma de Ursofalk.

-ciprofloxacina, dapsona (antibióticos) -nitrendipina (usada para tratar a hipertensão)

-outros fármacos que sejam metabolizados de forma similar

Nestes casos, o seu médico deve verificar se existe necessidade de corrigir as respetivas dosagens.

Substâncias ativas cujo efeito terapêutico pode ficar aumentado, com o uso concomitante de Ursofalk:

-ciclosporina (imunossupressor)

Caso esteja a ser tratado com ciclosporina, devem ser determinadas as concentrações de ciclosporina a nível sanguíneo, para que o seu médico verifique se existe necessidade de corrigir a dosagem.

Caso esteja a tomar Ursofalk cápsulas para a dissolução de cálculos biliares, por favor informe o seu médico se estiver a tomar quaisquer medicamentos que contenham hormonas estrogénicas ou agentes que reduzem os níveis de colesterol

no sangue, como é o caso do clofibrato. Estes medicamentos podem aumentar a formação de cálculos biliares, contrariando o efeito do tratamento com Ursofalk.

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente ou se vier a tomar outros medicamentos. O tratamento com Ursofalk poderá ainda assim ser permitido. O seu médico saberá o que é mais adequado para si.

Gravidez e amamentação

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

Não deverá tomar Ursofalk durante a gravidez, a menos que o seu médico considere que é absolutamente necessário. Mesmo que não esteja grávida, deverá discutir esta possibilidade com o seu médico pois as mulheres em idade fértil só devem ser tratadas com Ursofalk se estiverem a utilizar um método contracetivo fiável. Recomendam-se medidas contracetivas não hormonais ou a utilização de contracetivos orais com baixo teor de estrogénios. Contudo, caso esteja a tomar Ursofalk para a dissolução de cálculos biliares, deverá usar apenas medidas contracetivas não hormonais, pois os contracetivos orais hormonais podem estimular a formação de cálculos biliares.

O seu médico deverá verificar que não está grávida antes de iniciar o tratamento com Ursofalk.

A experiência em seres humanos é insuficiente, particularmente nos primeiros três meses de gravidez. Os estudos em animais revelaram evidência de efeitos teratogénicos durante a fase inicial da gestação.

Não deverá tomar este medicamento se estiver a amamentar. Não se sabe se a substância ativa do Ursofalk passa para o leite materno. Caso o tratamento com Ursofalk seja necessário, deverá suspender a amamentação.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não são necessárias precauções especiais.

Como é utilizado?

Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico ou farmacêutico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

As cápsulas devem ser tomadas de forma consistente e regular, de outro modo a terapêutica com Ursofalk não é bem sucedida.

As seguintes doses diárias estão recomendadas para as diferentes indicações terapêuticas:

-Para a dissolução de cálculos biliares de colesterol:

A dose recomendada é de 10 mg de ácido ursodesoxicólico por Kg de peso corporal e por dia, o que equivalente a:

Até 60 Kg: 2 cápsulas 61 - 80 Kg: 3 cápsulas

81-100 Kg: 4 cápsulas Acima de 100 Kg: 5 cápsulas

As cápsulas devem ser deglutidas inteiras com ajuda de líquido, à noite, ao deitar.

Duração do tratamento: O seu médico deverá controlar os resultados do tratamento de 6 em 6 meses. Caso seja verificada uma eventual calcificação dos cálculos, o médico deve descontinuar o tratamento. O tempo de tratamento necessário para a dissolução de cálculos biliares de colesterol, em geral, varia entre 6 e 24 meses. Se não se registar redução no tamanho dos cálculos após 12 meses, não se deverá continuar o tratamento.

-Para o tratamento da gastrite de refluxo biliar:

A dose recomendada é de 1 cápsula por dia, que deverá ser deglutida inteira, com ajuda de líquido, à noite, ao deitar.

Duração do tratamento: Em geral, para o tratamento da gastrite de refluxo biliar, as cápsulas são tomadas durante um período de 10 a 14 dias. Geralmente a duração do tratamento depende da evolução da situação clínica. O médico assistente deverá decidir, para cada caso, qual a duração mais adequada do tratamento.

-Para o tratamento sintomático da cirrose biliar primária (inflamação crónica dos canais biliares):

A dose recomendada deve ser estabelecida em função do peso corporal e varia entre 3 e 7 cápsulas por dia (14 ± 2 mg de ácido ursodesoxicólico por Kg de peso corporal).

Durante os primeiros 3 meses de tratamento, deve tomar Ursofalk cápsulas de manhã, à tarde e à noite Seguidamente, com a melhoria dos valores hepáticos, a dose diária poderá passar a ser administrada numa toma diária única, à noite.

PesoDoseN° decápsulas:corporal (Kg)diária (mg/Kg)Primeiros3 mesesMeses seguintesde manhãà tardeà noiteà noite (1x/dia)47-6212 16111363-7813 16112479-9313 16122594-10914 162226>1102237

As cápsulas devem ser deglutidas inteiras, com suficiente líquido. É muito importante assegurar que as cápsulas são tomadas com regularidade.

Duração do tratamento: O tratamento com Ursofalk cápsulas pode ser continuado indefinidamente nas situações de cirrose biliar primária.

Em casos raros, os doentes com cirrose biliar primária podem registar um agravamento dos sintomas clínicos durante o início do tratamento, como por ex: prurido aumentado. Consulte o seu médico se esta situação ocorrer. Nesta situação, recomenda-se que o tratamento seja continuado na dose de 1 cápsula/dia,

efetuando-se um aumento gradual da dose (aumento de 1 cápsula por semana), até se alcançar novamente a dose adequada.

Se sentir que o efeito do Ursofalk está a ser demasiado forte ou fraco, contacte o seu médico ou o seu farmacêutico.

Se tomar mais Ursofalk do que deveria

Poderá ocorrer diarreia, devido à sobredosagem. Se a diarreia se tornar persistente, informe o seu médico de imediato. Se sofre de diarreia, assegure-se de que ingere uma quantidade de líquidos suficiente para repor a perda de líquidos e o equilíbrio eletrolítico.

Caso se tenha esquecido de tomar Ursofalk

Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Deve continuar o tratamento com a dose prescrita.

Se parar de tomar Ursofalk

Contacte sempre o seu médico, antes de decidir interromper ou parar antecipadamente o tratamento com Ursofalk.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Efeitos secundários frequentes (ocorrem em menos de 1 em 10 doentes mas em mais de 1 em 100 doentes):

-fezes moles ou diarreia.

Efeitos secundários muito raros (ocorrem em menos de 1 em 10.000 doentes): -durante o tratamento da cirrose biliar primária: dor grave do lado direito da região abdominal superior, agravamento marcado (descompensação) da cirrose hepática com regressão parcial após interrupção do tratamento.

-calcificação dos cálculos biliares. - erupção cutânea (urticária)

Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso no rótulo e na embalagem exterior, após "VAL.". O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.

Mais informações

  • A substância ativa é o ácido ursodesoxicólico: 1 cápsula contém 250 mg de ácido ursodesoxicólico.
  • Os outros componentes são: amido de milho, sílica coloidal anidra, estearato de magnésio, gelatina, dióxido de titânio (E171), água purificada e laurilsulfato de sódio.

Qual o aspeto de Ursofalk e conteúdo da embalagem

As cápsulas de Ursofalk são brancas e opacas, e contêm um pó ou granulado de cor branca. São acondicionadas em blisters de PVC/Alu.

Embalagens de 20 e 60 cápsulas.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações. Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Dr. Falk Pharma Portugal, Sociedade Unipessoal, Lda. Edifício Mar do Oriente

Alameda dos Oceanos, Lote 1.07.1Y, Fração 3.2 1990-203 Lisboa

Fabricante

Dr. Falk Pharma GmbH

Leinenweberstrasse, 5 79108 Freiburg - Alemanha

Este folheto foi revisto pela última vez em

Última actualização: 08.08.2022

Fonte: Ursofalk - Inserção da embalagem

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.