Autor: Ratiopharm - Comércio e Indústria de Produtos Farmacêuticos, Lda.


Informação longa

O que é e como se utiliza?

O itraconazol é um anti-fúngico, ou seja, é um medicamento utilizado para tratar infecções causadas por fungos.
Foi-lhe receitado o itraconazol pela seguinte razão, a qual poderá ser explicada pelo seu médico:

  • Tratamento de Candidíase vulvovaginal;
  • Candidíase oral, Dermatomicoses (ex.: tinha corporal, tinha nas pernas, tinha nos pés,tinha nas mãos) e Onicomicoses (micoses das unhas)
  • Pitiríase versicolor.
  • Esporotricose linfocutânea, paracoccidioidomicose, blastomicose (em doentes comimunidade) e Histoplasmose.

O Itraconazol pode ser usado em doentes que sofram de aspergilose invasiva que se verificou serem refractários ou intolerantes à Anfotericina B.

Índice
O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?
Como é utilizado?
Quais são os possíveis efeitos secundários?
Como deve ser guardado?
Mais informações

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Itraconazol ratio 100 mg cápsulas:
se tem hipersensibilidade (alergia) ao itraconazol ou a qualquer outro ingrediente do medicamento;
se estiver a tomar medicamentos contendo terfenadina, astemizol, cisaprida, quinidina, primozida, mizolastina, dofetilida, CYP3A4-metabolisado HMG-CoA inibidores da redutase como a sinvastatina, atorvastatina e lovastatina, midazolam oral e triazolam.

Tome especial cuidado com Itraconazol ratio 100 mg cápsulas:

se estiver a tomar medicamentos neutralizantes do ácido (ex: hidróxido de alumínio), estes medicamentos devem ser administrados pelo menos 2 horas após a toma das cápsulas de itraconazol.
se sofre de acloridia ou está a tomar medicamentos supressores da secreção ácida (ex: antagonistas H2, inibidores da bomba de protões), recomenda-se a administração das cápsulas de itraconazol com uma bebida contendo carbonato
se estiver em tratamento com itraconazol durante mais de 1 mês;
se sofre de doença hepática ou se teve reacções de toxicidade ao nível do fígado causadas por outros medicamentos
se sofre de insuficiência da função renal pode ser necessário o ajuste da dose se o seu sistema imunitário está debilitado ou está a ser sujeito a tratamento agressivo com quimioterapia e antibióticos
se sofre de insuficiência cardíaca congestiva ou com história de insuficiência cardíaca congestiva
se estiver a tomar medicamentos bloqueadores dos canais de cálcio.

  • itraconazol não deve ser utilizado durante 2 semanas após a interrupção do tratamentocom agentes indutores do CYP3A4 (rifampicina, rifabutina, fenobarbital, fenitoína, carbamazepina, erva de S. João).

Itraconazol ratio 100 mg cápsulas não deve ser administrado a crianças, excepto se os efeitos positivos esperados superarem os potenciais riscos.

Devido ao risco de mal formação do feto, mulheres na sua idade fértil e que utilizem itraconazol devem tomar medidas anticonceptivas adequadas até à sua primeira menstruação após o tratamento.

Tomar Itraconazol ratio 100 mg cápsulas com alimentos e bebidas
As cápsulas devem ser engolidas inteiras com uma quantidade suficiente de líquido. Itraconazol ratio 100 mg cápsulas deve ser tomado após as refeições.

Gravidez
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. Não deve tomar itraconazol durante a gravidez.

As mulheres em idade fértil devem utilizar uma contracepção eficaz durante e até 4 semanas após o tratamento com itraconazol.

Aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. Não deve tomar itraconazol enquanto estiver a amamentar. O seu médico deverá aconselhá-la se deve interromper o aleitamento ou adiar o tratamento com itraconazol.

Condução de veículos e utilização de máquinas
O itraconazol pode afectar a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

Tomar Itraconazol ratio 100 mg cápsulas com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Informe o seu médico se estiver a tomar medicamentos contendo rifampicina, rifabutina, ebastina, reboxetina, fenitoína, ritonavir, indinavir, saquinavir, sildenafil, tadalafil, ciclosporina, tacrolimus sirolimus, claritromicina e eritromicina, omeprazol, terfenadina, astemizol, pimozida, cisaprida, alprazolam, triazolam, midazolam administrado por via oral, brotizolam, buspirona, dofetilida, mizolastina, quinidina, inibidores da redutase HMG-CoA metabolizados no CYP3A4 como sinvastatina, atorvastatina e lovastatina, alcalóides derivados da cravagem do centeio (ergotamina, dihidroergotamina), varfarina, sildenafil e tadalafil, alcalóides vinca, busulfano, docetaxel e trimetrexato, digoxina, dexametasona, metilprednisolona, carbamazepina, alfentanilo.

Informações importantes sobre alguns ingredientes de Itraconazol ratio 100mg cápsulas

Este medicamento contém sacarose. Não é adequado para doentes com intolerência hereditária à frutose, síndroma de malabsorção de glucose-galactose ou deficiência de sacarose-isomaltase.

Como é utilizado?

Tomar sempre Itraconazol ratio 100 mg cápsulas de acordo com as instruções do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
A posologia deve ser-lhe indicada pelo seu médico.

Doses recomendadas para adultos e adolescentes:

  • Candidíase vulvovaginal: 200 mg de manhã e 200 mg noite durante 1 dia.
  • Candidíase oral: 100 mg uma vez ao dia durante 2 semanas.
  • Tinha corporal, tinha nas pernas: 100 mg uma vez ao dia durante 2 semanas.
  • Tinha nos pés, tinha nas mãos: 100 mg uma vez ao dia durante 4 semanas.
  • Pitiríase versicolor: 200 mg uma vez ao dia durante 1 semana.
  • Onicomicose:Terapêutica faseada

Uma fase consiste em tomar duas cápsulas duas vezes ao dia durante uma semana (400 mg/dia), seguida de um período de três semanas sem medicação.

É administrado um total de três fases para onicomicoses no dedo grande do pé, são recomendadas duas fases para onicomicoses nas unhas das mãos.

Tratamento contínuo

Duas cápsulas (200 mg/dia) uma vez ao dia durante 3 meses.

O resultado do tratamento tornar-se-á mais evidente após o fim da medicação quando a unha crescer.

  • Esporotricose linfocutânea*: 100 mg uma vez ao dia durante 3 meses.
  • Paracoccidioidomicose *: 100 mg uma vez ao dia durante 6 meses.
  • Blastomicose*: 100 mg uma vez ao dia, pode ser aumentada para 200 mg duas vezes ao dia durante 6 mes es.
  • Histoplasmose*: 200 mg uma vez ao dia, pode ser aumentada para 200 mg duas vezes ao dia durante 8 meses.
  • Aspergilose invasiva: inicia-se com uma dose de 200 mg três vezes ao dia durante 4 dias e continua com 200 mg duas vezes ao dia até que as culturas estejam negativas ou até que as lesões tenham desaparecido (2-5 meses de duração) ou pelo menos até que a neutropenia tenha acabado.

*Os tempos de tratamento especificados são médios e podem variar dependendo da gravidade da queixa ou da recuperação clínica e micológica.

Para infecções cutâneas, são alcançados bons resultados clínicos em 1-4 semanas após o término do tratamento e para infecções nas unhas em 6-9 meses após o término do tratamento. Isto porque a eliminação do itraconazol da pele e unhas é mais lenta do que no plasma.

Crianças (com menos de 12 anos):
Os dados sobre a utilização de itraconazol em crianças são inadequados para que a sua utilização seja recomendada, excepto se os potenciais benefícios superarem os riscos.

Idosos:
Os dados sobre a utilização de itraconazol em doentes idosos são inadequados para que a sua utilização seja recomendada, excepto se os potenciais benefícios superarem os riscos.

Insuficiência hepática:
A dose deve ser ajustada caso seja necessário. Pode ser necessário monitorizar os níveis plasmáticos.

Insuficiência renal:

Deve considerar-se o ajuste da dose. Pode ser necessário monitorizar os níveis plasmáticos. O itraconazol não pode ser removido por diálise.

Acidez gástrica reduzida:
A absorção do itraconazol é diminuída quando a acidez gástrica é reduzida. Para informação sobre doentes com acloridria e doentes tratados com medicamentos supressores da secreção ácida ou medicamentos neutralizantes da acidez.

A absorção deficiente em doentes com SIDA e doentes neutropénicos pode diminuir os níveis sanguíneos de itraconazol e comprometer a eficácia. Nestas situações está indicada a monitorização dos níveis sanguíneos e, se necessário, aumento da dose. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver a impressão que Itraconazol ratio 100 mg cápsulas é demasiado forte ou demasiado fraco.

Se tomar mais cápsulas de Itraconazol ratio 100 mg cápsulas:
Se tomar mais cápsulas do que deveria poderá sentir náuseas, dores abdominais, tonturas, dores de cabeça. Os efeitos secundários a seguir descritos podem também surgir de forma mais intensa. Contacte de imediato o seu médico ou dirija-se ao hospital mais próximo. Leve consigo este folheto.

Caso se tenha esquecido de tomar Itraconazol ratio 100 mg cápsulas:
Se esquecer de tomar a dose no tempo certo, tome assim que se lembrar. Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar. Se for quase altura de tomar a próxima dose, espere até lá e proceda como antes.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como os demais medicamentos, o Itraconazol ratio 100 mg cápsulas, pode ter efeitos secundários.

Os efeitos secundários são muito raros: reacções anafilácticas, anafilactóides e alérgicas, hipocaliémia, hipertrigliceridémia, neuropatia periférica, dor de cabeça, tonturas, insuficiência cardíaca congestiva, edema pulmonar, dor abdominal, vómitos, dispepsia, náuseas, diarreia e obstipação, insuficiência hepática aguda fatal, hepatotoxicidade grave, hepatite, aumento reversível dos enzimas hepáticos, síndroma de Stevens-Johnson, angioedema, urticária, perda de cabelo, rash e comichão, distúrbios menstruais, reacções alérgicas e edema.

Caso detecte efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Itraconazol ratio 100 mg cápsulas após expirar o prazo de validade indicado no blister e na embalagem exterior.

Mais informações

Qual a composição de Itraconazol ratio 100 mg cápsulas

Substância activa: Itraconazol.
Os outros ingredientes são: esferas de açúcar (sacarose, amido de milho), hipromelose, estearato de sorbitano, sílica coloidal hidratada, gelatina, óxido de ferro vermelho (E172) e dióxido de titânio (E171).

Qual o aspecto de X e conteúdo da embalagem

Blisters de alumínio/PVC/PVDC.
Blisters com 4, 6, 8, 14, 15, 18, 28, 30, 60, 84, 100x1 cápsulas.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações

Para quaisquer outras informações sobre este medicamento contacte o Titular da Autorização de Introdução no Mercado.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

ratiopharm, Lda
Edifício Tejo, 6º piso
Rua Quinta do Pinheiro
2790-143 Carnaxide

Este folheto foi aprovado pela última vez em (data)

Cookies help us deliver our services. By using our services, you agree to our use of cookies. OK