Buscomint

Código ATC
A03AX;O
Buscomint

Opella Healthcare Portugal

Medicamentos padrão Humano
Narcótica
Não
Data de aprovação 20.11.2018
Grupo farmacológico Drogas para distúrbios gastrointestinais funcionais

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Opella Healthcare Portugal

O que é e como se utiliza?

Buscomint, cápsulas é um medicamento à base de plantas para o alívio dos sintomas de dor abdominal, espasmos ligeiros do trato gastrointestinal (cólicas) e flatulência (enfartamento), especialmente em doentes com Síndrome do Intestino Irritável.

Buscomint está indicado para o uso em adultos e adolescentes com idade igual ou superior a 12 anos de idade (que pesem pelo menos 40 kg).

Se não se sentir melhor ou se piorar após duas semanas, tem de consultar um médico.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Buscomint, cápsulas:

Se tem alergia ao óleo essencial de hortelã-pimenta, ao mentol ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6).

Se sofre de doença hepática, infeção do ducto biliar, produção de ácido gástrico reduzida, pedras na vesícula ou qualquer outro distúrbio biliar.

Se pesa menos de 40 kg, devido a preocupações de segurança.

Buscomint não deve ser utilizado em crianças com idade inferior a 12 anos e em adolescentes com peso corporal inferior a 40 kg devido a preocupações de segurança.

Advertências e precauções

Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Buscomint, cápsulas:

Se já sofre de azia (ingestão ácida) ou hérnia do hiato (protrusão da parte superior do estômago), os sintomas podem por vezes piorar após a toma de Buscomint, cápsulas. Neste caso, o tratamento deve ser descontinuado.

As cápsulas devem ser engolidas inteiras sem serem partidas ou mastigadas porque o óleo essencial de hortelã-pimenta dentro das cápsulas pode causar irritação local na boca e garganta (esófago).

Consulte imediatamente o seu médico ou farmacêutico se dor abdominal inexplicável persistir ou agravar, ou caso ocorra em conjunto com sintomas como febre, icterícia, vómitos, alterações na frequência dos movimentos intestinais, obstipação grave, perda de peso não intencional ou sangue nas suas fezes.

Crianças e adolescentes

Buscomint não deve ser utilizado em crianças com idade inferior a 12 anos e em adolescentes com peso corporal inferior a 40 kg devido a preocupações de segurança. (Ver secção “Não tome Buscomint, cápsulas”)

Outros medicamentos e Buscomint, cápsulas Não foram realizados estudos de interação.

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar, outros medicamentos.

Outros medicamentos usados para diminuir a acidez do estômago, como os bloqueadores H2, os inibidores da bomba de protões ou antiácidos podem causar a dissolução prematura do revestimento da cápsula e devem ser evitados.

Buscomint, cápsulas com alimentos

As cápsulas devem ser tomadas com líquido 30 minutos antes de uma refeição para evitar a libertação precoce do conteúdo da cápsula.

Gravidez e amamentação

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico antes de tomar este medicamento.

Gravidez

A segurança durante a gravidez não foi estabelecida. Na ausência de dados suficientes em humanos, não é recomendada a toma de Buscomint, cápsulas durante a gravidez.

Amamentação

Dados clínicos mostraram que o 1,8-cineol, um constituinte do óleo essencial de hortelã-pimenta, pode ser excretado no leite materno humano. O uso de Buscomint não é recomendado durante a lactação.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não foram realizados estudos sobre o impacto na capacidade de condução e utilização

de máquinas.

Buscomint contém sódio

Este medicamento contém menos do que 1 mmol (23 mg) de sódio por unidade de dose, ou seja, é praticamente “isento de sódio”.

Como é utilizado?

Tome este medicamento exatamente como está descrito neste folheto, ou de acordo com as indicações do seu médico ou farmacêutico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose recomendada é:

Uma cápsula gastrorresistente 3 vezes por dia para doentes que pesem pelo menos 40 kg.

Utilização em crianças e adolescentes:

Buscomint, cápsulas não deve ser administrado a crianças com idade inferior a 12 anos e a adolescentes com peso corporal inferior a 40 kg (ver “Não tome Buscomint, cápsulas”).

Modo de administração Via oral.

As cápsulas devem ser engolidas inteiras com líquido, sem serem partidas, esmagadas ou mastigadas. Devem ser tomadas 30 minutos antes de uma refeição.

Duração da utilização

Buscomint deve ser tomado até que os sintomas se tenham resolvido, geralmente numa a duas semanas. Deve consultar um médico se não se sentir melhor ou se se sentir pior após 2 semanas.

Se os seus sintomas persistirem, as cápsulas podem ser continuadas por períodos até 3 meses por tratamento.

População especial

Não existem dados disponíveis para recomendações de dosagem em caso de insuficiência renal.

Se tomar mais Buscomint, cápsulas do que deveria

A sobredosagem pode causar:

sintomas gastrointestinais graves, diarreia, ulceração retal, náuseas convulsões epiléticas, perda de consciência, apneia (paragem respiratória) perturbações no ritmo cardíaco

falta de coordenação e outros problemas do Sistema Nervoso Central (SNC).

Se tomar mais Buscomint, cápsulas do que a dose recomendada, consulte o seu médico ou dirija-se imediatamente ao hospital e leve este folheto consigo.

Caso se tenha esquecido de tomar Buscomint, cápsulas

Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar, tome a sua dose habitual à hora habitual.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos indesejáveis, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Se sentir os seguintes efeitos, pare de tomar as cápsulas e procure imediatamente aconselhamento médico:

reação alérgica ao mentol, por exemplo choque anafilático, batimento cardíaco anormalmente lento (bradicardia), erupção vermelha da pele (erupção cutânea eritematosa), tremores (tremor muscular), falta de coordenação (ataxia) e dor de cabeça

Outros efeitos que podem ocorrer incluem: visão turva

ingestão ácida (azia), irritação perianal náuseas e vómitos

odor a mentol nas fezes e urina inflamação da glande do pénis dor ao urinar (disúria)

A frequência com que estes efeitos ocorrem não é conhecida.

Comunicação de efeitos indesejáveis

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Também poderá comunicar efeitos indesejáveis diretamente ao INFARMED, I.F. através dos contactos abaixo indicados. Ao comunicar efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

Sítio da internet: http://www.infarmed.pt/web/infarmed/submissaoram (preferencialmente)

ou através dos seguintes contactos:

Direção de Gestão do Risco de Medicamentos Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53 1749-004 Lisboa

Tel: +351 21 798 73 73

Linha do Medicamento: 800222444 (gratuita)E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt

Como deve ser guardado?

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Conservar os blisters na embalagem de cartão para proteger da luz.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exterior após EXP. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Mais informações

A substância ativa é o óleo essencial de hortelã-pimenta.

Cada cápsula mole gastrorresistente contém 0.2 ml (=181.6 mg) de Mentha x piperita L. aetheroleum (óleo essencial de hortelã-pimenta).

Os outros componentes são:

Invólucro da cápsula: gelatina

glicerol

água purificada

óxido de ferro amarelo (E172) azul brilhante FCF (E133) triglicéridos de cadeia média lecitina de girassol

Revestimento:

copolímero de ácido metacrílico - etilacrilato (1:1) dispersão 30 por cento citrato de tri-etilo

monoestearato de glicerol 40-55 polissorbato 80

dodecilsulfato de sódio

Qual o aspeto de Buscomint, cápsulas e conteúdo da embalagem

As cápsulas de Buscomint são de cor verde baça, com forma oval, e contém um líquido incolor, amarelo pálido ou amarelo esverdeado pálido.

Buscomint está disponível em embalagens com blisters de 6, 12, 24 ou 48 cápsulas moles.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações. Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular de Autorização de Introdução no Mercado Sanofi - Produtos Farmacêuticos, Lda. Empreendimento Lagoas Park Edifício 7, 3º Piso 2740-244 Porto Salvo

Fabricante

Dragenopharm Apotheker Pueschl GmbH Göllstraße 1

84529 Tittmoning Alemanha

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico Europeu (EEE) com os seguintes nomes:

Áustria: Buscomint 0,2 ml Reizdarmkapseln

Alemanha: Buscomint bei Reizdarm 0,2 ml magensaftresistente Weichkapseln Eslováquia: MINTAL

Espanha: Buscadol 0,2 ml capsulas blandas gastrorresistentes Húngria: Entero-Spa 0,2 ml gyomornedv-ellenálló lágy kapszula Irlanda: Buscomint 0.2 ml gastro-resistant soft capsules

Itália: BUSCOIBS 0,2 ml capsule molli gastroresistenti Polónia: Olejek miętowy NO-SPA

Portugal: Buscomint 0,2 ml cápsulas moles gastroresistentes

Reino Unido: Buscomint Peppermint oil 0.2 ml gastro-resistant capsule, soft República Checa: MINTAL

Este folheto foi revisto pela última vez em

Última actualização: 11.08.2022

Fonte: Buscomint - Inserção da embalagem

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.