Flexbumin

Código ATC
B05AA01
Flexbumin

Baxalta Innovations GmbH

Medicamentos padrão Humano
Substância(s)
Albumina
Narcótica
Não
Data de aprovação 31.08.2007
Grupo farmacológico Sangue e produtos afins

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Baxalta Innovations GmbH

O que é e como se utiliza?

O que é Flexbumin 200 g/l e para que é utilizado

  1. O que precisa de saber antes de utilizar Flexbumin 200 g/l
  2. Como utilizar Flexbumin 200 g/l
  3. Efeitos indesejáveis possíveis
  4. Como conservar Flexbumin 200 g/l
  5. Conteúdo da embalagem e outras informações

O que é Flexbumin 200 g/l e para que é utilizado

Flexbumin 200 g/l é uma solução de proteína plasmática pertencente ao grupo farmacoterapêutico dos substitutos do plasma e frações proteicas do plasma. Plasma é o líquido no qual as células sanguíneas estão suspensas.

Este medicamento é usado para o restabelecimento e manutenção do volume do sangue circulante quando o volume do sangue não é suficiente.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não utilize Flexbumin 200 g/l

se tem alergia à albumina humana ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6).

Advertências e precauções

Fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro antes de utilizar Flexbumin 200 g/l

- Se, durante o tratamento, ficar com dor de cabeça, dificuldades respiratórias ou sensação de desmaio fale imediatamente com o seu médico ou enfermeiro. Pode ser uma reação alérgica.

Se tem:

- insuficiência cardíaca descontrolada - hipertensão

- varizes esofágicas (inchaço das veias no esófago)

- edema pulmonar (fluido nos pulmões) - tendência para hemorragia espontânea

- anemia grave (falta de glóbulos vermelhos)

- diminuição da formação de urina

informe o seu médico para que possam ser tomadas precauções apropriadas.

Quando os medicamentos são feitos a partir de plasma ou sangue humano, são realizados alguns passos para prevenir a transmissão de infeções aos doentes. Estes incluem a seleção cuidada dos dadores para exclusão dos que possam ter infeções e a triagem das doações individuais e dos pools de plasma quanto a marcadores específicos de infeção/vírus. Os fabricantes destes medicamentos também incluem, nas etapas de fabrico, passos no processamento do plasma e sangue para inativação ou remoção de vírus. Apesar destas medidas, quando são administrados medicamentos preparados a partir de plasma ou sangue humano, a possibilidade de transmissão de agentes infeciosos não pode ser totalmente excluída. Isto também se aplica a vírus desconhecidos ou emergentes e outros tipos de infeções.

Não existem relatos confirmados de transmissão de vírus com a albumina produzida de acordo com as especificações da Farmacopeia Europeia por procedimentos estabelecidos.

Recomenda-se fortemente que sempre que receber Flexbumin 200 g/l, o nome e o número do lote do medicamento fiquem registados, de forma a manter um registo dos lotes utilizados.

Outros medicamentos e Flexbumin 200 g/l

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou se tiver tomado recentemente ou vier a tomar outros medicamentos.

Gravidez, amamentação e fertilidade

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de usar o medicamento. O seu médico decidirá se pode utilizar Flexbumin 200 g/l durante a gravidez ou aleitamento.

O efeito de Flexbumin 200 g/l na fertilidade não foi estudado.

Crianças e adolescentes

A segurança e eficácia da utilização de solução de Albumina (Humana) em crianças e adolescentes não foi estabelecida em ensaios clínicos promovidos pela empresa. Uma vez que a informação disponível na literatura sobre a utilização de Flexbumin 200 g/l em crianças, o medicamento deve ser utilizado apenas quando os benefícios são claramente superiores aos potenciais riscos.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não foi observado qualquer efeito na capacidade de conduzir ou utilizar máquinas.

Flexbumin 200 g/l contém sódio Saco de 50 ml

Este medicamento contém 149,5-184 mg de sódio (componente principal do sal da cozinha) em cada saco. É equivalente a 7,5-9,2% da dose diária máxima recomendada de sódio para um adulto.

Saco de 100 ml

Este medicamento contém 299-368 mg de sódio (componente principal do sal da cozinha) em cada saco. É equivalente a 15-18,4% da dose diária máxima recomendada de sódio para um adulto.

3. Como utilizar Flexbumin 200 g/l

A Flexbumin 200 g/l é um medicamento para ser utilizado no hospital. Portanto será administrado no hospital por profissionais de saúde. O seu médico irá estabelecer, com base na sua condição, a quantidade de medicamento a ser administrado, a frequência da dose e a duração do tratamento.

Se tomar mais Flexbumin 200 g/l do que deveria

Flexbumin 200 g/l é administrado apenas sob a supervisão de um médico. É altamente improvável que receba uma sobredosagem. Mas no caso da dosagem ou taxa de perfusão serem muito altas pode ocorrer um aumento anormal do volume de sangue (hipervolémia). Isto pode levar a uma sobrecarga da coração e sistema circulatório (sobrecarga cardíaca). Os sinais de uma sobredosagem incluem

  • dor de cabeça
  • dificuidade respiratóra (dispneia)
  • inchaço das veias do pescoço (congestão da veia jugular)

Se sentir estes sintomas informe o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro imediatamente.

O seu o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro também podem detetar sinais como:

- um aumento da pressão sanguínea

- um aumento da pressão venosa central - líquido dos pulmões (edema pulmonar)

Em todos estes casos, a perfusão deve ser interrompida imediatamente pelo seu médico, farmacêutico ou enfermeiro e os seus parâmetros hemodinâmicos cuidadosamente monitorizados.

Utilização em crianças e adolescentes.

O seu médico irá decidir se crianças e adolescentes pode utilizar Flexbumin 200 g/l.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Muito frequentesem mais do que 1 em 10 doentes tratadosFrequentesem menos do que 1 em 10, mas mais do que 1 em 100 doentes tratadosPouco frequentesem menos do que 1 em 100, mas mais do que 1 em 1 000 doentes tratadosRarosem menos do que 1 em 1000, mas mais do que 1 em 10 000 doentes tratadosMuito rarosem menos do que 1 em 10 000 doentes tratados, incluindo casos isolados
Muito frequentesFrequentesPouco frequentesRarosMuito rarosDoenças do sistema imunitáriochoque anafiláticoDoenças gastrointestina isnáuseas (sensação de doente)Afeções dos tecidos cutâneos e subcutâneosrubor cutâneo, erupções cutâneasPerturbações gerais e alterações no local de administraçãofebre
  • Os efeitos indesejáveis raros desaparecem rapidamente quando a velocidade de perfusão é diminuída ou interrompida.
  • Se ocorrer choque anafilático (reações alérgicas graves), a perfusão deve ser imediatamente interrompida e iniciado tratamento adequado.
  • Se algum dos efeitos indesejáveis se agravar ou se detetar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Outros efeitos adversos observados após a colocação da Albumina Humana no mercado foram: Hipersensibilidade/reações alérgicas, Dor de cabeça, Batimento cardíaco rápido, Pressão sanguínea anormalmente baixa, Dificuldade em respirar ou desconforto a respirar, Vómitos, Paladar alterado, Urticária, Comichão, Arrepios, Ataque cardíaco, Batimento cardíaco irregular, Acumulação de líquido no pulmão.

Efeitos indesejáveis adicionais em crianças e adolescentes

A informação de segurança em crianças e adolescentes é limitada. Não são conhecidos efeitos indesejáveis adicionais em crianças e adolescentes.

Comunicação de efeitos indesejáveis

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados neste folheto, fale com o seu médico, ou farmacêutico ou enfermeiro. Também poderá comunicar efeitos secundários diretamente ao INFARMED, I.F. através dos contactos abaixo. Ao comunicar efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

Sítio da internet: http://www.infarmed.pt/web/infarmed/submissaoram (preferencialmente)

ou através dos seguintes contactos:

Direção de Gestão do Risco de Medicamentos

Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53, 1749-004 Lisboa

Tel: +351 21 798 73 73

Linha do Medicamento: 800222444 (gratuita)

Email: farmacovigilancia@infarmed.pt

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não use Flexbumin 200 g/l após o prazo de validade impresso no rótulo. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não conservar acima de 25º C. Não congelar.

Manter o saco dentro da embalagem exterior para proteger da luz.

Após abertura da embalagem, o conteúdo deve ser usado imediatamente. Não usar a Flexbumin 200 g/l se a solução estiver turva ou com partículas.

Mais informações

Qual a composição de Flexbumin 200 g/l - A substância ativa é: albumina humana.

Cada litro de solução contém 200 g de proteína total, da qual pelo menos 95% é albumina humana.

- Os outros componentes são cloreto de sódio, sódio, caprilato, acetiltriptofanato de sódio e água para preparações injetáveis.

Quantidade total de iões sódio: 130-160 mmol/l

Qual o aspeto de Flexbumin 200 g/l e conteúdo da embalagem

Flexbumin é apresentada como uma solução para perfusão em saco. Embalagens de 12 x 100 ml (2 caixas com 6 unidades ou 12 unidades individuais), 24 x 50 ml (2 caixas com 12 unidades ou 24 unidades individuais), 1 x 100 ml (unidade individual) e 1 x 50 ml (unidade individual).

A solução é transparente e ligeiramente viscosa, quase sem cor, amarela, âmbar ou verde.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado Baxalta Innovations GmbH

Industriestrasse 67, 1221 Viena, Áustria

Fabricante

Baxter AG Industriestraße 67 A-1221 Viena Áustria

Este medicamento está autorizado nos Estados Membros do EEE com os seguintes nomes:

CroáciaFlexbumin 200g/l otopina za infuzijuDinamarcaFlexbuminEslováquiaFlexbumin 200g/lEslovéniaFlexbumin 200 g/l raztopina za infundiranjeEspanhaFlexbumin 200 g/l solución para perfusiónEstóniaFlexbumin 200 g/l, infusioonilahusGréciaFLEXBUMINHungriaFlexbumin 200 g/l oldatos infúzióIrlandaFlexbumin 200 g/l solution for infusionIslândiaFlexbumin 200 g/l, innrennslislyf, lausnItáliaFLEXBUMINLetóniaFlexbumin 200 g/l skidums infüzijämLiechtensteinFlexbumin 200 g/lLituâniaFlexbumin 200 g/l infuzinis tirpalasMaltaFlexbumin 200 g/l solution for infusionNoruegaFlexbumin 200 g/lPaíses BaixosFlexbumin 200 g/l, oplossing voor infusiePolóniaFlexbumin 200 g/lPortugalFlexbuminReino UnidoFlexbumin 200 g/l solution for infusionRepública ChecaFlexbumin
CroáciaFlexbumin 200g/l otopina za infuzijuDinamarcaFlexbuminEslováquiaFlexbumin 200g/lEslovéniaFlexbumin 200 g/l raztopina za infundiranjeEspanhaFlexbumin 200 g/l solución para perfusiónEstóniaFlexbumin 200 g/l, infusioonilahusGréciaFLEXBUMINHungriaFlexbumin 200 g/l oldatos infúzióIrlandaFlexbumin 200 g/l solution for infusionIslândiaFlexbumin 200 g/l, innrennslislyf, lausnItáliaFLEXBUMINLetóniaFlexbumin 200 g/l skidums infüzijämLiechtensteinFlexbumin 200 g/lLituâniaFlexbumin 200 g/l infuzinis tirpalasMaltaFlexbumin 200 g/l solution for infusionNoruegaFlexbumin 200 g/lPaíses BaixosFlexbumin 200 g/l, oplossing voor infusiePolóniaFlexbumin 200 g/lPortugalFlexbuminReino UnidoFlexbumin 200 g/l solution for infusionRepública ChecaFlexbumin

Este folheto foi aprovado pela última vez em MM/AAAA

Informação pormenorizada sobre este medicamento está disponível na Internet no site do Infarmed.

A informação que se segue destina-se apenas aos médicos e aos profissionais dos cuidados de saúde.

Antes e durante a administração de Flexbumin 200g/l

  • As soluções de Albumina não devem ser diluídas com água para preparações injetáveis, porque pode causar hemólise nos doentes.
  • Se forem administrados grandes volumes, o medicamento deve ser aquecido à temperatura ambiente ou do corpo antes da utilização.
  • Por razões de segurança, o nome e número do lote da Flexbumin 200 g/l devem ficar registados quando administrados a um doente.
  • Pode ocorrer hipervolémia se a dosagem e velocidade de perfusão não forem ajustados à condição circulatória do doente. Ao primeiro sinal clínico de sobrecarga cardiovascular (cefaleia, dispneia, congestão da veia jugular), aumento da pressão sanguínea, aumento da pressão venosa e edema pulmonar, a perfusão deve ser imediatamente interrompida.

Preparação

Flexbumin 200 g/l pode ser diretamente administrada por via intravenosa ou também pode ser diluída numa solução isotónica (por ex. glucose 5% ou cloreto de sódio 0,9%).

Administração de Flexbumin 200 g/l

- Não utilizar o saco se a proteção da ponta estiver danificada, retirada ou em falta. - Usar apenas se os selos do saco estiverem intactos. Rejeitar no caso de fugas.

- Não utilizar soluções turvas ou com depósitos. Isto pode indicar que a proteína é instável ou que a solução foi contaminada.

A perfusão é realizada por via intravenosa utilizando um sistema de administração descartável, estéril e livre de pirogénios. Antes de inserir o sistema de administração na cápsula, esta deve ser desinfetada com um antisséptico adequado. Depois de o sistema estar inserido, o conteúdo deve ser imediatamente perfundido.

- A velocidade de perfusão deve ser ajustada de acordo com as condições e indicações individuais. Nas trocas plasmáticas a velocidade de perfusão deve ser ajustada à velocidade de remoção.

Prazo de validade

Depois de aberto o recipiente, o conteúdo deve ser usado imediatamente. Qualquer produto não utilizado deve ser eliminado de acordo com as exigências locais.

Incompatibilidades

A albumina humana não deve ser misturada com outros medicamentos, sangue total e concentrados de eritrócitos (exceto uma solução isotónica, por ex. glucose 5% ou cloreto de sódio 0,9%). Adicionalmente, a albumina humana não deve ser misturada com proteínas hidrolisadas (por ex. nutrição parentérica) ou soluções contendo álcool, uma vez que estas combinações podem causar a precipitação das proteínas.

Última actualização: 11.08.2022

Fonte: Flexbumin - Inserção da embalagem

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.