O que é e como se utiliza?

O Benestan (alfuzosina) é um derivado da quinazolina, activo por via oral. Pertence ao grupo dos medicamentos que são utilizados no aparelho genito-urinário (medicamentos usados nas perturbações da micção, usados na retenção urinária).

A sua indicação terapêutica é o tratamento das manifestações funcionais da hipertrofia benigna da próstata.

Índice
O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?
Como é utilizado?
Quais são os possíveis efeitos secundários?
Como deve ser guardado?
Mais informações

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Benestan
-se tem alergia (hipersensibilidade) à alfuzosina ou a qualquer outro componente de Benestan
-se sofre de hipotensão ortostática
-em associação com outros alfa-1-bloqueantes
-se sofre de insuficiência hepática grave

Tome especial cuidado com Benestan
-caso tome em simultâneo com o Benestan medicamentos conhecidos como anti-hipertensores, poderá ocorrer hipotensão postural com ou sem sintomas (vertigens,

fadiga, sudação) poucas horas após a administração. Nestes casos, deverá deitar-se até que os sintomas tenham desaparecido por completo. Estes efeitos são normalmente transitórios, aparecem no início do tratamento e, geralmente, não impedem a continuação do tratamento.
-se sofre de hipotensão ortostática sintomática, deverá alertar o seu médico para essa situação.
-se tem conhecimento de que (história clínica prévia) tenha tido uma resposta hipotensiva pronunciada a outro alfa-1-bloqueante, deverá informar o seu médico. -em doentes coronários o tratamento específico da insuficiência coronária deve ser continuado. Em caso de reaparecimento ou agravamento do angor, o tratamento com alfuzosina deverá ser interrompido.
-se tem prevista uma cirurgia de cataratas (visão enevoada causada por opacidade do cristalino), deverá informar o seu oftalmologista antes da cirurgia, de que está ou esteve em tratamento com alfuzosina. Isto porque a alfuzosina pode causar complicações durante a cirurgia, as quais podem ser geridas se o cirurgião e a sua equipa estiverem previamente preparados.

Ao tomar Benestan com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

A associação de Benestan com outros alfa-1-bloqueantes está contra-indicada (ver secção ?Não tome Benestan?). Existem ainda outras associações que deverão ser tidas em conta quando se toma Benestan:
-medicamentos anti-hipertensores (ver secção ?Tome especial cuidado com Benestan?) -anestésicos gerais: a anestesia geral de um doente tratado com alfuzosina pode provocar instabilidade tensional
-nitratos: aumento do risco de hipotensão
-inibidores potentes do CYP3A4, tais como cetoconazol, itraconazole e ritonavir, dado que os níveis de alfuzosina no sangue estão aumentados.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não existem até à data dados disponíveis sobre os efeitos na capacidade de conduzir e utilizar máquinas. No entanto, no início do tratamento poderão ocorrer alguns efeitos secundários tais como tonturas, vertigens e fraqueza (astenia) (ver secção ?4. Efeitos Secundários Possíveis?). Esta possibilidade deve ser tida em consideração aquando da condução de veículos e utilização de máquinas.

Informações importantes sobre alguns componentes de Benestan
O Benestan contem na sua composição lactose monohidratada. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Como é utilizado?

Tomar Benestan sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. A dose habitual é 1 comprimido 3 vezes ao dia. No entanto, se tem mais de 65 anos ou se está a ser tratado para a hipertensão, o seu médico poderá, por precaução, iniciar-lhe a terapêutica com 1 comprimido de manhã e outro à noite, aumentado-lhe a dose em função da sua resposta clínica ao tratamento, sem ir para além dos 4 comprimidos diários (10 mg).

Caso sofra de insuficiência renal a dose recomendada, por precaução, será de uma dose inicial de 2,5 mg duas vezes ao dia, e mais uma vez ajustar a dose em função da resposta clínica obtida.

Caso tenha insuficiência hepática, média a moderada, o tratamento inicial será de uma dose única de 2,5 mg ao dia, aumentando até duas vezes ao dia os mesmos 2,5 mg em função da resposta clínica.

Qualquer que seja o seu caso, deve sempre seguir as indicações que lhe foram dadas pelo seu médico.

Os comprimidos de Benestan destinam-se à administração oral e devem ser ingeridos inteiros com água. Caso seja a primeira vez que toma o medicamento deverá fazê-lo à noite, antes de se deitar. De seguida deverá tomar 1 comprimido de manhã, outro à tarde e outro à noite, ou consoante o seu médico lhe indicou.

Se tomar mais Benestan do que deveria
Como em qualquer medicamento não devem ser excedidas as doses previamente recomendadas. No entanto se acidentalmente, esta situação se verificar, contacte o seu médico ou dirija-se ao Serviço de Urgência mais próximo. Se precisar de ajuda peça a alguém que o acompanhe e leve a embalagem do medicamento consigo para que quem

  • assista saiba exactamente o que tomou. Já em meio hospitalar deverá ficar deitado edeverá ser-lhe instituído um tratamento clássico de hipotensão (enchimento vascular, medicamento vasopressor). O antídoto mais apropriado parece ser um vasoconstritor agindo directamente sobre a fibra muscular. No caso de sofrer de complicações cardíacas ou cerebrovasculares deverão ser tidas em consideração precauções especiais.

Pelo facto da sua fixação proteica elevada, a alfuzosina é dificilmente dializável, sendo possível tratar através de carbono activo eventualmente seguido de lavagem gástrica.

Caso se tenha esquecido de tomar Benestan
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

Se parar de tomar Benestan
O seu médico dir-lhe-à quanto tempo deverá fazer o tratamento. Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Benestan pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Muito raros (afectam menos de 1 pessoa em cada 10,000)
Urticária, angioedema, angina de peito em doentes com doença coronária pré-existente (ver secção ?Tome especial cuidado com Benestan?)

Pouco frequentes (afectam menos de 1 pessoa em cada 100)
Sonolência, visão alterada, taquicardia, palpitações, síncope, rinite, erupção cutânea (rash), prurido, rubores, edema, dor no peito (torácica).

Frequentes (afectam menos de 1 pessoa em cada 10)
Desmaio/tonturas, vertigens, mal-estar, dores de cabeça (cefaleias), hipotensão (postural), náuseas, dor abdominal, diarreia, boca seca, astenia

Existem ainda algumas reacções cuja frequência é desconhecida: lesões hepatocelulares, doença hepática colestática e Síndrome de Íris flácida Intra-operatória ("Intraoperative Floppy Iris Syndrome" - IFIS) (ver ?Tome especial cuidado com Benestan?).

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 25ºC.

Não utilize Benestan após o prazo de validade impresso na embalagem exterior, após "VAL." O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize Benestan se verificar que existem sinais visíveis de deterioração.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de Benestan

  • A substância activa é a alfuzosina (cloridrato). Os outros componentes são lactose mono-hidratada, celulose microcristalina 101, povidona, carboximetilamido de sódio, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose, polietilenoglicol 400, dióxido de titânio (E171).

Qual o aspecto de Benestan e conteúdo da embalagem
Os comprimidos revestidos de Benestan encontram-se disponíveis em embalagens de 20 e 60 unidades.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Sanofi-Aventis - Produtos Farmacêuticos, S.A.
Empreendimento Lagoas Park
Edifício 7 - 3º Piso
Porto Salvo

Fabricante
Sofarimex - Indústria Química e Farmacêutica, Lda.
Avenida das Indústrias - Alto de Colaride - Agualva
Cacém

Para quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o representante local do Titular da Autorização de Introdução no Mercado.

Este folheto foi aprovado pela última vez em

Cookies help us deliver our services. By using our services, you agree to our use of cookies. OK