Autor: Mylan, Lda.


Informação longa

O que é e como se utiliza?

O cefadroxil é um antibacteriano cefalosporínico bactericida, resistente à maioria das beta-lactamases e activo contra um largo espectro de microorganismos Gram-positivos e limitado a alguns Gram-negativos.

Está indicado no tratamento das seguintes infecções quando provocadas por bactérias susceptíveis:

  • Infecções do tracto respiratório superior, por ex., infecções nos ouvidos, nariz e garganta, tais como otite média, sinusite, amigdalite e faringite;
  • Infecções do tracto geniturinário, por ex., pielonefrite, cistite e uretrite;
  • Infecções cutâneas e dos tecidos moles, por ex., furunculose, piodermia e impetigo.
Índice
O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?
Como é utilizado?
Quais são os possíveis efeitos secundários?
Como deve ser guardado?
Mais informações

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Cefadroxil Mylan
Se tem alergia (hipersensibilidade) à substância activa ou a qualquer outro componente de Cefadroxil Mylan.
Se tem alergia (hipersensibilidade) às penicilinas ou às cefalosporinas.

Tome especial cuidado com Cefadroxil Mylan

Recomenda-se precaução especial em doentes que manifestaram reacção alérgica à penicilina ou a outros beta-lactâmicos.

Como com outros antibacterianos, o uso de cefadroxil pode originar um sobrecrescimento de Cândida. O uso prolongado pode também originar um sobrecrescimento de microorganismos não susceptíveis (por ex: Enterococos, Clostridium difficile), podendo ser necessária a interrupção do tratamento.

Têm sido referidas situações de colite pseudomembranosa com a utilização de antibacterianos de largo espectro, por conseguinte é importante considerar o seu diagnóstico em doentes que desenvolvam diarreia grave durante ou após utilização do antibacteriano.

Ao tomar Cefadroxil Mylan com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

A administração simultânea de Cefadroxil Mylan e de contraceptivos orais pode requerer um ajustamento da dose.
Alguns antibacterianos podem, em casos raros, reduzir a eficácia dos contraceptivos orais. Esta interacção rara pode ocorrer em mulheres com elevada excreção de esteróides conjugados na bílis.
A ocorrência de diarreia pode prejudicar a absorção de outros medicamentos ficando assim comprometida a eficácia dos contraceptivos orais.

-Uma diurese forçada leva a uma diminuição dos níveis sanguíneos de cefadroxil.

  • O cefadroxil não deve ser combinado com antibacterianos bacteriostáticos (ex. tetraciclina, eritromicina, sulfonamidas e cloranfenicol) uma vez que é possível um efeito antagonista. -O tratamento com cefadroxil em combinação com antibacterianos aminoglicosídeos, polimixina B, vancomicina, colistina ou doses elevadas de diuréticos da ansa deve ser evitado porque estas combinações podem potenciar efeitos nefrotóxicos.
  • A administração concomitante de probenecid pode produzirconcentrações elevadas e sustentadas de cefadroxil no soro e na bílis.

Assim como para outras cefalosporinas (em doses elevadas) são necessárias monitorizações frequentes dos parâmetros da coagulação durante o uso concomitante prolongado com anticoagulantes ou inibidores da agregação plaquetária, de forma a evitar complicações hemorrágicas.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Gravidez:
Estudos em animais não revelaram efeitos teratogénicos. Na ausência de efeitos teratogénicos em animais, não é expectável a ocorrência de malformações em humanos.

Na prática clínica, a análise de um grande número de gravidezes expostas não revelou efeitos fetotóxicos ou a ocorrência de malformações com o cefadroxil. Consequentemente, o cefadroxil pode ser prescrito durante a gravidez, se necessário.

Aleitamento:
São excretados baixos níveis de cefadroxil no leite materno e as quantidades ingeridas são inferiores às doses terapêuticas. Consequentemente, é possível amamentar durante a toma deste antibacteriano.
Contudo, o aleitamento (ou o tratamento) deve ser interrompido se a criança desenvolver diarreia, candidíase ou erupção cutânea.

Tomar Cefadroxil Mylan sempre de acordo com as instruções médicas.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

Como é utilizado?

Tomar Cefadroxil Mylan sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
Posologia usual

Adultos:
Dose recomendada: 1 a 2 gramas (1 a 2 comprimidos) por dia em infecções correntes, dados em duas tomas.
Em infecções mais graves pode aumentar-se para 75 a 100 mg / Kg / dia.

Crianças:
Dose recomendada nas infecções correntes: 25 a 50 mg Kg / dia.
Em infecções mais graves pode-se aumentar para 75 a 100 mg / Kg / dia.

Os comprimidos de Cefadroxil Mylan não são recomendados para crianças com idade inferior a 12 anos ou com peso inferior a 30 kg.

O tratamento deve ser prolongado até 2 a 3 dias após o desaparecimento dos sintomas clínicos.
No caso de infecções por estreptococus é recomendado um mínimo de 10 dias de tratamento.

Função renal diminuída:
Na insuficiência renal o tempo de semi-vida do cefadroxil no plasma é prolongado. A dose recomendada é de 500 mg, mas o intervalo de tomas entre as doses deve ser aumentado. Com uma clearance de creatinina de 25-50 ml/minuto a dose pode ser administrada de 12 em 12 horas, com uma clearance de 10-25 ml/minuto, de 24 em 24 horas, e com uma clearance de creatinina inferior a 10 ml/minuto, de 36 em 36 horas.

Modo de administração
Os comprimidos de Cefadroxil Mylan devem ser tomados às refeições. Os comprimidos devem ser ingeridos com bastante líquido.

Se tomar mais Cefadroxil Mylan do que deveria
Em caso de sobredosagem do fármaco o doente deve ser tratado sintomaticamente e conduzido a uma unidade hospitalar.
Toxicidade: A toxicidade aguda varia para diferentes substâncias mas geralmente é baixa. Em casos de função renal diminuída, a administração parentérica de doses elevadas originou sintomas neurológicos.
Sintomas: Em casos excepcionais, o choque anafiláctico pode ocorrer após 20 a 40 minutos; uma diminuição na tensão arterial com taquicardia ou bradicárdia, dificuldades respiratórias, náusea, vómito, exantema, edema.
Reacções tóxicas: náusea, vómito, diarreia, desordens electrolíticas, consciência reduzida, fasciculação muscular, mioclonia, caimbras, coma.
Reacções hemolíticas: Insuficiência renal, acidose. Possível coagulopatia e acentuação da insuficiência renal.
Tratamento: Quando justificado pode recorrer-se ao esvaziamento gástrico, utilização de carvão activado ou diálise, em reacções tóxicas e na função renal diminuída. Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Cefadroxil Mylan pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Cerca de 6% dos doentes que tomaram cefadroxil sofreram efeitos indesejáveis.

Doenças gastrointestinais:
Comuns: náuseas, vómitos, diarreia, dispepsia, dor abdominal, glossite.
Casos isolados: foram registados casos de colite pseudomembranosa.

Afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneas:
Comuns: prurido, erupção cutânea, exantema alérgico, urticária.
Raros: edema angioneurótico, febre por efeito de fármaco, reacção tipo doença do soro, artralgia, nefrite intersticial.
Casos isolados: foram registados casos de síndrome de Stevens-Johnson e eritema multiforme.
Muito raros: reacções alérgicas imediatas (choque anafiláctico).

Doenças do sangue e do sistema linfático:
Raros: eosinofilia, trombocitopenia, leucopenia, neutropenia, agranulocitose ocorrem durante o uso prolongado mas desaparecem após a descontinuação da terapêutica. Casos isolados: anemia hemolítica.

Afecções hepatobiliares:
Raros: transaminases aumentadas.

Doenças do sistema nervoso:
Muito raros: cefaleias, tonturas, nervosismo, insónia, fadiga.

Outros sintomas:
Pouco comuns: quadros clínicos devidos ao crescimento de organismos oportunistas (fungos) como micose vaginal e candidíase.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Não conservar acima de 25ºC.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Cefadroxil Mylan após o prazo de validade impresso na embalagem exterior,após VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de Cefadroxil Mylan

  • A substância activa é: Cefadroxil - 1000 mg
  • Os outros componentes são: amido de batata, metilcelulose 400 cps, talco, estearato demagnésio, Avicel PH 101.

Qual o aspecto de Cefadroxil Mylan e conteúdo da embalagem

Cefadroxil Mylan apresenta-se sob a forma farmacêutica comprimidos em embalagens de 12, 16 e 24 comprimidos.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Mylan, Lda.
Rua Dr. António Loureiro Borges
Edifício Arquiparque 1 - R/C Esq - Miraflores 1499-016 Algés

Fabricante

Labesfal ? Laboratórios Almiro, S. A.
Zona Industrial do Lagedo
3465-157 Santiago de Besteiros

Este folheto foi aprovado pela última vez em

Cookies help us deliver our services. By using our services, you agree to our use of cookies. OK