Dyazide

Código ATC
C03EA01
Dyazide

Angelini Pharma Portugal

Medicamentos padrão Humano
Narcótica
Não
Data de aprovação 24.11.1969
Grupo farmacológico Diuréticos e agentes poupadores de potássio em combinação

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Angelini Pharma Portugal

O que é e como se utiliza?

Dyazide pertence ao grupo dos medicamentos anti-hipertensores.

Grupo farmacoterapêutico: 3.4.1.6 – Aparelho cardiovascular. Anti-hipertensores. Diuréticos. Associações de diuréticos.

Código ATC: C03EA01

Indicações terapêuticas:

Dyazide é um diurético, o que significa que faz eliminar o excesso de líquidos do organismo. Administrado isoladamente ou em associação com outros fármacos pode ser utilizado no tratamento de:

2. ANTES DE TOMAR DYAZIDE

Não tome Dyazide

Dyazide nunca deve ser administrado caso seja alérgico às substâncias activas, triamtereno e hidroclorotiazida, a outros medicamentos da família das sulfonilureias ou a qualquer outro componente do medicamento.

APROVADO EM 08-10-2020 INFARMED

Advertências e precauções

Fale com o seu médico ou farmacêutico ou enfermeiro antes de tomar Dyazide. Antes de iniciar o tratamento com Dyazide deve informar o médico se:

  • tem problemas em urinar.
  • está a fazer uma dieta com restrição de sal ou potássio.
  • tem problemas cardíacos, de fígado ou rins ou se tem diabetes.
  • já teve pedras no rim.
  • caso tenha tido cancro da pele ou se desenvolver uma lesão cutânea inesperada durante o tratamento. O tratamento com hidroclorotiazida, no caso particular da utilização de doses elevadas a longo prazo, pode aumentar o risco de alguns tipos de cancro da pele e do lábio (cancro da pele não-melanoma). Proteja a sua pele contra a exposição solar e a radiação ultravioleta, enquanto estiver a tomar Dyazide.

Ao tomar Dyazide com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Alguns medicamentos podem causar efeitos indesejáveis se os tomar ao mesmo tempo que Dyazide.

Certifique-se que o médico sabe que está a tomar medicamentos para:

  • alívio das dores reumáticas (medicamentos anti-inflamatórios, por ex. ibuprofeno),
  • controlo do açúcar no sangue (por ex. insulina),
  • tratamento de doença cardíaca (por ex. digoxina, capoten ou vasotec), ou se está a tomar medicamentos que contenham lítio ou que reduzam a retenção de líquidos.

Gravidez e Aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Deverá informar o seu médico caso esteja grávida ou pense estar. Em geral, o seu médico aconselhá-la-á a tomar outro medicamento em vez de Dyazide, uma vez que a sua administração não é recomendada durante a gravidez. Dyazide atravessa a placenta e o seu uso após o terceiro mês de gravidez pode ter efeitos fetais e neonatais potencialmente nefastos.

Informe o médico se está a amamentar. Não tome este medicamento enquanto estiver a amamentar, a não ser por expressa indicação do médico.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Os efeitos de Dyazide na condução e utilização de máquinas são nulos ou desprezíveis.

Anúncio

Como é utilizado?

Tomar Dyazide sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Dyazide destina-se a administração por via oral.

Siga as instruções do médico sobre como e quando tomar este medicamento. O médico decidirá quantos comprimidos necessita tomar e durante quanto tempo. Deve engolir os comprimidos inteiros com água e após a administração de alimentos. Não mastigue os comprimidos.

Posologia habitual e duração do tratamento

Deve tomar os comprimidos até o médico lhe dizer para parar com o medicamento. O médico pode necessitar de aumentar ou diminuir a dose.

ADULTOS

A dose habitual para um adulto é de um a dois comprimidos por dia, administrados após as refeições.

Alguns doentes poderão manter a sua situação clínica controlada com um comprimido por dia ou um comprimido em dias alternados.

A dose máxima diária não deverá exceder quatro comprimidos.

Quando o doente está a tomar simultaneamente outro medicamento para diminuir a pressão arterial, poderá ser necessário diminuir a dose de um ou de ambos os fármacos.

IDOSOS

O médico decidirá a dose a administrar ao doente idoso de acordo com a situação clínica do doente

Se tomar mais Dyazide do que deveria

Se tomar vários comprimidos de uma só vez procure assistência médica de imediato e mostre a sua embalagem de Dyazide.

Caso se tenha esquecido de tomar Dyazide

Se se esqueceu de tomar um comprimido de Dyazide, tome-o logo que se lembre e depois prossiga como anteriormente. O comprimido omitido deverá ser tomado, pelo menos, 6 horas antes da toma seguinte prevista. Caso tal não seja possível, não tome a dose em falta.

4. EFEITOS INDESEJÁVEIS POSSIVEIS

Como todos os medicamentos, Dyazide pode causar efeitos indesejáveis, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos indesejáveis de Dyazide são geralmente ligeiros. Estes incluem cãibras, cansaço, tonturas, secura da boca, dores de cabeça, batimentos cardíacos irregulares, mal- estar e problemas intestinais.

Ocasionalmente, podem ocorrer reacções alérgicas. Procure assistência médica imediata no caso de começar com comichão ou se lhe aparecerem manchas ou borbulhas na pele. Foram ainda reportados com frequência «desconhecida»: Cancro da pele e do lábio (cancro da pele não-melanoma).

No caso de sentir algum sintoma diferente do habitual, procure de imediato assistência médica.

Caso algum dos efeitos indesejáveis se agravar ou se detectar quaisquer efeitos indesejáveis não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Comunicação de efeitos indesejáveis

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico ou enfermeiro. Também poderá comunicar efeitos indesejáveis diretamente ao INFARMED, I.F. através dos contactos abaixo. Ao comunicar efeitos indesejáveis, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

Sítio da internet: http://www.infarmed.pt/web/infarmed/submissaoram (preferencialmente) ou através dos seguintes contactos:

Direção de Gestão do Risco de Medicamentos Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53 1749-004 Lisboa

Tel: +351 21 798 73 73

Linha do Medicamento: 800222444 (gratuita) E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 25°C. Conservar na embalagem de origem.

Não utilize Dyazide após expirar o prazo de validade indicado na embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

6. OUTRAS INFORMAÇÕES

Qual a composição de Dyazide

  • As substâncias activas são a hidroclorotiazida e o triamtereno. Cada comprimido de Dyazide contém 25 mg hidroclorotiazida e 50 mg de triamtereno.
  • Os outros componentes são amido de arroz, celulose microcristalina, estearato de magnésio, carboximetilamido sódico e talco.

Qual o aspecto de Dyazide e conteúdo da embalagem

Dyazide apresenta-se sob a forma de comprimidos em embalagens de 10, 30, 60 ou 100 unidades. Os comprimidos são acondicionados em blister termoformado de PVC/Alu.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e fabricante

Angelini Pharma Portugal, Unipessoal Lda

Rua João Chagas, 53 - Piso 3

1499-040 Cruz Quebrada – Dafundo

Portugal

Fabricante:

Farmalabor - Produtos Farmacêuticos, S.A Zona Industrial de Condeixa-a-Nova 3150-194 Coimbra

Este folheto foi aprovado pela última vez em

Última actualização: 11.08.2022

Fonte: Dyazide - Inserção da embalagem

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.