Noostan

Código ATC
N06BX03
Medikamio Hero Image

UCB Pharma (Produtos Farmacêuticos), Lda.

Substância Narcótica Psicotrópica
Piracetam Não Não
Grupo farmacológico Psicoestimulantes, agentes utilizados para adhd e nootrópicos

Anúncio

Tudo para saber

Autor

UCB Pharma (Produtos Farmacêuticos), Lda.

O que é e como se utiliza?

Tipo de Actividade e Classificação Farmacoterapêutica
2.13.1 - Sistema nervoso central. Outros medicamentos com acção no sistema nervoso central. Medicamentos utilizados no tratamento sintomático das alterações das funções cognitivas.

Indicações Terapêuticas
Tratamento do deficit cognitivo ligeiro associado à idade, cujos sintomas são perda de memória, perturbações da atenção e falta de energia.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome NOOSTAN

  • se tem alergia (hipersensibilidade) à substância activa, o piracetam, a outros derivadosda pirrolidona ou a qualquer outro componente de NOOSTAN. O piracetam é contra-indicado em doentes com hemorragia cerebral. O piracetam é contra-indicado em doentes com Doença Renal Terminal. O piracetam não deve ser usado em doentes que sofram de Coreia de Huntington.

Tome especial cuidado com NOOSTAN

Devido ao efeito do piracetam na agregação plaquetária, recomenda-se precaução em doentes com hemorragias graves, doentes em risco de hemorragia tais como doentes com úlcera gastrointestinal, doentes com distúrbios da hemostasia, doentes com historial de AVC hemorrágico, doentes submetidos a grandes cirurgias incluindo cirurgias dentárias e doentes a medicados com fármacos anti-coagulantes ou anti-agregantes plaquetários incluindo aspirina de baixa dosagem.

Dado que o piracetam é principalmente eliminado pelos rins, recomenda-se precaução nos doentes com insuficiência renal, nos quais se sugere, a par da vigilância clínica e laboratorial habituais, uma posologia adaptada ao valor da função renal (ver secção 3).

Idosos
Em doentes com idade superior a 65 anos, a posologia deve ser adaptada em função da depuração da creatinina, de acordo com as instruções do médico (ver secção 3).

Tomar NOOSTAN com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Dado que o piracetam não inibe as principais isoformas do citocromo P450, é improvável a ocorrência de interacção metabólica de piracetam com outros fármacos.

Durante o tratamento simultâneo com hormonas da tiróide foi reportada confusão, irritabilidade e distúrbios do sono.

Em doentes com trombose venosa recorrente, existem referências a uma possível interacção com fármacos anticoagulantes, como o acenocumarol.

A administração concomitante de piracetam e de fármacos antiepilépticos (carbamazepina, fenitoína, fenobarbitona, valproato) não modificou os níveis sanguíneos deste tipo de fármacos, em doentes epilépticos estabilizados.

Tomar NOOSTAN com alimentos e bebidas
A ingestão concomitante de álcool e de piracetam não teve efeito sobre os níveis sanguíneos do piracetam.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Estudos realizados em animais não evidenciaram riscos para o feto, mas não se dispõe de estudos adequados em mulheres grávidas.
Uma vez que o piracetam atravessa a barreira placentária, não se deve administrar Noostan durante a gravidez, excepto se expressamente necessário, quando o benefício exceda o risco e as condições clínicas das mulheres grávidas requeiram tratamento com piracetam.

Visto que o Noostan é segregado no leite materno deve ser evitada a sua administração durante o período de aleitamento. A decisão de descontinuar a amamentação ou descontinuar o piracetam deverá ser tomada tendo em consideração o benefício da amamentação para o lactente e o benefício da terapêutica para a doente.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Atendendo aos efeitos adversos observados com o piracetam, é possível a existência de influência sobre a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas, devendo a mesma ser tomada em consideração.

Informações importantes sobre alguns componentes de NOOSTAN
Este medicamento contém cerca de 0,4 mmol (ou cerca de 9,6 mg) de sódio por dose (4,8 g de piracetam). Esta informação deve ser tida em consideração em doentes com ingestão controlada de sódio.

Como é utilizado?

Tomar NOOSTAN sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Os comprimidos revestidos por película de NOOSTAN podem ser tomados com ou sem alimentos e deverão ser deglutidos com um líquido.

A dose diária recomendada varia de 2,4 g até 4,8 g, dividida em duas ou três sub-doses.

Idosos
É recomendado o ajuste posológico em doentes idosos com função renal alterada (ver "Doentes com insuficiência renal" abaixo).
Para tratamentos prolongados em idosos, é necessário proceder-se à avaliação regular da depuração da creatinina, para permitir a adaptação da dose, se necessário.

Doentes com insuficiência renal

A dose diária deve ser individualizada de acordo com a função renal. Consultar a tabela seguinte e ajustar a dose, como indicado. Para utilizar esta tabela posológica, é necessária a determinação da depuração da creatinina (CLcr) dos doentes, em mililitros por minuto. A CLcr, expressa em ml/min pode ser estimada a partir da determinação da creatinina sérica (mg/dl), utilizando a seguinte fórmula:

[140 ? idade (anos)]x peso (kg)
CLcr = ------------------------------------------------ (x 0,85 para as mulheres) 72 x creatinina sérica (mg/dl)

Grupo Posologia e frequência Depuração da creatinina mlmin Normal 80 Ligeira 50-79 Moderada 30-49 Grave 30 dose diária habitual, em 2-4 sub-doses 23 da dose diária habitual, em 2-3 sub-doses 13 da dose diária habitual, em 2 sub-doses 16 da dose diária habitual, em 1 toma única - contra-indicado Doença Renal Terminal

Doentes com insuficiência hepática
Não é necessário ajuste posológico em doentes com insuficiência hepática exclusiva. Em doentes com insuficiência hepática e renal, é recomendado o ajuste posológico (ver "Doentes com insuficiência renal" acima).

Indicação do momento mais favorável à administração do medicamento Segundo critério médico.

Duração do tratamento médio
Salvo em certos casos agudos em que o efeito se manifesta quase imediatamente, a melhoria começa geralmente a manifestar-se a partir da terceira ou quarta semana de tratamento, estando descritos casos em que se manifesta apenas a partir da sexta semana.

Se tomar mais NOOSTAN do que deveria
Sintomas
Não foi relatado nenhum caso que apontasse para eventos adversos, especificamente relacionados com uma sobredosagem. A sobredosagem mais elevada com o piracetam

notificada foi a toma oral de 75 g. A diarreia sanguinolenta com dor abdominal deveu-se provavelmente à elevada quantidade de sorbitol contida na formulação utilizada.

Tratamento da sobredosagem
Em caso de sobredosagem aguda e significativa, pode ser feita lavagem gástrica ou indução da emese. Não existe antídoto específico para a sobredosagem com piracetam. O tratamento para uma sobredosagem deverá ser sintomático e pode incluir hemodiálise. A eficiência da extracção do dializador é de 50 a 60 % para o piracetam.

Em caso de sobredosagem acidental deve contactar imediatamente o médico ou dirigir-se a um hospital.

Caso se tenha esquecido de tomar NOOSTANNão tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Tomar o medicamento logo que se lembre e informar o seu médico.

Se parar de tomar NOOSTANSegundo critério do médico assistente.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Noostan pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos secundários notificados nos ensaios clínicos e na experiêncial pós-comercialização encontram-se listados em seguida por Classe de Sistema de Órgãos e por frequência de ocorrência. As categorias da frequência foram definidas como: Muito frequente (1/10)
Frequente (1/100 a <1/10)
Pouco frequentes (1/1.000 a <1/100)
Raros 1/10.000 a <1/1.000)
Muito raros (<1/10.000)
desconhecido (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis)
Os dados da experiência pós-comercialização são insuficientes para suportar uma estimativa da sua incidência na população a ser tratada.

Doenças do sangue e do sistema linfático:
desconhecido: distúrbios hemorrágicos

Doenças do sistema imunitário:
desconhecido: reacção anafilactóide, hipersensibilidade

Perturbações do foro psiquiátrico:
Frequente: nervosismo
Pouco frequentes: depressão
desconhecido: agitação, ansiedade, confusão, alucinações

Doenças do sistema nervoso:
Frequente: hipercinesia
Pouco frequentes: sonolência
desconhecido: ataxia, alterações do equilíbrio, agravamento da epilepsia, cefaleia, insónia

Afecções do ouvido e do labirinto:
desconhecido: vertigem

Doenças gastrintestinais:
desconhecido: dor abdominal, dor abdominal alta, diarreia, náuseas, vómitos

Afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos:
desconhecido: edema angioneurótico, dermatite, prurido, urticária

Perturbações gerais e alterações no local de administração:
desconhecido: astenia

Exames complementares de diagnóstico:
Frequente: aumento ponderal

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Conservar a temperatura inferior a 25°C. Proteger da humidade.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize NOOSTAN após o prazo de validade impresso na embalagem, após EXP. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de NOOSTAN

  • A substância activa é o piracetam
  • Os outros componentes são: Núcleo: Polietilenoglicol 6000, Sílica coloidal anidra, Estearato de magnésio, Croscarmelose sódica. Revestimento: Opadry Y-1-7000 (Hidroxipropilmetilcelulose 2910 5 cP, dióxido de titânio (E171), Polietilenoglicol 400), Opadry OY-S-29019 (Hidroxipropilmetilcelulose 2910 50 cP, Polietilenoglicol 6000).

Qual o aspecto de NOOSTAN e conteúdo da embalagem
Embalagens com 6, 60 ou 90 comprimidos revestidos por película acondicionados em blisters de PVC/alumínio.
Comprimidos brancos, oblongos, revestidos por película, ranhurados e com inscrição N/N.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
UCB Pharma (Produtos Farmacêuticos), Lda.
Rua Victor Câmara, Edifício D. Amélia, Piso 0, Sala A2
Quinta da Fonte
2770-229 Paço de Arcos
Portugal
Tel: 21 302 53 00
Fax: 21 301 71 03

Fabricante
UCB, Pharma S.A.
Chemin du Foriest
1420 Braine - L'Alleud
Bélgica

Este folheto foi aprovado pela última vez em:

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.