Yodafar

Código ATC
H03CA;I
Yodafar

Bialport - Produtos Farmacêuticos

Medicamentos padrão Humano
Narcótica
Não
Data de aprovação 08.11.2012
Grupo farmacológico Terapia com iodo

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Bialport - Produtos Farmacêuticos

O que é e como se utiliza?

YODAFAR 200 é um suplemento de iodeto de potássio, indicado para:

Adultos: Correção de deficiências nutritivas.

Gravidez e aleitamento: Correção de deficiências nutritivas e prevenção de defeitos do tubo neural e de distúrbios neurológicos do feto.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

  • se tem alergia (hipersensibilidade) ao iodo ou a qualquer um dos outros componentes do
    medicamento (listados na secção 6)
  • se sofre de bronquite aguda
  • se sofre de hipertiroidismo sintomático
  • se sofre de hipertirodismo latente e a dose recomendada for superior a 150 microgramas/dia
  • se tem adenoma da tiroide
  • se sofre de doença renal

Advertências e precauções

Fale com o seu médico antes de iniciar o tratamento com YODAFAR 200 em qualquer uma das situações que se seguem:

- Vasculite hipocomplementémica (inflamação dos vasos) - Bócio (aumento do tamanho da glândula da tiroide)

- Doença autoimune da tiroide (inflamação da glândula da tiroide) - Doença renal (doença nos rins)

- Hiperpotassemia (níveis elevados de potássio no sangue) - Tuberculose ativa

- Uso simultâneo de diuréticos (medicamentos poupadores de potássio)

O iodo urinário deve ser usado para avaliar o grau de carência em iodo bem como monitorizar e avaliar a sua correção.

Crianças

Não é adequado para crianças com menos de 12 anos de idade.

Outros medicamentos e Yodafar 200

Conhecem-se as seguintes interações associadas ao iodeto de potássio:

Com diuréticos poupadores de potássio: A utilização simultânea de iodeto de potássio e diuréticos poupadores de potássio origina uma redução da eliminação renal de potássio podendo originar uma hipercaliemia grave (arritmias cardíacas) ou mesmo fatal (paragem cardíaca).

Se a administração concomitante destes dois medicamentos for necessária, será preciso monitorizar os níveis de potássio e fazer o ajuste adequado da dose. De qualquer modo deve evitar-se este tipo de associação.

Com sais de lítio: A utilização simultânea de sais de lítio e sais de potássio pode produzir hipotiroidismo, pelo que esta associação deve ser evitada sempre que seja possível. No entanto, caso seja necessário administrar ambos os medicamentos e ocorra hipotiroidismo, pode utilizar-se a hormona da tiroide para tratar os sintomas.

Com medicamentos antitiroideus: O uso simultâneo de medicamentos antitiroideus e iodeto de potássio pode provocar um efeito hipotireoideo adicional.

Informe o seu médico ou farmacêutico recentemente, ou se vier a tomar outros obtidos sem receita médica.

Interferências com exames

se estiver a tomar, ou tiver tomado medicamentos, incluindo medicamentos

Este medicamento pode afetar a glândula da tiroide. A sua administração pode interferir com as análises da função desta glândula.

Informe o seu médico de que está a tomar este medicamento se necessitar de fazer uma análise de sangue ou de urina.

YODAFAR 200 com alimentos e bebidas

Não são conhecidas interações de YODAFAR 200 com alimentos ou bebidas. Gravidez e Aleitamento

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

Dado que o iodo atravessa a barreira placentária e que o feto é sensível a doses de iodo farmacologicamente ativas, não devem ser administradas doses de iodo ao nível de miligramas.

O iodeto de potássio passa para o leite materno pelo que o seu médico deverá avaliar individualmente a administração e a dose do iodeto de potássio durante o período de amamentação.

Se está grávida ou a amamentar, o seu médico deverá avaliar cuidadosamente a necessidade do tratamento com YODAFAR 200.

Condução de veículos e utilização de máquinas

YODAFAR 200 não afeta a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas.

Como é utilizado?

Tome este medicamento exatamente como indicado neste folheto ou como o seu médico lhe indicou. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. Não se esqueça de tomar o medicamento.

A dose diária recomendada é:

- Adultos: 120-150 microgramas

- Gravidez e amamentação: 200-300 microgramas

O seu médico indicar-lhe-á a duração do seu tratamento com YODAFAR 200. Não suspenda o seu tratamento antes, já que poderia não produzir o efeito desejado.

Recomenda-se tomar YODAFAR 200, por via oral, após as refeições, com suficiente quantidade de líquido.

Se tomar mais Yodafar 200 do que deveria

Em caso de sobredosagem contacte imediatamente o seu médico ou um Serviço de Urgência.

É pouco provável que ocorra uma intoxicação propositada ou acidental. A toma de doses elevadas (na ordem dos miligramas) ou durante longos períodos de tempo pode provocar manifestações de iodismo como sabor metálico, queimadura na boca e garganta, sensibilidade dolorosa nos dentes e gengivas, aumento de salivação, irritação da mucosa nasal, espirros e irritação dos olhos com inchaço das pálpebras. Também pode ocorrer forte dor de cabeça, tosse produtiva, edema pulmonar (acumulação de líquido no pulmão) e inchaço e sensibilidade das glândulas parótida e submaxilares (glândulas que produzem saliva). A faringe, laringe e amígdalas também podem sofrer inflamação.

Em zonas seborreicas (zonas de pele mais gorda) podem aparecer erupções acneiformes moderadas (pequenas lesões na pele, do tipo acne) e raramente erupções graves (ioderma), por vezes, fatais.

A irritação gástrica é comum sempre que forem ingeridas doses superiores às recomendadas e pode ocorrer diarreia, por vezes com presença de sangue.

Os sinais e sintomas de iodismo costumam desaparecer espontaneamente alguns dias após a descontinuação do tratamento.

O uso de elevadas doses de iodetos ou durante longos períodos de tempo pode produzir hiperplasia da glândula da tiroide, adenoma da tiroide, bócio e hipotiroidismo grave.

Caso se tenha esquecido de tomar Yodafar 200

Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Tome a dose esquecida quando se lembrar e tome as seguintes doses de acordo com o esquema posológico indicado em cada caso (24 horas).

Se parar de tomar Yodafar 200

O seu médico indicar-lhe-á a duração do tratamento com YODAFAR 200. Não o suspenda nem o prolongue.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Os efeitos secundários pouco frequentes (podem afetar entre 1 e 10 em cada 1000 pessoas) são:

Doenças endócrinas:

Bócio (aumento do tamanho da glândula da tiroide).

Hipertiroidismo (níveis muito elevados da hormona da tiroide) e hipotiroidismo (níveis muito baixos da hormona da tiroide).

Doenças do sangue e do sistema linfático:

Fúrpura trombocitopénica trombótica (doença do sangue caracterizada por baixo número de plaquetas e de glóbulos vermelhos).

Doenças gastrointestinais:

Náuseas e dor abdominal (intestino). Sabor metálico e aumento de salivação.

Afeções dos tecidos cutâneos e subcutâneos:

Urticária (erupção na pele sob a forma de manchas e comichão), angioedema (inchaço ao redor dos olhos, lábios e garganta) e erupções na pele exantematosas (vermelhidão inflamatória da pele).

Vasculopatias:

Vasculite (hipersensibilidade ao medicamento que resulta em inflamação e lesão nos vasos sanguíneos da pele).

Periarterite fatal (doença vascular em que as pequenas e médias artérias ficam inflamadas e lesionadas).

Doenças do sistema imunitário:

Edema (inchaço), incluindo edema facial e da glote.

Perturbações gerais e alterações no local de administração: Reações de hipersensibilidade (alergias).

Sinais e sintomas semelhantes à doença do soro: febre, artralgias, crescimento dos gânglios linfáticos e eosinofilia (aumento de um tipo de glóbulos brancos, os eosinófilos).

Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

YODAFAR 200 não necessita de precauções especiais de conservação. Manter fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem, após “VAL”. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.

Mais informações

  • A substância ativa é o iodeto de potássio. Cada comprimido contém 262 microgramas de iodeto de potássio, equivalente a 200 microgramas de iodo.
  • Os outros componentes são: carboximetilamido sódico (tipo A), celulose microcristalina, estearato de magnésio, amido de milho e manitol.

Qual o aspeto de Yodafar 200 e conteúdo da embalagem

YODAFAR 200 apresenta-se sob a forma de comprimidos brancos, redondos, biconvexos, com uma ranhura, num só lado.

Embalagens com 50 comprimidos.

Titular da autorização de introdução no mercado e Fabricante

Titular da autorização de introdução no mercado:

Bialport - Produtos Farmacêuticos, S.A. À Av. da Siderurgia Nacional 4745-457 S. Mamede do Coronado Portugal

Fabricante:

FINE FOODS & PHARMACEUTICALS N.T.M. S.p.A. Via Follereau, 25

24027 Nembro (Bergamo) Itália

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico Europeu sob as seguintes denominações:

Yodafar 200 µικρογραµµάρια δισκία: Chipre Yodafar 200 microgramos comprimidos: Espanha Yodafar 200 micrograms tablets: Malta

Yodafar 200 microgramas comprimidos: Portugal Este folheto foi revisto pela última vez em

Última actualização: 27.06.2022

Fonte: Yodafar - Inserção da embalagem

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.