Lercanidipina Vida

Código ATC
C08CA13
Lercanidipina Vida

Vida - Produtos Farmacêuticos, S.A.

Substância(s)
Lercanidipina
Narcótica
Não
Grupo farmacológico Bloqueadores seletivos dos canais de cálcio com efeitos principalmente vasculares

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Vida - Produtos Farmacêuticos, S.A.

O que é e como se utiliza?

A lercanidipina pertence ao grupo de medicamentos designados por bloqueadores da entrada de cálcio (derivados da di-hidropiridina).
Lercanidipina Vida é utilizado para o tratamento da pressão arterial elevada, também conhecida como hipertensão, em doentes com mais de 18 anos.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Lercanidipina Vida:

  • se tiver alergia (hipersensibilidade) ao cloridrato de lercanidipina ou a qualquer outro componente de Lercanidipina Vida
  • se tiver tido qualquer reacção alérgica a fármacos semelhantes a Lercanidipina Vida (como amlodipina, nicardipina, felodipina, isradipina, nifedipina ou lacidipina)
  • se sofrer de determinadas doenças cardíacas:insuficiência cardíaca não controlada obstrução do fluxo de sangue a partir do coração angina instável (angina em repouso ou progressivamente crescente)
  • se tiver tido um ataque cardíaco no último mês
  • se sofrer de doença hepática ou renal grave
  • se estiver a tomar fármacos que são inibidores da isoenzima CYP3A4:medicamentos antifúngicos (como o cetoconazol ou itraconazol) antibióticos macrólidos (como eritromicina ou troleandomicina)

antivirais (como o ritonavir)

  • concomitantemente com outro fármaco chamado ciclosporina (usada após transplantes para prevenir a rejeição do órgão transplantado)
  • com toranja ou sumo de toranja
  • se estiver grávida ou a amamentar (ver secção Gravidez e aleitamento).

Tome especial cuidado com Lercanidipina Vida

  • Se tiver problemas de fígado ou nos rins ou se fizer diálise
  • Se tiver problemas do coração ou utilizar ?pacemaker?
  • Se tiver angina preexistente. Algumas di-hidropiridinas (como a lercanidipina) podem raramente conduzir a dores pré-cordiais ou angina de peito. Muito raramente poderá ocorrer em doentes com angina de peito, um aumento da frequência, duração ou gravidade destas crises. Podem ser observados casos isolados de enfarte do miocárdio.

Ao tomar Lercanidipina Vida com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Informe o seu médico ou farmacêutico sempre que estiver a tomar:

  • medicamentos que são inibidores da isoenzima CYP3A4 (medicamentos que irão aumentar a absorção da lercanidipina): medicamentos antifúngicos (como o cetoconazol ou itraconazol) antibióticos macrólidos (como a eritromicina ou troleandomicina) antivirais (como o ritonavir)
  • beta-bloqueadores, diuréticos (usados para aumentar a produção de urina), ou inibidoresda ECA (usados para tratamento da pressão arterial elevada)
  • cimetidina (usada para tratamento de úlceras), numa dose superior a 800 mg por dia
  • digoxina (usada para tratamento de problemas cardíacos)
  • midazolam (usado para o ajudar a dormir)
  • rifampicina (usada para tratamento da tuberculose)
  • astemizole ou terfenadina (usados para tratamento de alergias)
  • amiodarona ou quinidina (usadas para tratamento de batimentos rápidos do coração)
  • fenitoína ou carbamazepina (usadas para tratamento da epilepsia)
  • ciclosporina (usada após transplantes para prevenir a rejeição do órgão transplantado).

Ao tomar Lercanidipina Vida com alimentos e bebidas
Os doentes não devem consumir álcool durante o tratamento com Lercanidipina Vida uma vez que pode aumentar o efeito de Lercanidipina Vida.
Os doentes não devem comer toranjas ou beber sumo de toranja, já que também pode aumentar o efeito de Lercanidipina Vida.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Não tome Lercanidipina Vida se estiver grávida ou a amamentar.

Se desejar engravidar ou se não estiver a utilizar um método anticoncepcional, não tome Lercanidipina Vida.
Se está a tomar Lercanidipina Vida e pensa estar grávida, consulte o seu médico.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Lercanidipina Vida não deverá afectar a sua capacidade de conduzir ou utilizar máquinas, mas deve ser exercida precaução devido à possibilidade de tonturas, fraqueza e fadiga. Não conduza ou utilize máquinas até conhecer os efeitos provocados em si por Lercanidipina Vida.

Informações importantes sobre alguns componentes de Lercanidipina Vida Lercanidipina Vida contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Como é utilizado?

Tome Lercanidipina Vida sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose habitual é um comprimido de Lercanidipina Vida 10 mg por dia, sempre à mesma hora do dia, de preferência de manhã, pelo menos 15 minutos antes do pequeno-almoço, porque uma refeição rica em gorduras aumenta significativamente os níveis sanguíneos do fármaco. Se necessário, o seu médico poderá aumentar-lhe a dose para um comprimido de Lercanidipina Vida 20 mg por dia.
De preferência deverá engolir os comprimidos inteiros com um pouco de água.

Idosos: não é necessário um ajuste da dose diária; contudo, deve haver um acompanhamento mais apertado na fase inicial do tratamento.
Doentes com problemas no fígado ou nos rins: devem ter um acompanhamento mais apertado na fase inicial do tratamento. Nestes doentes, um aumento da dose diária para 20mg deve ser abordado com cautela.
Crianças: este medicamento não deve ser tomado por doentes com menos de 18 anos.

Se tomar mais Lercanidipina Vida do que deveria
Não exceda a dose prescrita pelo seu médico. Se tomar mais Lercanidipina Vida do que deveria ou no caso de sobredosagem, procure imediatamente aconselhamento médico e, se possível, leve os seus comprimidos e/ou a respectiva embalagem consigo. A sobredosagem pode causar diminuição acentuada da pressão sanguínea e batimento cardíaco irregular ou rápido. Pode também provocar perda de consciência.

Caso se tenha esquecido de tomar Lercanidipina Vida
Tome imediatamente a sua dose normal, a menos que esteja próximo da hora de tomar a próxima dose e continue, no dia seguinte, de acordo com o prescrito pelo seu médico. Não tome uma dose a dobrar para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.

Se parar de tomar Lercanidipina Vida

Se parar de tomar Lercanidipina Vida a sua pressão sanguínea pode aumentar novamente. Consulte, por favor, o seu médico antes de parar o tratamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como os demais medicamentos, Lercanidipina Vida pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Pouco frequentes (mais de 1 em 1000, mas menos de 1 em 100 doentes): dores de cabeça, tonturas, tornozelos inchados, batimento cardíaco rápido, palpitações, rubor (pele vermelha) na face e no pescoço.

Raros (mais de 1 em 10.000, mas menos de 1 em 1.000 doentes): sonolência, angina de peito (dor no peito ou sensação de pressão), náusea, vómitos, dispepsia (digestão difícil e dolorosa), diarreia, dor abdominal, erupção cutânea (rash), dor muscular, poliúria (aumento do volume urinário ou da frequência urinária), astenia (enfraquecimento geral), fadiga.

Muito raros (menos de 1 em 10.000 doentes): reacções alérgicas (os sintomas incluem comichão, rash, urticária), inchaço das gengivas, alterações no funcionamento do fígado (detectado por testes sanguíneos), hipotensão (queda excessiva da pressão arterial), perda de consciência.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Quando reportar qualquer efeito secundário, lembre-se de mencionar o nome de medicamentos que possa estar a tomar, mesmo aqueles de uso ocasional.

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Lercanidipina Vida, 10mg e 20mg, comprimidos, acondicionados em blisters de PVC/ Alu: conservar a temperatura inferior a 25ºC, na embalagem de origem. Lercanidipina Vida, 10mg e 20mg, comprimidos, acondicionados em blisters de PVDC/ Alu: conservar a temperatura inferior a 25ºC, na embalagem de origem. Lercanidipina Vida, 10mg e 20mg, comprimidos, acondicionados em frascos de HDPE: conservar na embalagem de origem, manter o frasco bem fechado.

Não utilize Lercanidipina Vida após o prazo de validade impresso na embalagem. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de Lercanidipina Vida

  • A substância activa é o cloridrato de lercanidipina. Cada comprimido de Lercanidipina Vida contém 10 mg (equivalente a 9,4 mg de lercanidipina) ou 20 mg (equivalente a 18,8 mg de lercanidipina). A dosagem exacta está indicada na sua embalagem de Lercanidipina Vida.
  • Os outros componentes são: Comprimidos doseados a 10mg de cloridrato de lercanidipina: celulose microcristalina, lactose mono-hidratada, carboximetilamido sódico, povidona, estearato de magnésio (núcleo); álcool polivinílicohidrolisado, dióxido de titânio (E171), macrogol 3350, óxido de ferro amarelo (E172), talco (revestimento) Comprimidos doseados a 20mg de cloridrato de lercanidipina: celulose microcristalina, lactose mono-hidratada, carboximetilamido sódico, povidona, estearato de magnésio (núcleo); álcool polivinílicohidrolisado, dióxido de titânio (E171), macrogol 3350, óxido de ferro amarelo (E 172) e óxido de ferro vermelho (E172), talco (revestimento).

Qual o aspecto de Lercanidipina Vida e conteúdo da embalagem
Lercanidipina Vida, 10 mg, comprimidos, encontra-se disponível na forma de comprimidos revestidos por película biconvexos, redondos, amarelos, com ranhura central numa das faces e gravação "L" na outra face.
Lercanidipina Vida, 20 mg, comprimidos, encontra-se disponível na forma de comprimidos revestidos por película biconvexos, redondos, de cor rosa, com ranhura central numa das faces e gravação "L" na outra face.

Lercanidipina Vida é comercializado em:

  • embalagens contendo 14, 28, 56 ou 98 comprimidos revestidos por película, em blistersde PVC/ Alu.
  • embalagens contendo 14, 28, 56 ou 98 comprimidos revestidos por película, em blistersde PVDC/ Alu.
  • embalagens contendo 14, 28, 56 ou 98 comprimidos revestidos por película, emfrasco de HDPE.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Vida ? Produtos Farmacêuticos, S.A.
Rua da Estação nº42 ? Vala do Carregado, 2600-726 Castanheira do Ribatejo, Portugal. Tel: 263 856 800
Fax: 263 855 020
E-mail: info@vida.pt

Fabricantes

Laboratórios Atral, S.A.
Vala do Carregado
2600-726 Castanheira do Ribatejo
Portugal

Actavis hf.
Reykjavikurvegur, 78
IS-220 Hafnarfjördur
Islândia

Actavis Ltd.
BLB016 Bulebel Industrial Estate
ZTN 3000 Zejtun
Malta

Medicamento sujeito a receita médica

Este folheto foi aprovado pela última vez em

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.