Código ATC: N02CC07

Migard

Migard
Substância(s) Frovatriptan
Admissão Portugal
Produtor Menarini International Operations Luxembourg
Narcótica Não
Data de aprovação 05.03.2002
Grupo farmacológico Preparações antienxaqueca

Titular da autorização

Menarini International Operations Luxembourg

Folheto

O que é e como se utiliza?

MIGARD 2,5 mg comprimidos contém frovatriptano, um medicamento para tratamento da enxaqueca pertencente à classe dos triptanos (agonistas seletivos dos recetores da 5-hidroxitriptamina (5HT1)).

MIGARD 2,5 mg comprimidos é um medicamento utilizado no tratamento da cefaleia, na crise de enxaqueca com ou sem aura (sensação estranha temporária, que antecede a enxaqueca, variando de uma pessoa para outra e que afeta, por exemplo, a visão, o olfacto, a audição).

MIGARD 2,5 mg comprimidos não deve ser utilizado na prevenção da crise de enxaqueca.

MIGARD é utilizado para tratar crises de enxaqueca em adultos.

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

O diagnóstico de crise de enxaqueca deverá ser claramente estabelecido pelo seu médico

Não tome MIGARD

  • se for alérgico ao frovatriptano ou a qualquer outro dos componentes deste medicamento (indicados na secção 6),
  • se teve um ataque cardíaco ou se sofre ou tiver sofrido de certas doenças cardiovasculares como a angina do peito (caracterizada por uma dor forte no peito que se pode estender para o braço esquerdo), disfunções da circulação das pernas e braços (especialmente nos dedos das mãos e dos pés),
  • se teve um acidente vascular cerebral ou um acidente isquémico transitório (AIT),
  • se tiver hipertensão grave ou moderada, ou se a sua pressão arterial não estiver devidamente controlada,
  • se tiver uma doença hepática (do fígado) grave,
  • em associação com certos medicamentos também utilizados no tratamento da enxaqueca (ergotamina e derivados da ergotamina (incluindo o metisergide) ou outros triptanos (agonistas da 5-hidroxitriptamina (5HT1)).

Advertências e precauções

Fale com o seu médico antes de tomar MIGARD

- se é um doente em risco de doença arterial coronária, incluindo:

se é fumador ou se recorre a terapêutica de substituição da nicotina

se é uma mulher em pós-menopausa ou um homem com mais de 40 anos de idade

Pare de tomar MIGARD e fale imediatamente com o seu médico se:

> sentir uma sensação de aperto ou dor no peito, falta de ar e/ou dor ou desconforto em um ou ambos os braços, costas, ombros, pescoço, maxilar ou parte superior do estômago; estes podem ser sintomas de um ataque cardíaco que poderá ocorrer durante o tratamento com triptanos, mesmo em doentes sem história de doença cardiovascular (ver também a secção 4).

Crianças e adolescentes

Não dê este medicamento a crianças e adolescentes (menos de 18 anos de idade) uma vez que a segurança e eficácia de MIGARD não foram estabelecidas nestes grupos.

Outros medicamentos e MIGARD

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Não deve tomar este medicamento ao mesmo tempo que certos medicamentos utilizados no tratamento da enxaqueca:

  • especialmente ergotamina, derivados da ergotamina (incluindo o metisergide); deve existir um intervalo de pelo menos 24 horas entre a descontinuação destes medicamentos e a administração de MIGARD 2,5 mg comprimidos.
    Do mesmo modo, não deve tomar os seguintes medicamentos nas 24 horas seguintes à administração de uma dose de MIGARD 2,5 mg comprimidos:
  • especialmente outros triptanos (agonistas da 5-HT1, como sumatriptano, almotriptano, eletriptano, naratriptano, rizatriptano ou zolmitriptano).
    A não ser por expressa indicação médica, não deve tomar este medicamento ao mesmo tempo que os inibidores da monoaminoxidase (IMAO) usados no tratamento da depressão (fenelzina, isocarboxazida, tranilcipromina, moclobemida).
  • deve informar o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar contraceptivos orais ou inibidores seletivos da recaptação da serotonina (citalopram, fluoxetina, fluvoxamina, paroxetina, sertralina).

Não se recomenda o uso concomitante de MIGARD 2,5 mg comprimidos com o hipericão (Hypericum perforatum).

O uso concomitante de MIGARD com os medicamentos anteriormente indicados (especialmente os inibidores da monoaminoxidase, os inibidores seletivos da recaptação da serotonina e Hypericum perforatum) pode aumentar o risco de síndrome serotoninérgica (os sintomas da síndrome serotoninérgica incluem: estremecimento, sudação, agitação, tremor e contração brusca dos músculos, náusea, febre e confusão).

Em caso de dúvida sobre a toma de outros medicamentos simultaneamente com MIGARD 2,5 mg comprimidos, consulte o seu médico ou farmacêutico.

MIGARD com alimentos e bebidas

MIGARD 2,5 mg comprimidos pode ser tomado em presença ou não de alimentos, mas sempre com uma quantidade de água adequada.

Gravidez e amamentação

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.

MIGARD 2,5 mg comprimidos não deve ser utilizado durante a gravidez ou durante a amamentação, a não ser em caso de prescrição médica. Em qualquer caso, não deve amamentar durante as primeiras 24 horas após a toma de MIGARD e deve rejeitar qualquer porção de leite retirado.

Condução de veículos e utilização de máquinas

MIGARD 2,5 mg comprimidos assim como a própria crise de enxaqueca, pode provocar sonolência. Neste caso, a condução de veículos ou a utilização de máquinas podem ser perigosas e devem ser evitadas.

MIGARD contém lactose.

Este medicamento contém lactose. Se foi informado pelo médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

MIGARD contém sódio.

Este medicamento contém menos do que 1 mmol (23 mg) de sódio por unidade de dose ou seja, é praticamente “isento de sódio”.

Como é utilizado?

Tome sempre este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico. Fale com o seu médico se tiver dúvidas.

Tome MIGARD 2,5 mg comprimidos logo que possível após o início das dores de cabeça. Engula o comprimido inteiro com água.

Se a primeira dose não lhe trouxer qualquer alívio, não tome uma segunda dose durante a mesma crise. Pode tomar MIGARD 2,5 mg comprimidos em qualquer crise posterior.

Se obtiver alívio após a primeira dose, mas a dor reaparecer nas 24 horas seguintes, pode tomar uma segunda dose desde que tenham passado pelo menos 2 horas entre as 2 doses.

Não exceda a dose máxima de 5 mg (dois comprimidos) nas 24 horas.

O uso excessivo (utilização repetida ao longo de vários dias consecutivos) de MIGARD 2,5 mg comprimidos constitui uma utilização incorreta do medicamento e poderá provocar um aumento dos efeitos indesejáveis e originar dores de cabeça

crónicas diárias exigindo a interrupção temporária do tratamento. Consulte o seu médico se começar a ter dores de cabeça demasiado frequentes ou diárias pois poderão ser consequência de um uso excessivo do medicamento.

Utilização em crianças e adolescentes

MIGARD não deve ser usado em doentes com menos de 18 anos de idade.

Idosos

Uma vez que existe experiência reduzida em doentes com mais de 65 anos, não se recomenda o uso de MIGARD neste grupo etário.

Se tomar mais MIGARD do que deveria

Se tomou acidentalmente uma dose excessiva deste medicamento, consulte imediatamente o seu médico ou farmacêutico ou dirija-se à unidade de urgência do hospital mais próximo. Lembre-se de levar consigo os restantes comprimidos ou este folheto informativo.

Se parar de tomar MIGARD

Não são necessárias precauções especiais quando parar de tomar o medicamento.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

4. EFEITOS INDESEJÁVEIS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos indesejáveis, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Pare de tomar MIGARD e informe imediatamente o seu médico se sentir algum dos seguintes sintomas:

  • uma sensação de aperto ou dor no peito, falta de ar e/ou dor ou desconforto em um ou ambos os braços, costas, ombros, pescoço, maxilar ou parte superior do estômago; estes podem ser sintomas de um ataque cardíaco (enfarte do miocárdio) que poderá ocorrer durante o tratamento com triptanos, mesmo em doentes sem história de doença cardiovascular,
  • tiver erupção cutânea e comichão generalizadas, inchaço de início rápido (especialmente à volta dos lábios, olhos ou da língua e mucosas), com possível dificuldade súbita em respirar e um ritmo cardíaco e batimento cardíaco rápidos. Estes são sintomas e sinais de alergia e reação de hipersensibilidade no corpo inteiro (reações de hipersensibilidade, angioedema, anafilaxia).

Os efeitos indesejáveis notificados com MIGARD 2,5 mg comprimidos foram transitórios, geralmente ligeiros a moderados e desapareceram espontaneamente. Alguns dos sintomas referidos podem estar associados à crise de enxaqueca.

Os seguintes efeitos indesejáveis são frequentes (frequência estimada: mais do que 1 pessoa em 100 e menos do que 1 pessoa em 10):

  • náuseas (sensação de enjoo), boca seca, problemas na digestão e dor abdominal,
  • fadiga, desconforto no peito (sensação de peso, pressão ou aperto no peito),
  • dor de cabeça, tonturas, sensação de formigueiro e picadas mais frequente nos braços ou nas pernas, redução ou perturbação da sensibilidade ao toque, extrema sonolência,
  • sensação de calor repentina,
  • aperto na garganta,
  • perturbações visuais,
  • aumento de sudação.

Os seguintes efeitos indesejáveis são pouco frequentes (frequência estimada: mais do que 1 pessoa em 1000 e menos do que 1 pessoa em 100):

  • alteração do paladar, tremor, dificuldade de concentração, letargia, aumento da sensibilidade ao toque, sonolência, contracções musculares involuntárias,
  • diarreia, dificuldade em engolir, flatulência (gases no estômago ou intestinos), desconforto gástrico, estômago inchado,
  • consciência do batimento cardíaco (palpitações), batimento cardíaco acelerado, pressão arterial elevada, dor no peito (aperto intenso ou sensação de pressão no peito),
  • sensação de calor, tolerância reduzida ao calor ou frio, dor, fraqueza, sede, apatia, excesso de atividade, geralmente, com uma sensação de mal estar, sensação de cabeça à roda,
  • ansiedade, insónia, confusão, nervosismo, agitação, depressão, perda de personalidade,
  • arrefecimento das mãos e dos pés,
  • irritação nasal, sinusite (inflamação dos seios paranasais), inflamação da garganta e/ou da laringe,
  • rigidez muscular, dor muscular e nos ossos, dor nas mãos e nos pés, dores nas costas, dor nas articulações,
  • dor ocular, irritação ocular, sensibilidade dolorosa à luz,
  • prurido (comichão),
  • zumbidos, dor de ouvidos,
  • desidratação,
  • necessidade de urinar frequentemente, eliminação de largas quantidades de urina,

Os efeitos indesejáveis seguintes são raros (frequência estimada: mais que 1 pessoa em 10.000 e menos que uma pessoa em 1000):

  • espasmo muscular, perda de tonicidade muscular, diminuição de reflexos (hiporreflexia), alterações dos movimentos,
  • obstipação, eructação (arrotar), azia, síndrome do cólon irritável, bolhas labiais, dor labial, espasmo esofágico, bolhas na boca, úlcera gástrica e na parte superior do intestino delgado, dor nas glândulas salivares, inflamação da boca, dor de dentes,
  • febre,
  • perda de memória, pesadelos, alterações da personalidade,

-hemorragia nasal, soluços, respiração sibilante, alterações respiratórias e irritação na garganta,

- cegueira noturna,

- vermelhidão na pele, piloerecção (sensação dos pêlos em pé), manchas purpúreas na pele e mucosas, erupção cutânea, urticária,

- batimento cardíaco lento,

- desconforto no ouvido, perturbação no ouvido, prurido no ouvido, sensibilidade auditiva,

- aumento de bilirrubina (substância produzida pelo fígado) no sangue, diminuição do cálcio no sangue, valores anormais na análise de urina,

  • baixos níveis de açúcar no sangue,
  • necessidade de urinar frequentemente de noite, dor renal,
  • lesões auto-infligidas (ex. dentada ou contusão),
  • aumento de volume dos gânglios linfáticos,
  • dor ou desconforto mamário,

Apesar de a frequência não poder ser estimada a partir dos dados disponíveis, foram também reportados os seguintes eventos:

- reações alérgicas (hipersensibilidade) incluindo erupção cutânea e comichão generalizadas, inchaço de início rápido (especialmente à volta dos lábios, olhos ou da língua), com possível dificuldade súbita em respirar, que pode estar associada a ritmo cardíaco e batimento cardíaco rápidos (anafilaxia),

- ataque cardíaco (enfarte do miocárdio),

- desconforto ou dor no peito causada por um espasmo temporário (constrição) nas suas artérias coronárias (os vasos sanguíneos que levam oxigénio e nutrientes ao seu coração, ie. arterioespasmo coronário).

Comunicação de efeitos indesejáveis

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Também poderá comunicar efeitos indesejáveis diretamente ao INFARMED, I.F. através dos contactos abaixo. Ao comunicar efeitos indesejáveis, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

Sítio da internet: http://www.infarmed.pt/web/infarmed/submissaoram (preferencialmente)

Ou através dos seguintes contactos:

Direção de Gestão do Risco de Medicamentos Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53 1749-004 Lisboa

Tel: +351 21 798 73 73

Linha do Medicamento: 800222444 (gratuita) E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt

Como deve ser guardado?

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exterior.

O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não conservar acima de 30º C.

Conservar na embalagem de origem para proteger da humidade. Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. CONTEÚDO DA EMBALAGEM E OUTRAS INFORMAÇÕES Qual a composição de MIGARD

A substância ativa é frovatriptano sob a forma de succinato mono-hidratado. Cada comprimido contém 2,5 mg de frovatriptano.

Os outros componentes são:

Núcleo do comprimido: lactose anidra, celulose microcristalina, estearato de magnésio, carboximetilamido de sódio (tipo A), sílica coloidal anidra.

Revestimento do comprimido: OPADRY branco: dióxido de titânio (E 171), lactose anidra, hipromelose (E 464), macrogol 3000, triacetina.

Qual o aspeto de MIGARD e o conteúdo da embalagem

MIGARD 2,5 mg comprimidos revestidos por película está disponível na forma de comprimidos revestidos por película, redondos, com inscrição "m" numa face e “2,5” na outra.

MIGARD está embalado em:

Blister de PVC/F/PVDC//Alumínio: 1, 2, 3, 4, 6 ou 12 comprimidos por blister. É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante Titular da Autorização de Introdução no Mercado:

Menarini International Operations Luxembourg, S.A. 1, Avenue de la Gare

L – 1611 LUXEMBURGO Representante local:

A. Menarini Portugal - Farmacêutica, S.A.

Quinta da Fonte

Edifício D. Manuel I – Piso 2 A

Rua dos Malhões nº1

2770 – 071 Paço de Arcos Portugal

Fabricante:

ou

Berlin-Chemie AG

Glieniker Weg 125-D-12489 Berlim, Alemanha ou

A. Menarini Manufacturing Logistics and Services, s.r.l. Via campo di Pile – L’Aquila (AQ), Itália

Ou

Laboratorios Menarini S.A.

Alfonso XII 587, 08918 - Badalona (Barcelona), Espanha

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

França (RMS): Ismig Áustria: Eumitan

Bélgica, Estónia, Finlândia, Hungria, Letónia, Lituania, Luxemburgo, Portugal, Holanda, Reino Unido (Irlanda do Norte): Migard

Grécia: Pitunal

Itália: Rilamig

Espanha: Forvey

Este folheto foi revisto pela última vez em

Última actualização: 16.08.2022

Fonte: Migard - Inserção da embalagem

Substância(s) Frovatriptan
Admissão Portugal
Produtor Menarini International Operations Luxembourg
Narcótica Não
Data de aprovação 05.03.2002
Grupo farmacológico Preparações antienxaqueca

Partilhar

O seu assistente pessoal de medicamentos

afgis-Qualitätslogo mit Ablauf Jahr/Monat: Mit einem Klick auf das Logo öffnet sich ein neues Bildschirmfenster mit Informationen über Medikamio GmbH & Co KG und sein/ihr Internet-Angebot: medikamio.com/ This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.
Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.