Cefepima Kabi

Código ATC
J01DE01
Cefepima Kabi

Fresenius Kabi Pharma Portugal

Medicamentos padrão Humano
Substância(s)
Cefepime
Narcótica
Não
Data de aprovação 11.08.2010
Grupo farmacológico Outros antibacterianos beta-lactâmicos

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Fresenius Kabi Pharma Portugal

O que é e como se utiliza?

Cefepima Kabi é um antibiótico utilizado para o tratamento de infeções nas diferentes partes do organismo provocadas por bactérias. Pertence a um grupo de antibióticos chamados “Cefalosporinas de quarta geração”. Cefepima apenas atua em alguns tipos de bactérias. Isto significa que apenas é adequada para o tratamento de alguns tipos de infeções.

A Cefepima Kabi trata muitos tipos de infeções:

Em adultos e crianças com mais de 12 anos de idade, incluindo:

infeções complicadas (graves) da bexiga e rins (infeções do trato urinário) infeções dos pulmões (pneumonia)

infeções complicadas (graves) da cavidade abdominal

infeções do revestimento da cavidade abdominal (peritonite) associadas com a diálise em doentes em diálise peritoneal contínua ambulatória (DPCA)

Nas crianças com idades dos 2 meses até aos 12 anos de idade e com um peso corporal de ≤ 40 kg incluindo:

infeções complicadas (graves) da bexiga e rins (infeções do trato urinário) infeções dos pulmões (pneumonia)

APROVADO EM 28-06-2017 INFARMED

A cefepima pode ser utilizada em adultos e crianças com idade superior a 2 meses, no tratamento de uma invasão de bactérias na corrente sanguínea (bacteriemia) que causaram ou se suspeite terem causado qualquer uma das infeções listadas acima.

A cefepima pode ser utilizada em adultos e crianças com idade superior a 2 meses, no tratamento de doentes com neutropenia (doentes com resistência diminuída) e que têm febre que se suspeita ser devida a infeção bacteriana.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não utilize Cefepima Kabi:

  • se tem alergia (hipersensibilidade):
  • à cefepima ou qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6)
  • a qualquer outro antibiótico do tipo cefalosporina
  • se alguma vez teve uma reação alérgica grave a outros antibióticos também chamados tipo betalactâmicos (como as penicilinas, também chamados monobactâmicos e carbapenemos)

Se não tiver a certeza sobre alguma situação, consulte o seu médico.

Advertências e precauções

Fale com o seu médico antes de utilizar Cefepima Kabi

  • se teve alguma vez uma reação alérgica à cefepima ou a outro antibiótico do tipo betalactâmico ou a qualquer outro medicamento. Se desenvolver uma reação alérgica durante o tratamento com cefepima, deve contactar o médico imediatamente, pois poderá ser grave. Neste caso o seu médico irá interromper o tratamento imediatamente.
  • se teve alguma vez asma ou tendência para alergias.
  • se teve problemas renais, a posologia da Cefepima Kabi poderá ter de ser ajustada.
  • se teve diarreia grave e persistente durante o tratamento. Esta poderá ser um sinal de uma inflamação do intestino grosso e necessitar de intervenção médica urgente.
  • se suspeita que desenvolveu uma nova infeção durante a utilização da Cefepima Kabi. Esta poderá ser uma infeção de microrganismos que não são sensíveis à cefepima e poderá ser necessária a interrupção do tratamento.
  • se fizer análises ao sangue ou urina, é importante informar o seu médico que está a utilizar a Cefepima Kabi. Este medicamento pode alterar os resultados de algumas análises.

Outros medicamentos e Cefepima Kabi

Informe o seu médico se estiver a utilizar, ou tiver utilizado recentemente, ou se vier a utilizar outros medicamentos. Isto é importante, porque alguns medicamentos não podem ser administrados ou utilizados em simultâneo com a cefepima.

Particularmente, informe o seu médico se está a tomar:

qualquer outro antibiótico, sobretudo aminoglicosídeos (tais como a gentamicina) ou diuréticos (tais como a furosemida); nestes casos a sua função renal tem de ser monitorizada.

medicamentos utilizados para prevenir a coagulação do seu sangue (anticoagulantes cumarínicos, tais como a varfarina), a sua ação poderá ser potenciada.

certos tipos de antibióticos (antibióticos bacteriostáticos) desde que estes possam interferir com a ação da cefepima.

Gravidez e amamentação

Informe o seu médico se estiver grávida ou pensa que poderá estar grávida. É preferível evitar o uso de cefepima durante a gravidez, uma vez que não existe informação sobre a utilização deste medicamento durante a gravidez.

Pequenas quantidades deste medicamento podem passar para o leite materno. Contudo a cefepima pode ser-lhe administrada mesmo que esteja a amamentar. Deve, contudo, monitorizar o desenvolvimento de efeitos secundários no seu lactente.

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico antes de tomar este medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Pode ter dores de cabeça ou convulsões, sensação de vertigem, sentir-se confuso ou ter um estado de consciência alterado enquanto tiver a tomar este medicamento. Se isto acontecer, não conduza ou utilize quaisquer equipamentos ou máquinas.

3. Como utilizar Cefepima Kabi

Cefepima Kabi é geralmente administrada pelo seu médico ou enfermeiro. É administrada:

  • lentamente por injeção na veia (intravenosa) ou
  • por perfusão (gota-a-gota) na veia (perfusão intravenosa).

A dose depende do tipo de infeção que tenha, e da gravidade da infeção. Esta dose também depende da sua idade, do seu peso, e também como os seus rins funcionam. O seu médico irá explicar-lhe.

A Cefepima Kabi é normalmente administrada 2 a 3 vezes ao dia. A dose habitual

em adultos e adolescentes (com mais de 12 anos de idade) é de 4 a 6 gramas diárias.

em bebés e crianças (com idade entre 2 meses a 12 anos) é de 100 a 150 mg por kg de peso corporal diariamente.

A duração habitual do tratamento é de 7 a 10 dias.

A dose máxima para crianças com mais de 2 meses e adultos é 6 gramas diárias. Se lhe for administrada mais Cefepima Kabi do que deveria

Se pensar que lhe for administrado demasiado medicamento, informe imediatamente o seu médico.

Se a aplicação da Cefepima Kabi for esquecida

Se pensar que lhe falta uma injeção ou perfusão, fale com o seu médico.

Se parar de utilizar Cefepima Kabi

Continue a tomar este medicamento durante o tempo completo de tratamento, mesmo que se sinta melhor, após as primeiras doses. A infeção pode não ser curada se interromper o tratamento demasiado cedo.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico.

4. EFEITOS SECUNDÁRIOS POSSÍVEIS

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Os efeitos secundários que se seguem são importantes e vão requerer a ação imediata se ocorrerem. Fáre de utilizar a Cefepima Kabi e contacte o seu médico imediatamente se ocorrerem os sintomas a seguir:

  • Uma inflamação do intestino (intestino grosso), também chamada de colite pseudomembranosa (ou colite associada a antibióticos); provoca diarreia grave, líquida e prolongada com dores abdominais e febre (poderá afetar até 1 em 100 pessoas).
  • Reação alérgica grave (chamada de anafilaxia) associada com pieira ou dificuldade em respirar, inchaço da face ou corpo, erupção, enfraquecimento (perda de consciência) (poderá afetar até 1 em 1000 pessoas).
  • Erupção ligeira a moderada na pele com erosões e bolhas (eritema multiforme) (a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis).
  • Erupção cutânea grave repentina e inchaço com formação de bolhas ou descamação da pele, associada com febre alta e dores nas articulações (Síndrome de Stevens-Johnson) (a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis).

Os seguintes efeitos secundários também têm sido notificados:

Muito frequentes (podem afetar até mais de 1 em 10 pessoas)

- Resultados falsos-positivos nas análises de anticorpos que causam a morte dos glóbulos vermelhos.

Frequentes (podem afetar até 1 em 10 pessoas)

  • Reações alérgicas como erupção cutânea
  • Diarreia
  • Dificuldades em respirar
  • Dor, inchaço e irritação no local da injeção/perfusão intravenosa (flebite) e inflamação da veia (tromboflebite)
  • Alteração da contagem sanguínea, incluindo baixo número de glóbulos vermelhos (anemia) e alterações no número de glóbulos brancos
  • Alterações nos valores de análises laboratoriais especiais que indicam compromisso do fígado.

Pouco frequentes (podem afetar até 1 em 100 pessoas)

  • Inflamação na vagina
  • Irritação cutânea, urticária (erupção com urticária)
  • Dores de cabeça, febre
  • Sensação de mal-estar (náuseas) e vómitos
  • Aftas (oral)
  • Aumento de alguns valores das análises do sangue (ureia e creatinina), que indicam como o rim funciona.
  • Alteração da contagem do sangue (alterações no número de alguma células brancas sanguíneas e plaquetas)
  • Inflamação no local da perfusão

Raros (podem afetar até 1 em 1000 pessoas)

  • Distúrbio da perceção (parastesia), confusão, tonturas, convulsões, alteração do apetite
  • Dificuldades respiratórias
  • Aftas
  • Dor abdominal, obstipação
  • Alargamento das veias sanguíneas
  • Tremores

Desconhecido (a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis)

  • Reação alérgica que põe a vida em risco (choque anafilático)
  • Alteração na contagem sanguínea, diminuição grave do número glóbulos vermelhos (anemia) ou de glóbulos brancos (agranulocitose)
  • Disfunção cerebral, incluindo um estado alterado de consciência (estupor, coma), confusão, alucinações, movimentos dos músculos (mioclonia)
  • Compromisso renal (insuficiência renal, neuropatia tóxica)
  • Perturbação funcional do estômago e dos intestinos
  • Sangramento de vasos sanguíneos danificados (hemorragia)
  • Resultados falso-positivos no teste de glucose na urina

Comunicação de efeitos secundários

Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico. Também poderá comunicar efeitos secundários diretamente ao INFARMED, I.F através dos contactos abaixo. Ao comunicar

efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

INFARMED,             I.F.
Direção de Gestão do Risco de Medicamentos
Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53        
1749-004 Lisboa            
Tel.: +351 21 798 73 73            
Linha do Medicamento:     (gratuita)
Fax: +  

Sítio da internet: http://extranet.infarmed.pt/page.seram.frontoffice.seramhomepage E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt

Como deve ser guardado?

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilizar este medicamento após o prazo de validade impresso no recipiente. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não conservar acima de 25°C.

Manter os frascos para injetáveis na embalagem exterior para proteger da luz.

Uma vez que a Cefepima Kabi pó seja reconstituída em solução injetável ou para perfusão, deve ser utilizada imediatamente. Não utilizar a Cefepima Kabi se verificar que a solução está turva e descolorada; deve estar completamente límpida e incolor ou amarelada-âmbar. Qualquer solução não utilizada deve ser eliminada.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de Cefepima Kabi

A substância ativa é a cefepima como dicloridrato de cefepima mono-hidratado. O outro componente é L-arginina.

Cada frasco para injetáveis de Cefepima Kabi 1 g pó para solução injetável ou para perfusão contém 1 g de cefepima (como 1189,2 mg de dicloridrato de cefepima mono- hidratado).

Qual o aspeto de Cefepima Kabi e conteúdo da embalagem

Cefepima Kabi pó é normalmente misturada com água para preparações injetáveis ou outro solvente adequado para reconstituir, originando uma solução injetável límpida para injeção numa veia (intravenosa) ou para perfusão (gota-a-gota) numa veia (perfusão intravenosa).

Uma vez reconstituída, o seu médico pode misturar a solução de Cefepima Kabi com outros solventes adequados para perfusão.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Fresenius Kabi Pharma Portugal, Lda. Avenida do Forte 3, Edifício Suécia III, Piso 2 2790-073 Carnaxide

Tel: +351 214 241 280

Fax: +351 214 241 290

Email: fkportugal@fresenius-kabi.com

Fabricante

LABESFAL – Laboratórios Almiro S.A. Grupo Fresenius Kabi

3465-157 Santiago de Besteiros Portugal

Tel. +351 (0) 232 831 100

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico Europeu (EEE) com os seguintes nomes:

Bélgica, Holanda

Bulgária

Chipre, Grécia

Espanha

Polónia

Portugal

Roménia

Eslovénia

Cefepim Fresenius Kabi 1 g, poeder voor oplossing voor injectie of infusie;

Cefepime Kabi 1 g powder for solution for injection or infusion; Cefepime Kabi 1 g, κόνις για διάλυµα προς ένεση ή έγχυση; Cefepima Kabi 1g polvo para solución inyectable o para perfusión EFG;

Cefepime Kabi

Cefepima Kabi

CEFEPIME KABI 1 g, pulbere pentru soluţie injectabilă sau perfuzabilă;

Cefepim Kabi 1 g prašek za raztopino za injiciranje ali infundiranje;

Este folheto foi revisto pela última vez em

A informação que se segue destina-se apenas aos profissionais de saúde:

Antes de qualquer administração, é recomendado a inspeção das soluções parentéricas para verificar se estão isentas de partículas.

A solução pode alterar a coloração na armazenagem (de incolor a amarelo-âmbar) sem afetar a potência do produto.

Condições de conservação

Frascos para injetáveis antes da abertura: Não conservar acima de 25°C.

Manter os frascos para injetáveis na embalagem exterior para proteger da luz.

Após reconstituição/diluição:

As soluções de cefepima devem ser utilizadas imediatamente após reconstituição. A estabilidade química e física foi demonstrada durante duas horas a 25ºC.

Do ponto de vista microbiológico, o medicamento deve ser usado imediatamente. Se não for usado imediatamente, os tempos de conservação e as condições antes da utilização são da responsabilidade do utilizador e normalmente não devem exceder 24 horas entre 2ºC e 8ºC, a menos que a reconstituição tenha tido lugar em condições assépticas controladas e validadas.

Compatibilidades

A cefepima é compatível com os seguintes diluentes e soluções: cloreto de sódio a 0,9% (com ou sem dextrose a 5%), dextrose a 10%, solução de Ringer (com ou sem dextrose a 5%), lactato de sódio M/6.

Instruções para reconstituição, diluição e administração

Para administração intravenosa direta, reconstituir a Cefepima Kabi com água para preparações injetáveis, solução injetável de dextrose a 5% ou solução injetável de cloreto de sódio a 0,9%, nos volumes mencionados na tabela abaixo “Preparação de soluções de cefepima”. A solução resultante deve ser injetada diretamente na veia durante um período de 3 a 5 minutos ou injetada por um sistema de administração, enquanto o doente está a receber um líquido I.V. compatível.

Para perfusão intravenosa, reconstituir 1 g de solução de cefepima, como indicado acima para a administração intravenosa direta; e adicionar uma quantidade apropriada de solução resultante para um recipiente com um dos fluidos I.V. compatíveis. O tempo de perfusão deve ser 30 minutos.

Preparação de soluções de cefepima

Posologia e via de administraçãoVolume de solvente a ser adicionado (ml)Volume disponível aproximado do frasco para injetáveis (ml)Concentração aproximada de cefepima (mg/ml)
I.V. Frasco para injetáveis 1 g1011,490

Eliminação

Os produtos não utilizados ou os resíduos devem ser eliminados de acordo com as exigências locais.

Última actualização: 27.06.2022

Fonte: Cefepima Kabi - Inserção da embalagem

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.