Autor: Mylan, Lda.


Informação longa

O que é e como se utiliza?

A glucosamina é uma substância pertencente ao grupo dos medicamentos para

  • tratamento da artrose, apresentando efeitos favoráveis na cartilagem visto ser

um dos constituintes necessários para a sua regeneração, para além do facto de ter a capacidade de poder estimular as células formadoras da cartilagem. Deste modo, contribui para o abrandamento e eventual paragem do processo degenerativo da cartilagem articular que caracteriza a artrose.

Classificação farmacoterapêutica 9.4 Medicamentos para tratamento da artrose

Indicações terapêuticas

A Glucosamina MYLAN está indicada nas seguintes situações:

  • Tratamento dos sintomas da osteoartrose, isto é, dor e limitação da função.

2 Antes de tomar Glucosamina MYLAN

Não tome Glucosamina MYLAN

  • Se tem alergia (hipersensibilidade ) à glucosamina ou a qualquer outro

componente deste medicamento.

Tome especial cuidado com Glucosamina MYLAN

Não se encontram descritos efeitos prejudiciais nos indivíduos idosos, doentes renais ou hepáticos. No entanto, a administração a doentes com insuficiência renal ou hepática grave deve ser feita sob vigilância médica.

Uma vez que a glucosamina é um constituinte natural do organismo é bem tolerada não sendo necessárias quaisquer precauções além das mencionadas.

Tomar Glucosamina MYLAN com alimentos e bebidas

O conteúdo de uma saqueta de Glucosamina MYLAN deve ser dissolvido num copo de água para ser tomado uma vez por dia, de preferência às refeições.

Gravidez e aleitamento

Se está grávida ou tenciona engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Comunique imediatamente ao seu médico se engravidar durante o tratamento.

Se está grávida ou a amamentar, não tome Glucosamina MYLAN . O seu uso deve ser limitado a casos de reconhecida necessidade e sob controlo médico. Deve ser evitada a administração durante os primeiros três meses de gravidez.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não são conhecidos efeitos ao nível do sistema nervoso central ou sistema motor que possam diminuir a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas.

Utilização com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Não são conhecidas de interacções medicamentosas clinicamente significativas e os estudos clínicos demonstraram a ausência de interacções entre o sulfato de glucosamina e os fármacos para doenças concomitantes.

Os analgésicos e anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) podem ser usados simultaneamente com a glucosamina. A glucosamina pode ser utilizada como adjuvante. Desta forma diminui-se a toma global de analgésicos e anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) durante as exacerbações da doença.

O sulfato de glucosamina pode favorecer a absorção gastrointestinal das tetraciclinas e pode reduzir a das penicilinas ou do cloranfenicol, quando administrados simultaneamente por via oral.

Durante o tratamento global da osteoartrose pode ser associado ao sulfato de glucosamina, fisioterapia e programas de fisioquinésia.

Informações importantes sobre alguns componentes de Glucosamina MYLAN

Este medicamento contém 384,0 mg de cloreto de sódio por dose. Tal deve ser tido em consideração em doentes que estejam sujeitos a uma dieta controlada de sódio.

Glucosamina MYLAN contém sorbitol, se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

O pó para solução oral contém aspartame que por ser uma fonte de fenilalanina, pode ser prejudicial em doentes com fenilcetonúria..

3 Como tomar Glucosamina MYLAN

Tome sempre Glucosamina MYLAN de acordo com as indicações do seu médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose e duração do tratamento serão ajustados individualmente pelo seu médico de acordo com a sua resposta clínica e tolerância.

Fale como seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas ou se tiver a sensação que o Glucosamina MYLAN é demasiado forte ou fraco.

Modo de administração e Posologia

O pó para solução oral de Glucosamina MYLAN é para administração por via oral.

O conteúdo de uma saqueta (dissolvido num copo de água) deve ser tomado uma vez por dia, de preferência às refeições.

Duração do tratamento

A duração do tratamento é de 4 a 12 semanas ou mais, se necessário.

O período de tratamento pode ser repetido a intervalos de 2 meses, ou ainda na recorrência dos sintomas.

O seu médico indicar-lhe-á a duração do seu tratamento com Glucosamina MYLAN .

Não suspenda o tratamento antes, uma vez que o tratamento poderá não ser eficaz.

Utilização em crianças

A segurança e a eficácia não foram estabelecidas em crianças pelo que não se podem

fazer recomendações posológicas.

Utilização em insuficientes renais e hepáticos

A administração a doentes com insuficiência renal ou hepática grave deve efectuar-se

sob supervisão médica.

Se tomar mais Glucosamina MYLAN do que deveria

Se tomar acidentalmente demasiada Glucosamina MYLAN , ou se outra pessoa ou criança tomar o seu medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Não são conhecidos casos de sobredosagem acidental ou intencional. Os estudos em animais indicaram que são improváveis que ocorram sintomas e efeitos tóxicos mesmo com sobredosagens elevadas.

Caso se tenha esquecido de tomar Glucosamina MYLAN

Tome diariamente o medicamento conforme indicado pelo seu médico. No entanto, se se esqueceu de tomar uma dose, deverá tomá-la assim que se lembrar, em vez de a tomar na altura da dose seguinte, seguindo depois o esquema habitual. Não tome uma toma a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

4 Efeitos secundários possíveis

Como os demais medicamentos, a Glucosamina MYLAN pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas. No entanto a maioria dos efeitos secundários de Glucosamina MYLAN são ligeiros e transitórios, sendo mais comuns os de natureza gastrointestinal (peso ou dor epigástrica, meteorismo, obstipação, diarreia).

A lista que se segue refere os possíveis efeitos indesejáveis tendo em conta a sua frequência:

Frequentes:

Dor e desconforto gástrico

Meteorismo

Obstipação

Diarreia

Pouco frequentes:

Rash cutâneo com prurido

Eritema

Raros:

Hiper-reactividade brônquica

É aconselhável suspender a terapêutica em caso de manifestação de prurido, eritema ou hiper-reactividade brônquica.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5 Como conservar Glucosamina MYLAN

Não necessita de precauções especiais de conservação.

Mantenha Glucosamina MYLAN fora do alcance e da vista das crianças.

Não tome Glucosamina MYLAN após expirar o prazo de validade indicado na embalagem.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6 Outras Informações

Qual a composição de Glucosamina MYLAN

A substância activa deste medicamento é o sulfato de glucosamina. Cada saqueta de Glucosamina MYLAN contém 1500 mg de sulfato de glucosamina (equivalente a 1177,8 mg de glucosamina base).

Os restantes componentes são: o aspartame, sorbitol (E420), ácido cítrico e macrogol 4000.

Qual o aspecto de Glucosamina MYLAN e conteúdo da embalagem

A Glucosamina MYLAN apresenta-se na forma farmacêutico de pó para solução oral, estando disponível em embalagens de 20 e 30 saquetas.

Algumas destas apresentações podem não estar comercializadas.

Mylan, Lda.

Rua Alfredo da Silva, 3 C - 4º

1300-040 Lisboa

Medicamento sujeito a receita médica.

Este folheto informativo foi revisto em

Índice
O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?
Como é utilizado?
Quais são os possíveis efeitos secundários?
Como deve ser guardado?
Mais informações

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Glucosamina MYLAN

  • Se tem alergia (hipersensibilidade ) à glucosamina ou a qualquer outro

componente deste medicamento.

Tome especial cuidado com Glucosamina MYLAN

Não se encontram descritos efeitos prejudiciais nos indivíduos idosos, doentes renais ou hepáticos. No entanto, a administração a doentes com insuficiência renal ou hepática grave deve ser feita sob vigilância médica.

Uma vez que a glucosamina é um constituinte natural do organismo é bem tolerada não sendo necessárias quaisquer precauções além das mencionadas.

Tomar Glucosamina MYLAN com alimentos e bebidas

O conteúdo de uma saqueta de Glucosamina MYLAN deve ser dissolvido num copo de água para ser tomado uma vez por dia, de preferência às refeições.

Gravidez e aleitamento

Se está grávida ou tenciona engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Comunique imediatamente ao seu médico se engravidar durante o tratamento.

Se está grávida ou a amamentar, não tome Glucosamina MYLAN . O seu uso deve ser limitado a casos de reconhecida necessidade e sob controlo médico. Deve ser evitada a administração durante os primeiros três meses de gravidez.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não são conhecidos efeitos ao nível do sistema nervoso central ou sistema motor que possam diminuir a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas.

Utilização com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Não são conhecidas de interacções medicamentosas clinicamente significativas e os estudos clínicos demonstraram a ausência de interacções entre o sulfato de glucosamina e os fármacos para doenças concomitantes.

Os analgésicos e anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) podem ser usados simultaneamente com a glucosamina. A glucosamina pode ser utilizada como adjuvante. Desta forma diminui-se a toma global de analgésicos e anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) durante as exacerbações da doença.

O sulfato de glucosamina pode favorecer a absorção gastrointestinal das tetraciclinas e pode reduzir a das penicilinas ou do cloranfenicol, quando administrados simultaneamente por via oral.

Durante o tratamento global da osteoartrose pode ser associado ao sulfato de glucosamina, fisioterapia e programas de fisioquinésia.

Informações importantes sobre alguns componentes de Glucosamina MYLAN

Este medicamento contém 384,0 mg de cloreto de sódio por dose. Tal deve ser tido em consideração em doentes que estejam sujeitos a uma dieta controlada de sódio.

Glucosamina MYLAN contém sorbitol, se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

O pó para solução oral contém aspartame que por ser uma fonte de fenilalanina, pode ser prejudicial em doentes com fenilcetonúria..

3 Como tomar Glucosamina MYLAN

Tome sempre Glucosamina MYLAN de acordo com as indicações do seu médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose e duração do tratamento serão ajustados individualmente pelo seu médico de acordo com a sua resposta clínica e tolerância.

Fale como seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas ou se tiver a sensação que o Glucosamina MYLAN é demasiado forte ou fraco.

Modo de administração e Posologia

O pó para solução oral de Glucosamina MYLAN é para administração por via oral.

O conteúdo de uma saqueta (dissolvido num copo de água) deve ser tomado uma vez por dia, de preferência às refeições.

Duração do tratamento

A duração do tratamento é de 4 a 12 semanas ou mais, se necessário.

O período de tratamento pode ser repetido a intervalos de 2 meses, ou ainda na recorrência dos sintomas.

O seu médico indicar-lhe-á a duração do seu tratamento com Glucosamina MYLAN .

Não suspenda o tratamento antes, uma vez que o tratamento poderá não ser eficaz.

Utilização em crianças

A segurança e a eficácia não foram estabelecidas em crianças pelo que não se podem

fazer recomendações posológicas.

Utilização em insuficientes renais e hepáticos

A administração a doentes com insuficiência renal ou hepática grave deve efectuar-se

sob supervisão médica.

Se tomar mais Glucosamina MYLAN do que deveria

Se tomar acidentalmente demasiada Glucosamina MYLAN , ou se outra pessoa ou criança tomar o seu medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Não são conhecidos casos de sobredosagem acidental ou intencional. Os estudos em animais indicaram que são improváveis que ocorram sintomas e efeitos tóxicos mesmo com sobredosagens elevadas.

Caso se tenha esquecido de tomar Glucosamina MYLAN

Tome diariamente o medicamento conforme indicado pelo seu médico. No entanto, se se esqueceu de tomar uma dose, deverá tomá-la assim que se lembrar, em vez de a tomar na altura da dose seguinte, seguindo depois o esquema habitual. Não tome uma toma a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

4 Efeitos secundários possíveis

Como os demais medicamentos, a Glucosamina MYLAN pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas. No entanto a maioria dos efeitos secundários de Glucosamina MYLAN são ligeiros e transitórios, sendo mais comuns os de natureza gastrointestinal (peso ou dor epigástrica, meteorismo, obstipação, diarreia).

A lista que se segue refere os possíveis efeitos indesejáveis tendo em conta a sua frequência:

Frequentes:

Dor e desconforto gástrico

Meteorismo

Obstipação

Diarreia

Pouco frequentes:

Rash cutâneo com prurido

Eritema

Raros:

Hiper-reactividade brônquica

É aconselhável suspender a terapêutica em caso de manifestação de prurido, eritema ou hiper-reactividade brônquica.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5 Como conservar Glucosamina MYLAN

Não necessita de precauções especiais de conservação.

Mantenha Glucosamina MYLAN fora do alcance e da vista das crianças.

Não tome Glucosamina MYLAN após expirar o prazo de validade indicado na embalagem.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6 Outras Informações

Qual a composição de Glucosamina MYLAN

A substância activa deste medicamento é o sulfato de glucosamina. Cada saqueta de Glucosamina MYLAN contém 1500 mg de sulfato de glucosamina (equivalente a 1177,8 mg de glucosamina base).

Os restantes componentes são: o aspartame, sorbitol (E420), ácido cítrico e macrogol 4000.

Qual o aspecto de Glucosamina MYLAN e conteúdo da embalagem

A Glucosamina MYLAN apresenta-se na forma farmacêutico de pó para solução oral, estando disponível em embalagens de 20 e 30 saquetas.

Algumas destas apresentações podem não estar comercializadas.

Mylan, Lda.

Rua Alfredo da Silva, 3 C - 4º

1300-040 Lisboa

Medicamento sujeito a receita médica.

Este folheto informativo foi revisto em

Como é utilizado?

Tome sempre Glucosamina MYLAN de acordo com as indicações do seu médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose e duração do tratamento serão ajustados individualmente pelo seu médico de acordo com a sua resposta clínica e tolerância.

Fale como seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas ou se tiver a sensação que o Glucosamina MYLAN é demasiado forte ou fraco.

Modo de administração e Posologia

O pó para solução oral de Glucosamina MYLAN é para administração por via oral.

O conteúdo de uma saqueta (dissolvido num copo de água) deve ser tomado uma vez por dia, de preferência às refeições.

Duração do tratamento

A duração do tratamento é de 4 a 12 semanas ou mais, se necessário.

O período de tratamento pode ser repetido a intervalos de 2 meses, ou ainda na recorrência dos sintomas.

O seu médico indicar-lhe-á a duração do seu tratamento com Glucosamina MYLAN .

Não suspenda o tratamento antes, uma vez que o tratamento poderá não ser eficaz.

Utilização em crianças

A segurança e a eficácia não foram estabelecidas em crianças pelo que não se podem

fazer recomendações posológicas.

Utilização em insuficientes renais e hepáticos

A administração a doentes com insuficiência renal ou hepática grave deve efectuar-se

sob supervisão médica.

Se tomar mais Glucosamina MYLAN do que deveria

Se tomar acidentalmente demasiada Glucosamina MYLAN , ou se outra pessoa ou criança tomar o seu medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Não são conhecidos casos de sobredosagem acidental ou intencional. Os estudos em animais indicaram que são improváveis que ocorram sintomas e efeitos tóxicos mesmo com sobredosagens elevadas.

Caso se tenha esquecido de tomar Glucosamina MYLAN

Tome diariamente o medicamento conforme indicado pelo seu médico. No entanto, se se esqueceu de tomar uma dose, deverá tomá-la assim que se lembrar, em vez de a tomar na altura da dose seguinte, seguindo depois o esquema habitual. Não tome uma toma a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

4 Efeitos secundários possíveis

Como os demais medicamentos, a Glucosamina MYLAN pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas. No entanto a maioria dos efeitos secundários de Glucosamina MYLAN são ligeiros e transitórios, sendo mais comuns os de natureza gastrointestinal (peso ou dor epigástrica, meteorismo, obstipação, diarreia).

A lista que se segue refere os possíveis efeitos indesejáveis tendo em conta a sua frequência:

Frequentes:

Dor e desconforto gástrico

Meteorismo

Obstipação

Diarreia

Pouco frequentes:

Rash cutâneo com prurido

Eritema

Raros:

Hiper-reactividade brônquica

É aconselhável suspender a terapêutica em caso de manifestação de prurido, eritema ou hiper-reactividade brônquica.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5 Como conservar Glucosamina MYLAN

Não necessita de precauções especiais de conservação.

Mantenha Glucosamina MYLAN fora do alcance e da vista das crianças.

Não tome Glucosamina MYLAN após expirar o prazo de validade indicado na embalagem.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6 Outras Informações

Qual a composição de Glucosamina MYLAN

A substância activa deste medicamento é o sulfato de glucosamina. Cada saqueta de Glucosamina MYLAN contém 1500 mg de sulfato de glucosamina (equivalente a 1177,8 mg de glucosamina base).

Os restantes componentes são: o aspartame, sorbitol (E420), ácido cítrico e macrogol 4000.

Qual o aspecto de Glucosamina MYLAN e conteúdo da embalagem

A Glucosamina MYLAN apresenta-se na forma farmacêutico de pó para solução oral, estando disponível em embalagens de 20 e 30 saquetas.

Algumas destas apresentações podem não estar comercializadas.

Mylan, Lda.

Rua Alfredo da Silva, 3 C - 4º

1300-040 Lisboa

Medicamento sujeito a receita médica.

Este folheto informativo foi revisto em

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como os demais medicamentos, a Glucosamina MYLAN pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas. No entanto a maioria dos efeitos secundários de Glucosamina MYLAN são ligeiros e transitórios, sendo mais comuns os de natureza gastrointestinal (peso ou dor epigástrica, meteorismo, obstipação, diarreia).

A lista que se segue refere os possíveis efeitos indesejáveis tendo em conta a sua frequência:

Frequentes:

Dor e desconforto gástrico

Meteorismo

Obstipação

Diarreia

Pouco frequentes:

Rash cutâneo com prurido

Eritema

Raros:

Hiper-reactividade brônquica

É aconselhável suspender a terapêutica em caso de manifestação de prurido, eritema ou hiper-reactividade brônquica.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

5 Como conservar Glucosamina MYLAN

Não necessita de precauções especiais de conservação.

Mantenha Glucosamina MYLAN fora do alcance e da vista das crianças.

Não tome Glucosamina MYLAN após expirar o prazo de validade indicado na embalagem.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6 Outras Informações

Qual a composição de Glucosamina MYLAN

A substância activa deste medicamento é o sulfato de glucosamina. Cada saqueta de Glucosamina MYLAN contém 1500 mg de sulfato de glucosamina (equivalente a 1177,8 mg de glucosamina base).

Os restantes componentes são: o aspartame, sorbitol (E420), ácido cítrico e macrogol 4000.

Qual o aspecto de Glucosamina MYLAN e conteúdo da embalagem

A Glucosamina MYLAN apresenta-se na forma farmacêutico de pó para solução oral, estando disponível em embalagens de 20 e 30 saquetas.

Algumas destas apresentações podem não estar comercializadas.

Mylan, Lda.

Rua Alfredo da Silva, 3 C - 4º

1300-040 Lisboa

Medicamento sujeito a receita médica.

Este folheto informativo foi revisto em

Como deve ser guardado?

Não necessita de precauções especiais de conservação.

Mantenha Glucosamina MYLAN fora do alcance e da vista das crianças.

Não tome Glucosamina MYLAN após expirar o prazo de validade indicado na embalagem.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6 Outras Informações

Qual a composição de Glucosamina MYLAN

A substância activa deste medicamento é o sulfato de glucosamina. Cada saqueta de Glucosamina MYLAN contém 1500 mg de sulfato de glucosamina (equivalente a 1177,8 mg de glucosamina base).

Os restantes componentes são: o aspartame, sorbitol (E420), ácido cítrico e macrogol 4000.

Qual o aspecto de Glucosamina MYLAN e conteúdo da embalagem

A Glucosamina MYLAN apresenta-se na forma farmacêutico de pó para solução oral, estando disponível em embalagens de 20 e 30 saquetas.

Algumas destas apresentações podem não estar comercializadas.

Mylan, Lda.

Rua Alfredo da Silva, 3 C - 4º

1300-040 Lisboa

Medicamento sujeito a receita médica.

Este folheto informativo foi revisto em

Mais informações

Qual a composição de Glucosamina MYLAN

A substância activa deste medicamento é o sulfato de glucosamina. Cada saqueta de Glucosamina MYLAN contém 1500 mg de sulfato de glucosamina (equivalente a 1177,8 mg de glucosamina base).

Os restantes componentes são: o aspartame, sorbitol (E420), ácido cítrico e macrogol 4000.

Qual o aspecto de Glucosamina MYLAN e conteúdo da embalagem

A Glucosamina MYLAN apresenta-se na forma farmacêutico de pó para solução oral, estando disponível em embalagens de 20 e 30 saquetas.

Algumas destas apresentações podem não estar comercializadas.

Mylan, Lda.

Rua Alfredo da Silva, 3 C - 4º

1300-040 Lisboa

Medicamento sujeito a receita médica.

Este folheto informativo foi revisto em

Cookies help us deliver our services. By using our services, you agree to our use of cookies. OK