Propaganda

Autor: Ratiopharm - Comércio e Indústria de Produtos Farmacêuticos, Lda.


Informação longa

O que é e como se utiliza?

O ácido acetilsalicílico é um medicamento inibidor da agregação plaquetária.

Foi-lhe receitado o ácido acetilsalicílico pela seguinte razão, a qual poderá ser explicada pelo seu médico:
-no caso de angina de peito instável;
-no caso de profilaxia de re-enfarte;
-após bypass aorto-coronário, angioplastia coronária transluminal percutânea (ACTP). -na profilaxia de enfartes cerebrais na sequência de acidentes isquémicos transitórios.

O Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos não é apropriado para o tratamento da dor.

Propaganda

Índice
O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?
Como é utilizado?
Quais são os possíveis efeitos secundários?
Como deve ser guardado?
Mais informações

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Não tome Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos:

-em caso de hipersensibilidade (alergia) ao ácido acetilsalicílico, outros salicilatos ou a qualquer um dos outros componentes do medicamento;
-história de hemorragia gastrointestinal ou perfuração, relacionada com terapêutica anterior com anti-inflamatórios não esteróides (AINE);

-úlcera péptica/hemorragia activa ou história de úlcera péptica/hemorragia recorrente (dois ou mais episódios distintos de ulceração ou hemorragia comprovada); -se tiver tendência patológica aumentada para a hemorragia (diátese hemorrágica); -se estiver no último trimestre da gravidez (A administração de doses superiores a 100 mg/dia está contra-indicada durante o terceiro trimestre de gravidez).

Tome especial cuidado com Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos:

-em caso de hipersensibilidade (alergia) a outros analgésicos/anti-inflamatórios/ antirreumatismais ou na existência de outras alergias;
-se estiver a tomar medicamentos anticoagulantes (p.e. derivados da cumarina, heparina

  • com excepção da terapêutica com doses reduzidas de heparina); -se tiver bronquite asmática; -se tiver complicações gástricas ou duodenais crónicas ou periódicas; -em caso de existência de doença renal; -em caso de graves perturbações da função hepática. -Informe o seu médico ou dentista antes de ser submetido a cirurgia. -Não deve tomar medicamentos contendo Ácido Acetilsalicílico por longos períodos ou em doses elevadas sem consultar o seu médico.

A administração de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg comprimidos com AINE, incluindo inibidores selectivos da cicloxigenase-2, deve ser evitada.

Os efeitos indesejáveis podem ser minimizados utilizando a menor dose eficaz durante

  • menor período de tempo necessário para controlar a sintomatologia.

Idosos: Os idosos apresentam uma maior frequência de reacções adversas, especialmente de hemorragias gastrointestinais e de perfurações que podem ser fatais.

Hemorragia, ulceração e perfuração gastrointestinal: têm sido notificados casos de hemorragia, ulceração e perfuração gastrointestinal potencialmente fatais, em várias fases do tratamento, associados ou não a sintomas de alerta ou história de eventos gastrointestinais graves.

O risco de hemorragia, ulceração ou perfuração é maior com doses elevadas, em doentes com história de úlcera péptica, essencialmente se associada a hemorragia ou perfuração e em doentes idosos. Se sentir sintomas abdominais e de hemorragia digestiva, sobretudo nas fases iniciais do tratamento de alerta ou história de eventos gastrointestinais graves.

É possível que o seu médico lhe receite outro medicamento para evitar a ocorrência destes efeitos.

Em caso de hemorragia gastrointestinal ou ulceração em doentes o tratamento deve ser interrompido.

Os AINE devem ser administrados com precaução em doentes com história de doença inflamatória do intestino (colite ulcerosa, doença de Crohn), na medida em que estas situações podem ser exacerbadas.

Gravidez

Não se recomenda a utilização de ácido acetilsalicílico durante a gravidez, a não ser que seja estritamente necessário e por recomendação do seu médico.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Aleitamento

Não tome ácido acetilsalicílico sem falar com o seu médico, a segurança deste medicamento depende da dose que tomar.

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Não se conhecem efeitos do ácido acetilsalicílico sobre a capacidade de condução de veículos e utilização de máquinas.

Ao tomar Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Foram descritas interacções medicamentosas com os seguintes medicamentos: anticoagulantes (p.ex. derivados da cumarina e heparina), corticóides e álcool (risco de uma hemorragia gastrointestinal no tratamento simultâneo com corticóides ou com o consumo em simultâneo de álcool), antidiabéticos orais (sulfonilureias), metotrexato, digoxina, barbitúricos, lítio, esteróides ou medicamentos anti-inflamatórios (dor e inflamação) e antirreumatismais, sulfonamidas e associações de sulfonamidas (p. ex. sulfametoxazol/trimetropim), triodotironina, antagonistas da aldosterona (espironolactona, canrenoato), diuréticos da ansa (p. ex. furosemida), antihipertensores e uricosúricos (p. ex. probenecide, sulfinpirazona).

-Diuréticos, Inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina (IECA) e Antagonistas da Angiotensina II (AAII): A administração de ácido acetilsalicílico (> 3 g/dia) pode diminuir a eficácia dos diuréticos assim como de outros medicamentos antihipertensores. Nalguns doentes com função renal diminuída (ex: doentes desidratados ou idosos com comprometimento da função renal) a co-administração de

um IECA ou AAII e agentes inibidores da cicloxigenase pode ter como consequência a progressão da deterioração da função renal, incluindo a possibilidade de insuficiência renal aguda, que é normalmente reversível. A ocorrência destas interacções deverá ser tida em consideração em doentes a tomar ácido acetilsalicílico em associação com IECA ou ARAII. Consequentemente, esta associação medicamentosa deverá ser administrada com precaução, sobretudo em doentes idosos. Os doentes devem ser adequadamente hidratados e deverá ser analisada a necessidade de monitorizar a função renal após o início da terapêutica concomitante, e periodicamente desde então.

-Corticosteróides: aumento do risco de ulceração ou hemorragia gastrointestinal.

-Anticoagulantes: os salicilatos podem aumentar os efeitos dos anticoagulantes, tais como a varfarina

-Agentes antiagregantes plaquetários e inibidores selectivos da recaptação da serotonina: aumento do risco de hemorragia gastrointestinal.

Os medicamentos contendo Ácido Acetilsalicílico não deverão ser administrados com uma das substâncias acima mencionadas, sem que o médico tenha dado expressamente

  • seu consentimento.

Antes de tomar ácido acetilsalicílico informe o seu médico sobre os medicamentos que está a tomar. Se costuma tomar ácido acetilsalícilico regularmente deverá procurar aconselhamento médico antes de tomar qualquer outro medicamento (incluindo medicamentos não sujeitos a receita médica).

Propaganda

Como é utilizado?

Tomar sempre os comprimidos de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Deve tomar os comprimidos de ácido acetilsalicílico após as refeições, com bastante líquido. Não tome este medicamento com o estômago vazio.

Se estiver a tomar ácido acetilsalicílico para o tratamento de enfarte cardíaco agudo, deve partir o primeiro comprimido com os dentes ou mastigar o comprimido.

A posologia e a duração do tratamento devem ser estabelecidas pelo médico, individualmente.

Salvo indicação médica em contrário, recomendam-se as seguintes doses:

Angina de peito instável: 75 mg - 300 mg de Ácido Acetilsalicílico por dia. Para uma melhor tolerância, recomenda-se uma dose diária de 100 mg de Ácido Acetilsalicílico,

ou seja 1 comprimido de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos, por dia.

Profilaxia do reenfarte: Recomenda-se uma dose diária de 300 mg de Ácido Acetilsalicílico, ou seja 3 comprimidos de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos por dia.

Após bypass aorto-coronário, angioplastia coronária transluminal percutânea: Está indicado 100 mg - 300 mg de Ácido Acetilsalicílico por dia. Para uma melhor tolerância, recomenda-se uma dose diária de 100 mg de Ácido Acetilsalicílico, correspondente a 1 comprimido de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos por dia. A altura mais favorável para o início do tratamento com Ácido Acetilsalicílico após bypass aorto-coronário parece ser 24 horas após a operação.

Prevenção de enfartes cerebrais na sequência de ataques isquémicos transitórios: recomenda-se 30 mg - 300 mg de Ácido Acetilsalicílico por dia. Para uma melhor tolerância, recomenda-se uma dose diária entre 50 mg e 100 mg de Ácido Acetilsalicílico, correspondente a metade de um comprimido e 1 comprimido de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos por dia.

Uso em crianças e jovens:
Em crianças e jovens doentes com febre, os medicamentos contendo Ácido Acetilsalicílico, só deverão ser administrados se o médico o recomendar e apenas quando outras medidas se revelem ineficazes. Nesse caso, se ocorrerem vómitos persistentes, deve contactar imediatamente o seu médico, porque se pode tratar de Síndrome de Reye, uma doença rara que exige tratamento médico imediato.

Quando tomar Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos siga exactamente as instruções do seu médico.

Se o efeito de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos, lhe parecer demasiado forte ou demasiado fraco informe o seu médico ou farmacêutico.

Se tomar mais Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos do que deveria:

No caso de ter tomado mais comprimidos do que devia pode sentir os seguintes sintomas: hipoglicémia, exantemas, hemorragias gastrointestinais, hiperventilação, zumbidos nos ouvidos, náuseas, vómitos, diminuição da visão e audição, dores de cabeça, tonturas, estados de confusão. No caso de intoxicações mais graves, podem surgir delírios, tremores, dispneia (falta de ar), sudação (transpiração) excitação e hipertermia (temperatura elevada).
Em caso de sobredosagem crónica, pode sentir atordoamento, tonturas ou náuseas. Vertigens e zumbidos nos ouvidos poderão ser, especialmente no caso de crianças e doentes idosos, sinais de uma intoxicação séria.

Tratamento:
O tratamento depende da dimensão, fase e sintomas clínicos da intoxicação. As medidas terapêuticas são as habituais para a diminuição da absorção do princípio activo, controle do equilíbrio hidroelectrolítico, assim como, regulação da temperatura e da respiração que se encontram perturbadas. Em casos graves pode ser necessária uma hemodiálise.

No caso de sentir algum destes sintomas contacte o seu médico ou o hospital mais próximo. Leve este folheto.

Se se esqueceu de tomar Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos:

Se esquecer de tomar a dose no tempo certo, tome assim que se lembrar. Nunca tome uma dose dupla de comprimidos para compensar a dose que se esqueceu de tomar.
Se for quase altura de tomar a próxima dose, espere até lá e proceda como antes.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, o Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos, pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos secundários frequentes são complicações gastrointestinais (p.e dores de estômago e micro-hemorragias).
Ocasionalmente surgem náuseas, vómitos e diarreias.
Raramente ocorrem hemorragias gástricas e ulcerações gástricas, assim como no caso de asmáticos, reacções de hipersensibilidade (alergia) como por exemplo dispneia (falta de ar), reacções cutâneas.
Em casos individuais foram descritas perturbações hepáticas e renais, hipoglicémias, assim como reacções cutâneas particularmente graves (que podem ir até ao eritema exsudativo multiforme).
O Ácido Acetilsalicílico diminui, no caso de doses mais reduzidas, a eliminação de ácido úrico. Em doentes predispostos poderá ocasionar um ataque de gota. Em casos raros, após uma administração prolongada de Ácido Acetilsalicílico, poderá surgir uma anemia devido a uma hemorragia gastrointestinal oculta. No caso de ocorrência de fezes negras, dever-se-á informar imediatamente o médico.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Conservar a uma temperatura inferior a 25 °C.
Conservar na embalagem de origem para proteger da humidade.

Validade:
Não utilize Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg após expirar o prazo de validade indicado no blister e na embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Qual a composição de Ácido Acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos

-A substância activa é o ácido acetilsalicílico. Cada comprimido contém 100 mg de ácido acetilsalicílico.

-Os outros componentes são: celulose microcristalina, amido de milho, celulose em pó e celulose em pó fibrosa.

Qual o aspecto de Ácido acetilsalicílico ratiopharm 100 mg Comprimidos e conteúdo da embalagem.

Embalagens contendo 50 comprimidos acondicionados em blisters.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

ratiopharm - Comércio e Indústria de Produtos Farmacêuticos, Lda
EDIFÍCIO TEJO, 6º piso
Rua Quinta do Pinheiro
2790-143 Carnaxide

Fabricante

Merckle GmbH
Ludwig-Merkcle -Strabe 3
89143 Blaubeuren, Alemanha

Para quaisquer outras informações sobre este medicamento contacte o Titular da Autorização de Introdução no Mercado.

Este folheto foi aprovado pela última vez em:

Cookies help us deliver our services. By using our services, you agree to our use of cookies. OK