Ciprofloxacina Redibag

Código ATC
J01MA02
Ciprofloxacina Redibag

Baxter Médico-Farmacêutica, Lda.

Substância(s)
Ciprofloxacin
Narcótica
Não
Grupo farmacológico Antibacterianos de quinolona

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Baxter Médico-Farmacêutica, Lda.

O que é e como se utiliza?

Ciprofloxacina Redibag é um antibiótico.

Adultos
Ciprofloxacina Redibag é usada para o tratamento de infecções graves e/ou com risco de vida provocadas por microorganismos sensíveis à ciprofloxacina. As infecções seguintes podem ser tratadas intravenosamente (via sanguínea) com Ciprofloxacina Redibag: infecções graves do tracto urinário
determinadas infecções do tracto respiratório inferior, incluindo pneumonia infecções graves da pele e tecidos moles
infecções ósseas

Também pode receber Ciprofloxacina Redibag para tratar uma possível infecção por antraz.

Crianças e adolescentes
A Ciprofloxacina Redibag também pode ser utilizada para tratar crianças e adolescentes:

Para infecções pulmonares graves, em doentes com idades entre os 5 e os 17 anos com fibrose quística (também chamada mucoviscidose). A fibrose quística afecta os pulmões, as glândulas sudoríparas e o sistema digestivo, causando problemas respiratórios e digestivos crónicos.
Para infecções graves do tracto urinário e infecções renais em doentes com idade entre 1 ano e 17 anos.
Para uma possível infecção por antraz inalada.

Ciprofloxacina Redibag só deve ser usada sob supervisão médica.

Anúncio

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

NÃO utilize Ciprofloxacina Redibag

Se tem alergia (hipersensibilidade) à Ciprofloxacina ou a qualquer outro dos componentes ou a qualquer outro medicamento antibiótico que possa ter tomado, para tratar uma infecção bacteriana, incluindo outros antibióticos do grupo das quinolonas. A reacção alérgica que teve pode ter sido prurido, vermelhidão da pele ou dificuldades respiratórias, tal como respiração sibilante. Se tem dúvidas, fale com o seu médico. Para tratar crianças e adolescentes em crescimento:
Excepto para aqueles com idade entre 5 e 17 anos com fibrose quística, para o tratamento de infecções agudas do tracto respiratório inferior causadas pela bactéria Pseudomonas aeruginosa
Excepto para aqueles com idades entre 1 e 17 anos para o tratamento de infecções complicadas do tracto urinário e infecções renais.
Excepto para o tratamento de infecção por antraz inalada.
Se teve problemas de tendões depois de ser tratado com ciprofloxacina ou outros antibióticos.
Se está grávida ou pretende engravidar.
Se está a amamentar.
Se está a tomar quaisquer medicamentos que contêm tizanidina (um medicamento que é usado para tratar as cãibras musculares).

Tome especial cuidado com Ciprofloxacina Redibag

Deve consultar o seu médico se qualquer uma das precauções ou advertências mencionadas abaixo aplicam-se ou aplicaram-se a si, no passado.

Antes do tratamento com Ciprofloxacina Redibag ? deve informar o seu médico se sofre ou já sofreu de uma das seguintes condições:
Problemas dos rins graves. O seu médico terá que monitorizar as funções dos seus rins. Deficiência em Glucose-6-fosfato desidrogenase: uma doença hereditária que afecta os glóbulos vermelhos que, transportam o oxigénio através do organismo, levando à sua destruição prematura. Isto pode tornar a sua pele pálida e causar fraqueza e respiração ofegante. Se sofre ou alguém da sua família sofre deste problema, deve informar o seu médico.

Crises epilépticas (convulsões), epilepsia ou outra doença cerebral, por ex. diminuição da circulação sanguínea cerebral, acidente vascular cerebral ou aumento da susceptibilidade para convulsões, desde efeitos secundários possíveis à ciprofloxacina que podem provocar lesões no seu cérebro.
Frequência cardíaca irregular com ameaça de risco de vida (Torsade de pointes). Um tipo particular de fraqueza muscular conhecido como miastenia gravis. A

ciprofloxacina pode exacerbar os sintomas desta doença.
Problemas do fígado. O seu médico pode crer verificar qualquer alteração na sua função hepática. Informe o seu médico se recentemente teve uma coloração amarelada da pele ou da zona branca dos olhos.
Diabetes (Tipo I ou Tipo II), porque este medicamento contém até 5 g de glucose por 100 ml ou 10 g de glicose por 200 ml.

Durante e após o tratamento com Ciprofloxacin Redibag ? deve informar imediatamente

  • seu medico se, durante ou após o tratamento, sentir qualquer uma das seguintes situações: Sensação de depressão ou confusãoapós a administração deste medicamento. Dor e inflamação à volta dos seus tendões. Em particular na parte de trás dos seus tornozelos (no tendão de Aquiles). Este medicamento pode causar estes efeitos secundários principalmente se é idoso ou está a tomar medicamentos ?esteróides?, tais como hidrocortisona. Se sentir os tendões inchados e doridos durante o tratamento com a ciprofloxacina, deve avisar imediatamente o seu médico e descansar a perna dorida. Uma reacção alérgica incluindo uma reacção alérgica grave que causa dificuldade em respirar e tonturas. Em situações raras pode pôr a vida em risco, por isso, deve informar imediatamente o seu médico. Febre, erupção cutânea ou pequenas manchas vermelhas na sua pele. Dor nas articulações durante o tratamento. O médico irá interromper o tratamento, descansar a(s) articulação(ões) afectada(s) e decidir se modifica o tratamento. Isto é particularmente importante no tratamento em crianças e adolescentes. Diarreia grave e contínua e dores de estômago, durante o tratamento ou logo após terminar o tratamento, possivelmente com sangue e muco. Neste caso, deve consultar imediatamente o seu médico. Pode ter uma inflamação grave do intestino grosso (situação conhecida por colite pseudomembranosa). Esta situação pode pôr a vida em perigo. Dor durante a passagem da urina que pode ser provocada por pequenos cristais de ciprofloxacina (?cristalúria?). Se não tiver problemas cardíacos nem renais, pode ajudar a prevenir esta situação bebendo muitos líquidos (pelo menos, 1,5 a 2 litros por dia). Se sentir dor ou desconforto ao urinar durante a utilização deste medicamento, deve informar o seu médico. Luz solar ou exposição à luz UV. Este medicamento pode tornar a sua pele mais sensível à luz solar ou à luz UV. Deve usar um creme protector. Deve evitar a exposição à luz solar forte e não deve fazer solário nem utilizar qualquer outra forma de exposição aos raios UV. Se estiver a ser examinado para a tuberculose (doença causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis) deve avisar o seu médico porque este medicamento pode alterar o funcionamento do teste.

Reacções locais após a administração deste medicamento. Estas reacções podem aparecer, particularmente, quando este medicamento é dado durante 30 minutos ou menos. Estas reacções manifestam-se como reacções cutâneas locais, tais como, vermelhão, irritação ou dor que normalmente desaparece rapidamente após o fim da perfusão. Se estas reacções reaparecerem ou piorarem durante outra perfusão, não devem ser administradas mais doses intravenosas.

Utilizar Ciprofloxacina Redibag com outros medicamentos:

Tizanidina (usada para o tratamento de espasmos musculares) não deve ser dada juntamente com Ciprofloxacina Redibag.

Se a Ciprofloxacin Redibag e um dos seguintes medicamentos forem dados ao mesmo tempo, deve-se ter especial cuidado.
teofilina (usado no tratamento da asma)
clozapina (usado no tratamento da esquizofrenia)
tacrina (usado para o tratamento da doença de Alzheimer)
ropinirol (usado para o tratamento da doença de Parkinson)
Se utilizar um destes medicamentos juntamente com a ciprofloxacina, será monitorizado quanto a sinais de sobredosagem.
Todos estes medicamentos, no organismo, são decompostos por uma enzima chamada CYP1A2. A ciprofloxacina impede esta enzima de actuar adequadamente. Isto significa que a quantidade destes medicamentos no seu sangue pode aumentar.

Deve informar o seu médico se estiver a tomar qualquer um dos medicamentos seguintes: Outros antibióticos, como azlocilina.
Medicamentos usados no alívio da dor e da inflamação, conhecidos por medicamentos anti-inflamatórios (tais como ibuprofeno e naproxeno, mas não a aspirina). Se a ciprofloxacina for administrada em doses muito elevadas, ao mesmo tempo que estes medicamentos, pode-lhe causar crises epilépticas.
Medicamentos que afectam o sistema imunitário, como a ciclosporina. Se estiver a tomar este medicamento assim como a ciprofloxacina a função dos seus rins terá de ser avaliada pelo menos duas vezes por semana.
Medicamentos tomados por via oral e que tornam o sangue mais fino (anticoagulantes), tais como a varfarina,
Medicamentos para o tratamento da diabetes, tais como a glibenclamida. A ciprofloxacina pode aumentar a capacidade destes medicamentos para baixar o nível de açúcar no seu sangue, resultando em hipoglicemia (uma ?hipo?),
Medicamentos para a gota, como o probenecid. [Estes podem aumentar a quantidade de ciprofloxacina no seu sangue].
Medicamentos anti-epilépticos, tais como a fenitoína [a ciprofloxacina pode alterar os níveis destes medicamentos no seu sangue].
Estimulantes, como a cafeína.
Medicamentos usados para o tratamento de problemas com a circulação dos membros, tais como pentoxifilina.
Medicamentos usados para corrigir o batimento cardíaco, tal como a mexiletina. Medicamentos anto-enxaqueca, tal como os zolmitriptano,

Medicamentos antivirais, tal como foscarneto,
Medicamentos destinados a diminuir a sua ansiedade, tal como diazepam, Metotrexato, medicamento que pode ser usado para tratar o cancro, psoríase, doença de Crohn da bexiga ou alguns tipos de doença das articulações. O seu médico irá monitorizar quaisquer sinais de sobredosagem com metotrexato que podem ocorrer porque a ciprofloxacina pode impedir a saída do metotrexato através dos rins, o que pode levar a uma acumulação do medicamento no seu organismo.
Medicamentos que lhe são dados antes de receber um anestésico, conhecidos como pré-medicamentos. Alguns pré-medicamentos, conhecidos como pré-medicamentos opiáceos e atropina ou escopolamina, não devem ser usados com a ciprofloxacina porque reduzem a quantidade de ciprofloxacina no sangue. A ciprofloxacina também pode aumentar o tempo necessário para os efeitos de outros pré-medicamentos tal como o diazepam e (em muito poucos casos) midazolam, desaparecerem.

Se estiver a tomar qualquer dos medicamentos referidos, o seu médico pode modificar a dose, prescrever-lhe um medicamento diferente ou ajustar a dose de Ciprofloxacina Redibag.

Nunca tome vários medicamentos ao mesmo tempo sem primeiro consultar o seu médico. Informe o seu médico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Se tiver alguma dúvida sobre este medicamento, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Utilizar Ciprofloxacina Redibag com alimentos e bebidas

A ciprofloxacina reduz a velocidade com que o seu corpo elimina o álcool. Por conseguinte, o consumo de álcool em conjunto com a ciprofloxacina deve ser evitado porque pode afectar a sua capacidade de conduzir ou de utilizar máquinas.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. A utilização de Ciprofloxacina Redibag não é recomendada durante a gravidez. Se está grávida ou suspeita de que possa estar grávida, deve informar o seu médico. A ciprofloxacina passa para o leite materno. Não amamente enquanto estiver a utilizar Ciprofloxacina Redibag. A ciprofloxacina pode provocar problemas nas articulações em lactentes. Aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico se estiver a amamentar.

Condução de veículos e utilização de máquinas

A ciprofloxacina pode reduzir o seu campo de atenção e pode provocar tonturas, o que pode afectar a sua capacidade para conduzir ou utilizar máquinas. Estes efeitos são agravados se consumir álcool enquanto está a tomar ciprofloxacina. Não deve conduzir ou utilizar máquinas se consumir álcool com ciprofloxacina.

Informações importantes sobre alguns componentes de Ciprofloxacina Redibag Se for diabético, por favor tenha atenção que:
100 ml de Ciprofloxacina Redibag contém 5 g de glucose, e
200ml de Ciprofloxacina Redibag contém 10 g de glucose.

Como é utilizado?

Que dose de Ciprofloxacina Redibag irá receber
O seu médico irá decidir quanto necessita, o momento em que lhe vai ser administrada e a duração do tratamento.
Isto vai depender da sua idade, peso, historial clínico, outros medicamentos que esteja a tomar e do tipo e gravidade da infecção bacteriana que está a ser tratada.

Adultos
A dose habitual para adultos varia entre 200 mg e 400 mg, duas vezes por dia (400 mg a 800 mg de dose diária). A dose exacta depende do tipo e da gravidade da sua infecção. A dose diária máxima é de 1200 mg (400 mg três vezes ao dia), para infecções muito graves. Poderá ser seguido de um tratamento por via oral, com comprimidos. É importante que conclua o tratamento, mesmo que comece a sentir-se melhor após alguns dias. O seu médico pode decidir continuar com o tratamento por um mínimo de três dias após os sinais e sintomas de infecção terem desaparecido, para evitar o reaparecimento dos sintomas.
No caso de tratamento de antraz inalado, a dose inicial diária intravenosa é de 400 mg duas vezes ao dia (800 mg por dia). Deve ser seguida de uma dose oral de 500 mg, duas vezes por dia, para um período de tratamento combinado de 60 dias.

Crianças e adolescentes
Para o tratamento de infecções pulmonares graves em crianças e adolescentes, dos 5 aos 17 anos de idade com fibrose quística, a dose intravenosa recomendada é tanto de 15 mg/kg duas vezes ao dia ou de 10 mg/kg três vezes ao dia. A dose diária máxima é de 400 mg três vezes ao dia (1200 mg ao dia). A dose exacta depende da gravidade da infecção. O medicamento é dado habitualmente durante um período de cerca de 60 minutos. O tratamento completo demora habitualmente entre 10 a 14 dias. Para o tratamento de infecções complicadas do tracto urinário e infecções renais, em crianças e adolescentes com idades entre 1 e 17 anos, a dose intravenosa recomendada é de 6 a 10 mg/kg três vezes ao dia, com um máximo de 400 mg para cada dose. Se seguido por tratamento com comprimidos, a dose oral recomendada é 10 a 20 mg/kg duas vezes ao dia com máximo de 750 mg para cada dose.
Para o tratamento de infecções por antraz inalado em crianças, a dose intravenosa recomendada é de 10 a 15 mg/kg, duas vezes ao dia. A dose diária máxima é de 800 mg. Deve ser seguido de uma dose oral de 10 a 15 mg/kg para um período de tratamento combinado de 60 dias.

Idosos
Se tem mais de 65 anos, o seu médico irá prescrever a dose de Ciprofloxacina Redibag com base no funcionamento dos seus rins e na gravidade da infecção. Se sabe que tem problemas de rins deve informar o seu médico.

Doentes com problemas renais

Informe o seu médico se tiver problemas renais. Provavelmente seu médico irá efectuar testes extra, antes de administrar o medicamento. Poderá ser-lhe administrada uma dose menor.
Se quiser saber que doses estão a ser administradas, fale com o seu médico.

Doentes com problemas hepáticos
Geralmente, a dose deste medicamento não necessita ser ajustada.
Informe o seu médico se souber que tem problemas hepáticos graves. Se quiser saber que doses estão a ser administradas, fale com o seu médico.

Como Ciprofloxacina Redibag é utilizado
Ciprofloxacina Redibag é administrada como uma solução intravenosa, ?pronta a usar?. Destina-se a doentes que não são capazes de tomar a Ciprofloxacina por via oral. O seu médico ou enfermeiro irá administrar este medicamento através de uma injecção venosa lenta, para a sua corrente sanguínea, durante um período de cerca de 60 minutos. Este medicamento não deve ser misturado com quaisquer outros medicamentos, antes ou durante a perfusão.

Se utilizar mais Ciprofloxacina Redibag do que deveria
Se receber mais Ciprofloxacina Redibag do que deveria, o seu médico irá controlar a sua função hepática e a acidez da sua urina. O médico irá também assegurar-se de que recebe bastantes líquidos e irá decidir se necessita ou não de diálise.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.
Para informação destinada a médicos e profissionais dos cuidados de saúde, consulte a secção 6. ?Outras Informações?.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Ciprofloxacina Redibag pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
Os efeitos secundários têm sido notificados em cerca de 5 a 14% dos doentes a receber este medicamento.
Os efeitos secundários mais frequentes afectam o estômago e intestinos, o sistema nervoso e a pelo e tecido conjuntivo.
Para mais informações sobre alguns efeitos secundários, ver secção 2 ?Precauções especiais?.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro. O tratamento deve ser interrompido. O seu médico irá decidir qual o procedimento a adoptar.

A frequência dos efeitos secundários é classificada nos seguintes grupos:

Grupo O que significa Muito frequente Em mais de 1 em 10 doentes Frequente Em mais de 1 em 100 doentes mas em menos de 1 em 10 doentes Pouco frequente Em mais de 1 em 1 000 doentes mas em menos de 1 em 100 doentes Raro Em mais de 1 em 10 000 doentes mas em menos de 1 em 1 000 doentes Muito raro Em menos de 1 em 10 000 doentes, incluindo notificações isoladas

Reacção alérgica (Hipersensibilidade)
Algumas pessoas desenvolvem reacções alérgicas a medicamentos. Se desenvolver quaisquer dos efeitos secundários seguintes, deve informar o seu médico ou enfermeiro de imediato:
Farfalheira súbita, dificuldades de respiração ou aperto no peito.
Dor de cabeça.
Febre.
Inchaço das pálpebras, rosto, lábios ou vasos sanguíneos.
Nódulos cutâneos ou manchas vermelhas acompanhadas de prurido.
Comichão por todo o corpo.

Outros efeitos secundários:

Frequentes
Os efeitos secundários mais frequentes são:
Alterações no paladar (normalmente desaparece quando o tratamento é interrompido) Tonturas
Dores de cabeça
Dificuldade em dormir (insónia)
Fadiga
Desassossego (agitado)
Confusão
Sensação mal estar (náuseas)
Diarreia
Reacções cutâneas ? comichão e erupções
Articulações doentes em crianças

Pouco frequentes
Os seguintes efeitos secundários podem ocorrer mas são pouco frequentes: Infecções fungicas, tal como aftas na boca ou vagina (também conhecidas por monolíase e candidíase)
Distúrbios dos glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas. Podem aumentar a ocorrência de infecções, tornar a pele pálida e causar fraqueza ou dificuldades de respiração e aumento do risco de hemorragias ou hematomas
Ulceração das veias, as vezes devido à formação de um coágulo

Indisposição (vómito)
Dores abdominais
Gases (flatulência)
Perda de apetite
Dores no estômago
Dores nas articulações
Sensação de cansaço e fraqueza
Dor e vermelhidão no local onde a agulha penetra no braço
Resultados invulgares em testes sanguíneos conduzidos para verificar a função do fígado e rins
Dores no peito e dificuldades respiratórias que podem ser devidas a um coágulo sanguíneo nos pulmões.
Fluido acumulado nos pulmões
Tossir sangue
Hemorragia nasal
Soluços

Raros
Os seguintes efeitos secundários ocorrem raramente:
Edema da face e membros.
Reacções alérgicas graves que provocam dificuldade em respirar ou tonturas e por vezes podem colocar a vida em risco
Febre
Aumento do nível da glicose no sangue, causando uma sensação de mal-estar, uma necessidade crescente de urinar ou beber mais do que o habitual (hiperglicémia) Sensação de ansiedade ou depressão
Pesadelos
Ver coisas ou ouvir vozes que não existem (alucinações)
Alterações no olfacto (às vezes perda do olfacto)
Estremecimento ou entorpecimento nas mãos e pés
Tremores
Espasmos (incluindo crises epilépticas)
Enxaquecas
Distúrbios da visão (visão desfocada ou dupla e/ou incapacidade de ver as cores adequadamente)
Perda da audição parcial ou total
Sussurro nos ouvidos (zumbido)
Rubores
Inchaço da garganta e dificuldades em respirar
Dor abdominal grave e diarreia (que pode significar que tem uma condição conhecida como ?colite pseudomembranosa?)
Amarelecimento da pele e do branco do olho devido a problemas do fígado ou sangue Aumento da sensibilidade à luz (fotossensibilidade)
Dores musculares e/ou articulações dos ossos inchadas

Problemas renais, incluindo dor nos rins que levam a dor e desconforto à passagem de água (cristalúria) ou sangue na urina (hematúria) ou os seus rins podem temporariamente não funcionar adequadamente.
Sudação excessiva

Muito raros
Os seguintes efeitos secundários ocorrem muito raramente:
Acumulação de fluido nos pulmões (edema pulmonar) com reacções alérgicas -repentina disposição de ofegar, dificuldade em respirar ou aperto pré-cordial
Problemas psiquiátricos e psicológicos, por vezes levam ao ímpeto de auto-dano. Problemas de coordenação, tais como andadura instável, tonicidade muscular aumentada, intensificação dos sentidos e dificuldade em controlar os movimentos
Aumento da pressão no cérebro que pode aparecer na forma de distúrbio visual, desorientação, perda de memória ou orientação, vómito, tonturas e comichão nas mãos Batimento cardíaco irregular que pode pôr a vida em risco
Inflamação dos vasos sanguíneos, muitas vezes acompanhada de erupção cutânea Infecção fúngica do sistema digestivo
Inflamação do pâncreas que pode causar dor no abdómen e costas
Problemas renais (muito raramente levando a falha hepática)
Reacções de pele graves
Vermelhão, empolamento e descoloração da pele ou suaves massas avermelhadas na pele
Doença grave com empolamento da pele, boca, olhos e genitais
Inflamação do tendão e/ou ruptura do tendão (em particular do tendão de Aquiles) Se sofre de miastenia gravis (uma afecção grave do sistema nervoso) os sintomas da doença podem-se agravar
Alteração dos níveis de certas enzimas no sangue (amilase e lipase) que pode indicar que

  • seu pâncreas não está a funcionar correctamenteIntolerância à luz (fotossensibilidade)

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Ciprofloxacina Redibag após o prazo de validade impresso na embalagem após ?Val?. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize Ciprofloxacina Redibag se verificar que a sobrebolsa não está selada, o saco está danificado ou a solução não é transparente.

Conservar na embalagem de origem de modo a proteger da luz e da perda de vapor de água.
Não congelar.

Como a ciprofloxacina é fotossensível, o saco de perfusão deve ser mantido na sobrebolsa mesmo até ao momento da administração.

Cada saco contém uma única dose.
Uma vez aberto, qualquer medicamento não usado deve ser eliminado. Os medicamentos antibióticos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Mais informações

Este folheto não contém toda a informação sobre este medicamento. Caso tenha dúvidas, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.

Qual a composição de Ciprofloxacina Redibag
A substância activa é ciprofloxacina:
Cada saco de 100 ml contém 200 mg de ciprofloxacina
Cada saco de 200 ml contém 400 mg de ciprofloxacina

Os outros componentes são: glicose mono-hidratada, ácido láctico, ácido clorídrico para ajuste da acidez e água para preparações injectáveis.

Qual o aspecto de Ciprofloxacina Redibag e conteúdo da embalagem
Ciprofloxacina Redibag é um medicamento conhecido como uma solução estéril para perfusão intravenosa (uma solução que é introduzida no corpo, através de uma injecção venosa lenta). É uma solução transparente, ligeiramente amarelo-esverdeada.

Ciprofloxacina Redibag apresenta-se num "saco de perfusão" de plástico transparente, com 100 ml ou com 200 ml de solução, envolvido por uma sobrebolsa de folha de alumínio.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Titular da Autorização de Introdução no Mercado: Baxter Médico Farmacêutica, Lda Sintra Business Park
Zona industrial da Abrunheira, Edifício 10
2710-089 Sintra - Portugal

Fabricado por:
Baxter Healthcare S.A.,
Moneen Road,
Castlebar, County Mayo,
Irlanda

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

Este folheto foi aprovado pela última vez em

------------------------------------------------------------------------------------------------------- A informação que se segue destina-se apenas aos médicos e aos profissionais dos cuidados de
saúde:

Instruções para utilização, manuseamento e eliminação

Informação geral:

O medicamento destina-se apenas a perfusão intravenosa através de equipamento esterilizado.
Cada saco para perfusão destina-se apenas a uma única utilização.

Antes de abrir:

Como o medicamento é fotossensível, não retire o saco para perfusão da sobrebolsa antes do início da utilização. A sobrebolsa protege o conteúdo da luz e constitui uma barreira contra a perda de vapor de água. O saco para perfusão interior mantém a esterilidade do medicamento.

Para abrir:

Retirar o saco para perfusão da sobrebolsa imediatamente antes da utilização: Rasgar a sobrebolsa de lado pela ranhura e retirar o saco para perfusão. Utilizar imediatamente após removê-lo da sobrebolsa.
Pode ser observada alguma opacidade no saco de plástico devido à absorção de humidade durante o processo de esterilização. Esta situação é normal e não afecta a qualidade ou segurança da solução. A opacidade irá diminuir gradualmente.
Após a remoção do saco para perfusão da sobrebolsa, verificar a existência de fugas mínimas, apertando o saco com firmeza. Se forem encontradas fugas, eliminar o produto, pois é possível que já não esteja esterilizado.
Os medicamentos parentéricos, tais como Ciprofloxacina Redibag, devem ser inspeccionados visualmente antes da administração quanto à presença de partículas suspensas e à descoloração, sempre que a solução e o recipiente o permitirem. Não utilizar se a solução estiver turva ou contiver impurezas ou se o selo não estiver intacto.

Preparação para a administração:

Suspender o saco para perfusão pelo orifício de suporte.

Rodando, retirar a protecção do orifício de acesso do saco para perfusão. Adaptar um sistema de administração. Consultar as instruções que acompanham o sistema para proceder à ligação, ao enchimento (purga) e à administração da solução.

Atenção:

Não ligue os sacos um ao outro. Esse tipo de utilização poderá resultar em embolismo gasoso, devido à entrada de ar residual do saco inicial antes de terminada a administração do fluido do segundo saco.

Compatibilidade da perfusão intravenosa:

A menos que a compatibilidade tenha sido demonstrada, este medicamento deve sempre ser administrada em separado.

Após a administração:

Eliminar qualquer porção não utilizada da solução, imediatamente após a utilização. Os produtos não utilizados ou os resíduos devem ser eliminados de acordo com as exigências locais.

Baxter e Redibag são marcas comerciais da Baxter International Inc.

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.