Piroxicam Ratiopharm 20 mg Comprimidos

Código ATC
M01AC01
Piroxicam Ratiopharm 20 mg Comprimidos

Ratiopharm - Comércio e Indústria de Produtos Farmacêuticos

Medicamentos padrão Humano
Substância(s)
Piroxicam
Narcótica
Não
Data de aprovação 30.04.1997
Grupo farmacológico Produtos antiinflamatórios e anti-reumáticos, não esteróides

Anúncio

Tudo para saber

Titular da autorização

Ratiopharm - Comércio e Indústria de Produtos Farmacêuticos

O que é e como se utiliza?

Antes de lhe prescrever piroxicam o seu médico irá avaliar os benefícios que este medicamento lhe poderá trazer, relativamente aos riscos de desenvolver efeitos secundários. O seu médico poderá pedir-lhe uma série de exames e dir-lhe-á quantas vezes precisa de ser avaliado, enquanto estiver a tomar piroxicam.

Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos é utilizado para o alívio de alguns sintomas causados pela osteoartrose (artrose, doença degenerativa das articulações), artrite reumatóide e espondilite anquilosante (reumatismo da coluna vertebral), como o inchaço, rigidez e dor nas articulações. Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos não cura a artrite e irá ajudá-lo apenas enquanto estiver a tomar este medicamento.

O seu médico só lhe irá prescrever piroxicam se não apresentar alívio satisfatório dos sintomas com outros medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs).

Piroxicam ratiopharm está ainda indicado no alívio de alguns sintomas causados pela artrite idiopática juvenil em crianças com peso corporal superior a 45 Kg.

2.Antes de tomar Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos

Não tome Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos:

APROVADO EM 23-04-2008 INFARMED

  • se tem hipersensibilidade (alergia) ao piroxicam ou a qualquer outro componente de Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos
  • se já teve úlcera, hemorragia ou perfuração no estômago ou intestino.
  • se tem actualmente úlcera, hemorragia ou perfuração no estômago ou intestino.
  • se tem ou já teve história clínica de doenças gastrointestinais (inflamação do estômago

ou intestinos) que predispõem para distúrbios hemorrágicos como a colite ulcerosa, doença de Crohn, cancro gastrointestinal ou diverticulite (bolsas inflamadas/infectadas no cólon).

  • se está a tomar outros AINEs, incluindo AINEs selectivos para a COX-2 e ácido acetilsalicílico, uma substância presente em muitos medicamentos utilizados no alívio da dor e para baixar a temperatura (febre).
  • se sofre de asma, rinite, urticária, edema angioneurótico ou broncospasmo associados ao uso de ácido acetilsalicílico ou outros fármacos anti-inflamatórios não esteróides
  • se está a tomar anticoagulantes, como a varfarina, para evitar a coagulação do sangue
  • se já teve reacção alérgica grave ao piroxicam, outros AINEs e outros medicamentos, especialmente reacções cutâneas graves (independentemente da severidade), tais como dermatite esfoliativa (vermelhidão intensa da pele, com descamação da pele), reacção vesiculo-bolhosa (síndrome de Stevens-Johnson, uma doença caracterizada por pele com bolhas vermelhas, ensanguentada, com erosões ou em crosta) e necrólise tóxica epidérmica (uma doença com formação de bolhas e perda da camada superficial da pele)
  • se sofre de insuficiência cardíaca grave
  • se tem idade inferior a 12 anos.

Se algumas destas situações se aplica a si, o piroxicam não lhe deve ser prescrito. Fale com o seu médico imediatamente.

Tome especial cuidado com Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos:

Tome especial cuidado com Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos: informe sempre o seu médico antes de tomar Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos, assim como todos os outros medicamentos anti-inflamatórios não esteróides. Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos pode causar reacções graves no estômago e intestinos, como dor, hemorragia, ulceração e perfuração.

Deve parar de tomar imediatamente piroxicam e informar o seu médico se tiver dor de estômago, ou qualquer sinal de hemorragia no estômago ou intestinos, como fezes de cor negra ou com sangue, ou se vomitar sangue.

  • se desenvolver alguma reacção alérgica, como erupção cutânea, edema da face, pieira ou dificuldade em respirar, deve parar de tomar piroxicam imediatamente e informar o seu médico.
  • se tem mais de 70 anos, o seu médico pode querer diminuir a duração do tratamento e observá-lo, mais frequentemente, enquanto toma piroxicam.
  • se tem mais de 70 anos ou se está a tomar outros medicamentos como corticosteróides

ou certos fármacos para a depressão denominados inibidores selectivos da recaptação da serotonina (ISRS), ou ácido acetilsalicílico para prevenir a coagulação do sangue, o seu

APROVADO EM 23-04-2008 INFARMED

médico pode prescrever-lhe, juntamente com Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos, um medicamento para proteger o seu estômago e intestinos.

  • se tem mais de 80 anos não deve tomar este medicamento
  • se tem uma anemia cuja causa é desconhecida ou não
  • se sofre de insuficiência cardíaca grave
  • se sofre de problemas de fígado (ex: cirrose)
  • se sofre de problemas dos rins
  • se tem ou já teve problemas médicos ou alergias, ou se não tem a certeza de que pode

tomar piroxicam, fale com o seu médico antes de tomar este medicamento. - se sentir alterações da visão contacte de imediato o seu médico.

Certifique-se de que informou o seu médico de todos os medicamentos que está a tomar, incluindo os medicamentos obtidos sem receita médica.

Tomar Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos com outros medicamentos

Informe o seu médico sobre qualquer medicamento que esteja a tomar ou que tenha tomado recentemente (na última semana), incluindo medicamentos obtidos sem receita médica. Os medicamentos podem, por vezes, interferir uns com os outros. O seu médico pode limitar-lhe a utilização de piroxicam ou de outros medicamentos, ou pode ter necessidade de tomar um medicamento diferente.

É extremamente importante que refira:

  • se está a tomar ácido acetilsalicilico ou outro medicamento anti-inflamatório não esteróide para o alívio da dor
  • se está a tomar corticosteróides, que são medicamentos administrados para uma série

de situações, como alergias e desequilíbrios hormonais

  • se está a tomar anticoagulantes como a varfarina, para prevenir a coagulação do sangue
  • se está a tomar certos medicamentos para a depressão denominados inibidores

selectivos da recaptação da serotonina (ISRS)

  • se está a tomar fármacos, como o ácido acetilsalicilico, para prevenir a agregação plaquetária
  • se está a tomar diuréticos, pois o efeito destes poderá ser diminuído
  • se está a tomar medicamentos anti-hipertensores, nomeadamente os medicamentos pertencentes ao grupo dos Inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina (IECA) e Antagonistas da Angiotensina II (AAII), pois a associação com piroxicam pode afectar a função renal
  • se está a tomar cimetidina (medicamento utilizado no tratamento das úlceras do estômago e duodeno), já que este medicamento aumenta ligeiramente a absorção do piroxicam.
  • se está a tomar lítio, porque o piroxicam, assim como os outros anti-inflamatórios do mesmo tipo, aumenta a concentração de lítio no sangue.

O piroxicam pode ainda interagir com medicamentos contendo fenobarbital, probenecide, ciclosporina, antibióticos do grupo das quinolonas (levofloxacina, ofloxacina) e hipoglicemiantes orais

APROVADO EM 23-04-2008 INFARMED

Se alguma das situações acima descritas se aplica a si, fale com o seu médico imediatamente.

Tomar Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos com alimentos e bebidas

Os comprimidos de piroxicam devem ser ingeridos preferencialmente após as refeições.

A ingestão de álcool em simultâneo com o piroxicam pode potenciar os efeitos secundários (ex: fadiga e tonturas) deste ao nível do sistema nervoso central.

Gravidez

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

A utilização de piroxicam durante o terceiro trimestre de gravidez está contra-indicada, pois poderá causar dificuldades no nascimento do bebé.

Aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Não deve tomar piroxicam enquanto estiver a amamentar, porque se desconhece a sua segurança nestes casos.

Idosos e Doentes com Patologias Especiais

Em doentes com insuficiência cardíaca, cirrose do fígado e certas doenças dos rins, a utilização de piroxicam pode causar uma diminuição transitória do funcionamento dos rins, que normaliza quando se deixa de tomar o medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Por vezes, o piroxicam pode provocar efeitos secundários (ex: fadiga e tonturas) que afectam a capacidade de conduzir veículos e utilizar máquinas em segurança. Este efeito é potenciado pela ingestão de álcool.

Informações importantes sobre alguns componentes de Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos

Os comprimidos contêm lactose mono-hidratada. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Como tomar Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos

Tome piroxicam sempre de acordo com as indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

O seu médico irá avaliá-lo periodicamente para se certificar de que está a tomar a dose óptima de piroxicam. O seu médico irá ajustar o tratamento para a menor dose que controle os seus sintomas. Não deve, sob nenhuma circunstância, alterar a dose sem falar primeiro com o seu médico.

APROVADO EM 23-04-2008 INFARMED

Adultos e idosos:

A dose máxima diária é de 20 mg de piroxicam, em administração única.

Se tem mais de 70 anos o seu médico pode prescrever-lhe uma dose diária inferior a 20 mg e reduzir a duração do tratamento

O médico pode prescrever piroxicam juntamente com outro medicamento para proteger de potenciais efeitos secundários o seu estômago e intestino.

Artrite idiopática juvenil:

A dose habitual para crianças com peso corporal superior a 45 Kg é de 20 mg.

Não aumente a dose

Se sentir que o medicamento não é eficaz, fale com o seu médico.

Doentes com insuficiência hepática:

Se sofre de insuficiência hepática é possível que o seu médico lhe recomende que tome doses mais baixas que as indicadas anteriormente.

Doentes com insuficiência renal:

Se sofre de insuficiência renal ligeira a moderada é possível que o seu médico lhe recomende que tome doses mais baixas que as indicadas anteriormente. Se sofre de insuficiência renal grave ou faz hemodiálise o seu médico deverá vigiar rigorosamente o tratamento com piroxicam.

Se tomar mais Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos do que deveria Deve informar de imediato o seu médico ou farmacêutico.

Os sintomas são na maioria dos casos ao nível do aparelho gastrointestinal (enjoos, vómitos, dores abdominais, hemorragias) ou do sistema nervoso central (estados de confusão, agitação, hiperventilação, espasmos). A administração de carvão activado pode reduzir a absorção de piroxicam diminuindo a quantidade de fármaco activo disponível.

Se se esquecer de tomar piroxicam

Tome-o assim que se lembrar. Se estiver quase na altura da próxima dose, não tome a dose esquecida e continue com o esquema de tratamento estabelecido. Não duplique as doses.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico.

Anúncio

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

A ocorrência de efeitos indesejáveis varia em função da dose e do próprio indivíduo; em particular o risco de ocorrência de hemorragias no tracto gastrointestinal (úlceras, inflamações da mucosa gástrica) depende da dose e da duração do tratamento.

Os efeitos secundários mais frequentes mas que não interferem com o tratamento são os gastrointestinais: aftas, falta de apetite, dores de barriga, gastrite, náuseas, vómitos, indigestão, dores de estômago, flatulência (gases), obstipação (prisão de ventre), e diarreia. Também foram referidos casos de ulceração, perfuração e hemorragia gastrointestinal (incluindo sangue nas fezes).

A administração de doses de piroxicam superiores a 20 mg por dia aumenta o risco de efeitos secundários gastrointestinais.

Mais raramente podem surgir outros efeitos secundários tais como: zumbidos, inchaço dos tornozelos, efeitos sobre o sistema nervoso central (tonturas, sonolência, insónia, depressão, nervosismo, alucinações, alterações do humor, perturbações do sono, dores de cabeça, confusão); inchaço e irritação dos olhos, visão turva, alergias na pele (comichão, eczema); outras reacções alérgicas tais como crises asmáticas, urticária, angioedema, vasculite e doença do soro; diminuição reversível do funcionamento dos rins (aumento da ureia e da creatinina); alterações do fígado (elevação das transaminases), icterícia e casos de hepatite. Pancreatite (doença do pâncreas), palpitações, falta de ar, alteração dos níveis de açúcar no sangue e variações de peso; alteração de alguns parâmetros do sangue (ex: diminuição dos valores de hemoglobina, anemia); dificuldade em respirar.

Têm sido notificados casos de edema, hipertensão e insuficiência cardíaca durante o tratamento com AINE.

Reacções bolhosas incluindo síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica tóxica (síndrome cutânea grave) (muito raro).

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Não conservar acima de 25ºC. Proteger da humidade.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos após o prazo de validade impresso na embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Não utilize Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos se verificar descrição de sinais visíveis de deterioração.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6Outras informações

Qual a composição de Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos

-A substância activa é o Piroxicam. Cada comprimido contém 20 mg de piroxicam.

- Os outros componentes são: lactose mono-hidratada, amido de milho, croscarmelose sódica, celulose microcristalina, sílica coloidal anidra, copolividona, estearato de magnésio.

Qual o aspecto de Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos e contéudo da embalagem:

Piroxicam ratiopharm 20 mg comprimidos está disponível em embalagens de 10, 20, 30, 50 e 60 comprimidos.

É possível que não sejam comercializadas todas as embalagens.

Titular de Autorização de Introdução no Mercado:

ratiopharm - Comércio e Indústria de Produtos Farmacêuticos, Lda Edifício Tejo - 6º piso

Rua Quinta do Pinheiro 2790-143 Carnaxide

Fabricante:

Merckle GmbH

Ludwig-Merckle Strasse, 3

D-89143 Blaubeuren

Alemanha

Este folheto foi aprovado pela última vez em

O seu assistente pessoal de medicamentos

Medicamentos

Pesquise aqui a nossa extensa base de dados de medicamentos de A-Z, com efeitos e ingredientes.

Substâncias

Todas as substâncias activas com a sua aplicação, composição química e medicamentos em que estão contidas.

Doenças

Causas, sintomas e opções de tratamento para doenças e lesões comuns.

O conteúdo apresentado não substitui a bula original do medicamento, especialmente no que diz respeito à dosagem e efeito dos produtos individuais. Não podemos assumir qualquer responsabilidade pela exactidão dos dados, uma vez que os dados foram parcialmente convertidos automaticamente. Um médico deve ser sempre consultado para diagnósticos e outras questões de saúde. Mais informações sobre este tópico podem ser encontradas aqui.

This website is certified by Health On the Net Foundation. Click to verify.